A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

18/11/2016 09:04

Condenado pela Lava Jato, Bumlai consegue prisão domiciliar

STF havia negado, a princípio; a defesa alega problemas de saúde

Mayara Bueno
José Carlos Bumlai, pecuarista sul-mato-grossense. (foto: Valter Campanato/Agência Brasil)José Carlos Bumlai, pecuarista sul-mato-grossense. (foto: Valter Campanato/Agência Brasil)

O pecuarista sul-mato-grossense José Carlos Bumlai, preso pela Lava Jato, cumprirá prisão domiciliar. O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Teori Zavascki autorizou o benefício na quinta-feira (17). As informações são do Estadão.

Veja Mais
Moro diz que PF fez “afirmação leviana” ao citar relação de Toffoli e Bumlai
Relatório da PF mostra influência de Bumlai sobre ministro, diz jornal

Em parecer encaminhado ao Supremo, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, defendeu a manutenção da prisão preventiva de Bumlai. Ele foi condenado a 9 anos e 10 meses de prisão pelos crimes de gestão fraudulenta de instituição financeira e corrupção passiva no âmbito da Lava Jato.

Bumlai foi preso em novembro do ano passado e chegou a permanecer em regime domiciliar por cerca de cinco meses por razões de saúde. No entanto, voltou à prisão após fim de tratamento médico.

A defesa do pecuarista recorreu ao STF pedindo que ele permanecesse em recolhimento domiciliar, com tornozeleira eletrônica, até julgamento do mérito sobre a prisão. À época, Teori negou o pedido da defesa para que Bumlai continuasse a cumprir a pena em casa. Agora, o ministro reconsiderou sua decisão, permitindo o recolhimento domiciliar.

 




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions