A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

01/12/2016 12:58

Marquinhos fala em "herança difícil" e preocupações para sua gestão

Leonardo Rocha
Marquinhos concedeu entrevista no final da sessão desta quinta-feira (Foto: Assessoria/ALMS)Marquinhos concedeu entrevista no final da sessão desta quinta-feira (Foto: Assessoria/ALMS)

O prefeito eleito, Marquinhos Trad (PSD), reconheceu que vai receber uma "herança difícil", da atual gestão na Capital, baseado em números que já recebeu da equipe de transição. Ele adiantou que está preocupado em relação a licitações, contratos e algumas temas, como o plano diretor da cidade e a antecipação da arrecadação do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano).

Veja Mais
Plano Diretor da Capital é discutido entre OAB e Marquinhos Trad
Muitos contratos serão auditados, diz Marquinhos sobre 'herança Bernal'

Marquinhos disse hoje (01), no final da sessão na Assembleia, que vai receber uma herança difícil, da prefeitura municipal, mas que está confiante, em "superar os obstáculos". Ele já admitiu que pretende fazer auditorias em alguns contratos, sem detalhar quais serão seus alvos.

O prefeito eleito admitiu que está preocupado, por exemplo, com o projeto do plano diretor da cidade, que no momento está sendo produzido pela atual gestão e não foi enviado ainda para Câmara Municipal.

"Tenho ouvido reclamações, principalmente do setor imobiliário, dizendo que o atual texto prejudica e freia o desenvolvimento do setor, assim como desestimula a geração de emprego". Ele explicou que os questionamentos são sobre as "condições impostas" em relação a construção e reforma de obras.

"Na quarta fase (projeto) houveram muitos incrementos, tanto que tem mais de 220 dispositivos, quando o atual plano (diretor) possui apenas 56. Se ficar para minha gestão resolver, vamos discutir e avaliar melhor cada item", disse o deputado.

Antecipado - Marquinhos definiu como "extremamente desagradável", a antecipação do pagamento do IPTU, que terá desconto de 20% para os proprietários que acertarem as contas até o dia 10 de janeiro. Esta mudança de data já tinha sido feita pelo ex-prefeito, Gilmar Olarte (PROS), e depois seguida pelo atual, Alcides Bernal (PP).

"Este imposto serve para devolver os serviços públicos para população, onde se torna mais eficaz, com este valor antecipado do IPTU, não sabemos para que finalidade será usado", pontuou. A expectativa é que seja arrecadado R$ 330 milhões em 2017. Bernal resolveu fazer apenas a reposição da inflação, de 8,78%, nos carnês dos contribuintes.

 




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions