A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

30/06/2011 09:13

Sancionada lei que estabelece política para destinação do lixo em Campo Grande

Marta Ferreira

Após lançar, nesta semana, o programa de coleta seletiva, o prefeito de Campo Grande, Nelson Trad Filho (PMDB), a lei que cria na cidade a Política Municipal de Resíduos Sólidos, aprovada pela Câmara dos Vereadores no dia 9 de junho.

O texto da lei traz os conceitos relacionados à política de resíduos sólidos e estabelece diretrizes e objetivos para que ela seja colocada em prática.

Conforme a legislação, entre as metas a serem alcançadas com a destinação correta do lixo estão a proteção da saúde pública e da qualidade ambiental e estímulo à adoção de padrões sustentáveis de produção e consumo de bens e serviços.

A adoção, desenvolvimento e aprimoramento de tecnologias limpas como forma de reduzir impactos ambientais, a redução do volume e do nível de perigos dos resíduos, o incentivo à indústria da reciclagem também constam da lei aprovada.

Tarefa de quem-Conforme a lei, o serviço de limpeza urbana e de manejo de resíduos sólidos urbanos em Campo Grande compreende as atividades de coleta, transbordo e transporte do lixo doméstico e do lixo originário da varrição e limpeza de logradouros e vias públicas; triagem para fim de reuso ou reciclagem, de tratamento, inclusive por compostagem, e de disposição final do lixo doméstico e do lixo originário da varrição e limpeza de logradouros e vias públicas.

O serviço inclui, ainda, a varrição, capina e poda de árvores em vias e logradouros públicos e outros eventuais serviços pertinentes à limpeza pública urbana dentre outros.

A lei estabelece que a execução da atividade de limpeza urbana caberá ao órgão ou entidade municipais definidos, em regulamento, por meio próprio ou mediante concessão, permissão ou contratação de terceiros.




que otimo isso vai muda o senário da nossa cidade e mais
pode gerar mais EMPREGOS.
" PARABENS AOS CRIADORES DO PROGETO"
 
Andre Ajala em 01/07/2011 08:02:26
Que ótimo ter uma política de resíduos, já que temos que pensar no futuro da população que cresce, aumenta a demanda de produtos consumidos e os recursos naturais permanecem o mesmo, não aumentando os rios e áreas de preservação.
Mas, a prefeitura tem um plano de tratamento de resíduos para os estabelecimentos de saúde? O que são feitos com os remédios que vencem? E com os resíduos dos postos de saúde? Isto é uma sugestão para uma próxima reportagem.
 
Luciana nascimento em 30/06/2011 12:01:25
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions