A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

28/03/2011 20:22

Depois de ter braço imobilizado com papelão, trabalhador espera há 11 dias por cirurgia

Paula Maciulevicius

Ângela, Bom Dia! Por favor, se alguém puder entrar em contato com a assessoria da imprensa do HU, para ver se houve atraso ou se estão suspensas as cirurgias eletivas no hospital. Conversei com o seo José Rodrigues ontem, é aquele do braço enfaixado com papelão. Fiz a materinha! =)

CONTATOS: ANA PAULA 9982-2180/ 3345-7024

JOSÉ RODRIGUES: 9242-2903

Ferido em acidente de trabalho desde o último dia (18), o trabalhador José Rodrigues, 38 anos agora espera por cirurgia no Hospital Universitário, em Campo Grande. No primeiro atendimento ele teve o braço “engessado” por um papelão, no Posto de Saúde da Vila Almeida.

Em seguida José Rodrigues foi encaminhado ao CEM (Centro de Especialidades Médicas), para ser atendido por médico ortopedista. Ainda com papelão no braço, ele foi levado por amigos, para o Hospital Universitário, onde aguarda até hoje para colocar uma placa de pinos no anti pulso.

Há 11 dias, o trabalhador espera para entrar na sala de cirurgia.

“Primeiro é o médico que está de férias, daí foi passando os dias. Será que nós temos que passar por isso? Mesmo pagando para ter saúde? Ninguém escolhe o dia que vai machucar, adoecer”, comenta.

José Rodrigues depende da operação para voltar ao trabalho. Segundo ele, os 11 dias são para esperar um “encaixe”.

Nesta segunda-feira (28), ele diz que chegou a ir para a sala de cirurgia, mas por conta da pequena infecção, não teve condições de prosseguir.

“Eu não sei se essa infecção foi pelo jeito que ficou enfaixado, sem remédio”, diz.

De acordo com o trabalhador, os médicos não deram previsão de quando poderá ser feita a cirurgia, e nem explicação pela demora no procedimento.

Acidente - José sofreu acidente às 8h30, do dia 18 de março, quando entrava na cabine de um caminhão, no macroanel rodoviário, na saída para São Paulo. Ele caiu no chão e fraturou o pulso.

Os próprios colegas de trabalho encaminharam José ao posto de saúde da Vila Almeida. Local em que “conheceu” o método de engessar o braço com papelão. Com o papelão no braço ele foi ao CEM, de onde teve de seguir para o Hospital Universitário, novamente no carro do amigo.

Ele conta que passou o resto do dia no Hospital, aguardando uma maca para deitar.

“Fui medicado sentado mesmo. Só fui colocado na maca 8 horas da noite”, completa.

Segundo a assessoria de imprensa do Hospital Universitário...

Prazo para inscrever atrações no Festival de Inverno de Bonito termina hoje
Termina nesta quinta-feira (3) o prazo para os interessados em inscrever atrações culturais para a 15ª edição do Festival de Inverno de Bonito. O eve...
Projeto "Um Violão Entre Amigos" traz concerto de violonista para Campo Grande
Para encerrar o projeto “Um Violão Entre Amigos”, patrocinado pelo FIC (Fundo de Investimentos Culturais), nesta sexta-feira (20) acontece o recital ...
Último dia de desfile do Grupo Especial no Rio tem homenagem a Zico e a Senna
No segundo dia de desfile das escolas de samba que integram o Grupo Especial, o público terá uma festa que inclui homenagens a dois esportistas consa...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions