A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

24/04/2013 19:05

Secretaria interdita curtume por mau cheiro no distrito industrial da Capital

Edivaldo Bitencourt e Helton Verão
Policiais militares acompanharam a interdição (Foto: João Carrigó)Policiais militares acompanharam a interdição (Foto: João Carrigó)

A Semadur (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano) interditou, por volta das 16h de hoje, o curtume Qually Peles, no Indubrasil (Distrito Industrial de Campo Grande). A interdição foi realizada por técnicos com o apoio de duas viaturas da Polícia Militar.

Veja Mais
Justiça manda interditar curtume e frigorífico por condições precárias
Moradores protestam contra curtume por causa de mau cheiro no Indubrasil

Segundo o Departamento de Meio Ambiente da Semadur, a interdição ocorreu em decorrência do mau cheiro. A interdição foi determinada pela chefe da Divisão de Fiscalização e Monitoramento Ambiental da Semadur, Zuleide Tomiko Katayama.

Na semana passada, moradores fizeram um protesto contra a poluição ambiental causada pelo frigorífico.

O advogado da empresa, Arlindo Murilo Muniz, negou que a empresa esteja irregular com o município. Ele explicou que o curtume, que conta com aproximadamente 300 funcionários, só está com a documentação pendente com a Semac (Secretaria Estadual de Meio Ambiente, de Planejamento, de Ciência e de Tecnologia).

Protesto – Moradores apontaram o curtume Qually Peles como a principal responsável pelo mau cheiro. Eles dizem que a indústria lança restos de couro em um terreno baldio que fica ao lado da empresa.

Interdição começou no final da tarde (Foto: João Carrigó)Interdição começou no final da tarde (Foto: João Carrigó)
Cartaz expressa a interdição do curtume (Foto: João Carrigó)Cartaz expressa a interdição do curtume (Foto: João Carrigó)

A reclamação é unânime. A dona de casa Elenir Cavania, 39 anos, disse que até as roupas que vão para o varal ficam com cheiro ruim. Segundo o aposentado José Faustino, o cheiro é muito forte. “Pelo fato de aqui ser um núcleo industrial, existe o problema do mau cheiro, e a gente até tolera. Hoje, estamos fazendo um pedido de socorro, para pelo menos amenizar o problema”, pondera.

O dono da empresa Qually Peles, Jaime Valler, na semana passada, defendeu que o local não deveria ser residencial. “O núcleo deveria abrigar só indústrias e não ter moradias”, afirmou Valler.

Lamentando a situação, Valler disse que o problema é do poder público, que deveria construir um núcleo para empresas poluentes, e que a região não deveria permitir moradias no entorno.




Isso é mais uma " Caçada" a la Bernal por desafetos na época da eleição, assim como fizeram outros petralhas em época de disputa ao Governo de MS... Lixo, tudo Lixo !!!! Bom mesmo seria se servir a população de sua cidade, estado, país... Fosse uma Honra para o "cidadão", não um jeito de se ter acesso ao dinheiro público; que por meios de "medidas", tomam "destinos" que NÃO são para os do BEM comum.
 
José Carvalho em 25/04/2013 10:44:19
agora SR Proprietario pega seus 300 funcionarios e manda tirar serviço na secretaria que interditou sua empresa. ok
 
antonio neto em 25/04/2013 10:17:11
Esse mal chero não atinge só o indubrasil mas também aqui no Santa emilia Caioba Ronaldo tenuta e insuportavel o fedor e não e só esse cortume mas existe também um lugar no indubrasil que faz adubo de extrume de porco e isso chega aqui na nossa região o fedor e tanto e insuportavel o fedor e preciso tomar providencias também nessa fabrica de adubo e insuportavel tem dias que parece que a carniça está dentro da nossa casa isso porque moramos atras do indubrasil agora imagina quem mora lá?
 
maria eliza em 25/04/2013 09:51:35
Para os menos esclarecidos, é importante salientar que o mau cheiro é carreado pelo ar, portanto, independente de ser núcleo industrial ou não, se houver mau cheiro, será levado pelo ar até regiões distantes, sendo assim, mesmo quem não reside no núcleo industrial e sim em bairros totalmente residenciais também sofre com essa situação insalubre.
 
Fabricio Andrade em 25/04/2013 09:43:46
Minha avó mora no Indubrasul, a casa dela fica na parte municipal de Terenos, uns 4 quilometros desse cortume, e o cheio lá é INSUPORTÁVEL.
 
Afonso Netho em 25/04/2013 09:20:31
Pois é Karol Silva, só que esse cheiro terrível vai para todos os bairros próximos, como Jardim Carioca, Nova Campo Grande, Popular, Jardim Itália, Santa Mônica... muito fácil falar para os moradores humildes e com baixa condição saírem, né?! Com certeza, vc deve ser dona do frigorífico ou deve morar no Jardim dos Estados, Chácara Cachoeira, etc.
 
Jaqueline Siqueira em 25/04/2013 08:03:31
Gente o núcleo industrial abriga industrias que geram dejetos, odor, fumaça, em contrapartida geram muito emprego, as famílias estão instaladas em local inapropriado cabe ao poder publico removê-las, tenho certeza que a empresa teve autorização para se instalar no local.
 
Carla Cardoso em 25/04/2013 07:51:03
o mau cheiro se fosse so do curtume estava bom, moro na coophavila II não tem aguenta a catinga do lixão, eu pergunto: sera que a semadur vai interditar tbem o lixãokkkkkkkkkkkk
 
eraldo bento em 25/04/2013 07:09:28
Estão noticiando isso como se fosse um grande feito, para começar esse curtume nunca poderia estar funcionando na localidade em que esta, teria que ser fechado a muito tempo, ou melhor, nunca ter tido a autorização de funcionamento.
 
armando hidalgo em 24/04/2013 21:25:13
Só pra constar, mais se é NÚCLEO INDUSTRIAL e ão NÚCLEO RESIDENCIAL, quem tem que sair são os moradores que quando foram morar lá já sabiam desse problema, que sempre teve mau cheiro lá!
 
KAROL SILVA em 24/04/2013 20:17:33
Mas nós moradores da Coophavilla II tambem sentimos o mau cheiro todos os dias.
 
Nair Abrego em 24/04/2013 20:02:03
Outra situação preocupante, padarias em sua maioria estão utilizando lenha de má qualidade ou restos de madeira de construções, causando fumaça tóxica com a utilização de óleo diesel para atear fogo. Além disso, emitem fuligem pois, as chaminés não tem filtro e altura recomendada pela legislação. Em pleno centro da cidade, com densa população, seus donos não respeitam e continuam poluindo e causando problemas de saúde na população, como a padaria instalada na rua Dr. Arthur Jorge.
 
GILMAR J. PELIZARO em 24/04/2013 19:56:47
Uai, o MP interditou os banheiros da Acrissul e tava tuuuuuudo funcionando durante a Expogrande...
 
Junior Almeida em 24/04/2013 19:38:45
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions