A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

24/11/2016 16:11

Moka é eleito melhor parlamentar de MS e o 3º mais atuante do país

Site dá nota para políticos com base na participação das sessões e mentiras contadas pelos legisladores; senador fez 480 pontos

Anahi Zurutuza
Senador recebendo troféu nesta quinta-feira (Foto: Senador Waldemir Moka/Divulgação)Senador recebendo troféu nesta quinta-feira (Foto: Senador Waldemir Moka/Divulgação)

O senador Waldemir Moka (PMDB) recebeu nesta quinta-feira (24) o prêmio de melhor parlamentar de Mato Grosso do Sul no Congresso Nacional. Ele foi eleito pelo site Ranking Políticos, criado por administradores e economistas que dão notas para os políticos com base em oito critérios, que vão da presença nas sessões ao “mentirômetro”.

Veja Mais
Senador por MS, Moka é o 4º melhor parlamentar do País, aponta ranking
Dilma "empurrou" dívidas e não foi transparente, frisa Moka no Senado

O conselho diretor da ONG (Organização Não-Governamental) também premiou Moka com a terceira melhor atuação dentre os 81 senadores e 513 deputados, ficando atrás senadores pelo Distrito Federal, José Antônio Machado Reguffe (sem partido), e por Goiás, Ronaldo Caiado (DEM).

De acordo com o ranking, o senador Moka obteve 480 pontos, com destaque para o item “qualidade legislativa”.

Ao discursar na entrega do prêmio, o parlamentar de Mato Grosso do Sul atribuiu sua escolha ao cuidado com que elabora e propõe os projetos.

Outro item em que Moka se saiu bem foi quanto à inexistência de processos judiciais. “Estou há 35 anos na política e nunca respondi a processos. Não acho que seja mérito e sim obrigação do político”, declarou, conforme divulgou a assessoria de imprensa.

Em entrevista ao Campo Grande News, em setembro, Moka disse acreditar que com o trabalho de fiscalização da atividade parlamentar pela população, o Congresso só tem a ganhar. “Estimula a competitividade, que todo mundo queira melhorar”.

Critérios e criadores – No site, todos os parlamentares recebem 200 pontos inicias e com base na apuração do site sobre a presença deles nas sessões, os gastos, processos na Justiça, qualidade do trabalho legislativo, o “mentirômetro”, a formação profissional e a quantidade de vezes que mudou de partido, os políticos ganham ou perdem nota.

Um dos criadores do Ranking Políticos, Alexandre Ostrowiecki é formado em Administração FGV (Fundação Getúlio Vargas) e tem mestrado em Economia. Renato Feder, que também é administrador pela FGV e mestre em Economia pela USP (Universidade de São Paulo), também é um dos dirigentes da ONG.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions