A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

17/11/2016 19:18

Marquinhos diz que irá consultar Reinaldo, André e até Zeca do PT

Nyelder Rodrigues e Anahi Zurutuza
Marquinhos aposta na experiência de ex-gestores para se aconselhar (Foto: Alcides Neto)Marquinhos aposta na experiência de ex-gestores para se aconselhar (Foto: Alcides Neto)

O prefeito eleito de Campo Grande, Marquinhos Trad (PSD), afirmou nesta quinta-feira (17) que, para auxiliar na formação de seu secretariado, irá consultar o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) e ex-gestores estaduais, como André Puccinelli (PMDB), Pedro Pedrossian e José Orcírio Miranda dos Santos, o Zeca do PT.

Veja Mais
Detran emprega parentes de diretores e vira alvo do Ministério Público de MS
Com 30 emendas, Orçamento vai para comissões antes de ser votado

A declaração foi dada ao término de reunião realizada nesta tarde no Hotel Deville, com participação de Reinaldo, da vice-governadora Rose Modesto (PSDB) e 18 vereadores eleitos para a próxima legislatura, pela coligação tucana.

"Assim que o Marcos estiver com a equipe fechada, faremos uma outra reunião. Hoje conversamos sobre alguns pontos que são prioridades para a Capital", destaca Azambuja. Marquinhos prevê que, no máximo até 16 de dezembro, data da diplomação, já estará com a equipe toda montada.

Para formar o novo secretariado de Campo Grande, Marquinhos Trad frisa que vai consultar ex-gestores, além do irmão e ex-prefeito Nelson Trad Filho (PTB). "Não tem porque não consultar essas pessoas, eles tem experiência", explica o prefeito eleito, que assume o cargo em 1º de janeiro de 2017.

Sobre possíveis nomes, Marquinhos segue fazendo mistério, não confirmando pessoas procuradas para assumir o comando das pastas municipais. "Meu secretariado será de pessoas competentes", repetiu.

Parcerias - Além do apoio político, parcerias na execução de obras e serviços públicos entre Governo do Estado e prefeitura de Campo Grande foram pauta da conversa entre Marquinhos Trad e Reinaldo Azambuja.

De acordo com o governador, saúde e geração de emprego foram algumas das questões abordadas. "Esse é um grande desafio para a Capital diante da crise econômica. Vamos buscar parcerias para tentar enfrentar esse desafio. Na saúde, temos novos hospitais em construção e isso já vai ajudar, argumenta o Azambuja, citando a rede hospitalar do Interior.

"Agora está tudo facilitado, está aberto o diálogo. Não dá para fazer tudo, mas dá para fazer muito. O melhor que tiramos dessa reunião foi a demonstração de que há boa vontade", opina Reinaldo, ao falar sobre a conversa com Marquinhos, que também tratou de gargalos na infraestrutura da cidade.

Entre os problemas estruturais mais cobrados pela população está o asfalto. "Já estamos trabalhando na avenida Euler de Azevedo e podemos fazer mais em termos de recapeamento", comenta o governador, acrescentando que os programas estaduais Cheque Moradia e Lote Urbanizado devem auxiliar em outros gargalos.

"Cerca de 60% da pavimentação da Capital tem mais de 20 anos. O asfalto tá castigado pela chuva, pelo tapa-buraco. Chegou o momento que é preciso fazer intervenções mais sérias. Temos uma lista de vias que são prioridades, e claro que são as com maior fluxo de veículos. Essa lista já está com o governador", revela Marquinhos.




Vai acomodar em algum cargo os indicados das Velhas raposas do poder.
Sinal que o Povo que almejava mudanças na velha e costumeira política mais uma vez foram traídos.
Precisamos avaliar um candidato não somente pela sua dicção e falácias, mas de onde vem suas ideias, convicções, e histórico. Pois de Político Populista está mais que provado os desastres administrativos.
 
jose luiz de brito em 18/11/2016 08:10:46
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions