A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

08/09/2015 10:21

Proprietária rural desmata área de preservação e é multada em R$ 5 mil

Liana Feitosa
A infratora, de 34 anos, além de derrubar árvores da mata, empurrou todo o material retirado da área para a margem do córrego. (Foto: PMA/ Divulgação)A infratora, de 34 anos, além de derrubar árvores da mata, empurrou todo o material retirado da área para a margem do córrego. (Foto: PMA/ Divulgação)

A PMA (Polícia Militar Ambiental de Miranda), cidade a 201 quilômetros de Campo Grande, localizou nesta segunda-feira (7) área de desmatamento de cerca de 1.500 metros quadrados de mata ciliar às margens de um córrego no bairro Nova Laranjeira.

Veja Mais
Em 7 dias, choveu 56% do esperado para o mês em município do interior
Quinta-feira de tempo instável, com chuvas durante todo o dia e máxima de 37ºC

Segundo a polícia, a área fica no perímetro urbano de Miranda e foi desmatada pela proprietária de um lote, que retirou a vegetação nativa do espaço, derrubando árvores das matas ciliares do córrego Vilas Boas. A região é uma APP (Área de Preservação Permanente).

A infratora, de 34 anos e que não teve o nome divulgado pela PMA, além de derrubar árvores da mata, empurrou todo o material retirado da área para a margem do córrego. Ela foi multada em R$ 5 mil e as atividades foram paralisadas.

Ela foi conduzida à delegacia de Polícia Civil de Miranda e responderá por crime ambiental de degradação de área de preservação permanente. A pena é de um a três anos de detenção. Ela também foi autuada e notificada a apresentar, junto ao órgão Ambiental Estadual, um Prade (Plano de Recuperação da Área Degradada).




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions