A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

30/04/2015 10:29

Projeto que estuda o tatu-canastra no Pantanal é o vencedor do Oscar Verde

Priscilla Peres
Pesquisador Arnaud Desbiez recebeu troféu das mãos da princesa Anne.  (Foto: Divulgação)Pesquisador Arnaud Desbiez recebeu troféu das mãos da princesa Anne. (Foto: Divulgação)
Tatu-canastra é chamado pelos zoólogos de Priodontes maximus, é a maior das espécies. (Projeto Tatu-Canastra no Pantanal)Tatu-canastra é chamado pelos zoólogos de Priodontes maximus, é a maior das espécies. (Projeto Tatu-Canastra no Pantanal)

O projeto sul-mato-grossense que estuda sobre o tatu-canastra é o grande campeão do Green Oscar. O prêmio foi entregue ontem na Inglaterra e mostra reconhecimento internacional a pesquisadores e conservacionistas de todo o mundo. No Brasil, o troféu é conhecido como Oscar Verde.

Veja Mais
Projeto que estuda o tatu-canastra é finalista de prêmio internacional
Segunda-feira de tempo claro e com possibilidades de chuvas à tarde, em MS

O trabalho desenvolvido na região de Aquidauana há cinco anos, disputou com 200 projetos de todo o mundo e ficou entre os sete finalistas. O pesquisador Arnaud Desbiez recebeu o troféu das mãos da princesa Anne da Inglaterra, em cerimônia realizada pelo Fundo Whitley pela Natureza (Whitley Fund for Nature - WFN).

Além do reconhecimento pelo trabalho feito, o projeto ainda ganhou 35 mil libras esterlinas, o que equivale a R$ 160 mil, para serem investidos na expansão da pesquisa sobre o tatu-canastra do Pantanal para o Cerrado.

"Estamos muito felizes com esse prêmio, que reconhece a dedicação e o trabalho de nossa equipe", disse Arnaud Desbiez, por telefone a revista National Geographic. "É fantástico ver nosso tatu sendo premiado entre grandes espécies carismáticas, como elefantes, gorilas e orangotangos", concluiu.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions