A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

30/10/2016 14:08

Mulher é presa por fazer boca de urna em escola no Jardim Canguru

Ricardo Campos Jr.

O número de urnas que apresentaram defeito durante a votação neste domingo (30) subiu para 17, segundo informações do TRE (Tribunal Regional Eleitoral). Além disso, foi registrado primeiro flagrante de crime eleitoral em Campo Grande.

Veja Mais
Em duas horas, 13 urnas apresentam problemas; duas foram substituídas
Operadoras prestam contas à Assembleia sobre investimentos em MS

Conforme o órgão, trata-se de uma mulher identificada apenas como Maria que estava fazendo boca de urna na escola municipal Arlene Marques Almeida, no Jardim Canguru. Ela foi presa e encaminhada para a sede da PF (Polícia Federal). A Justiça Eleitoral não deu mais detalhes sobre o caso.

Com relação às urnas defeituosas, na maioria dos casos os técnicos conseguiram consertá-las e a votação prosseguiu normalmente, como por exemplo em uma seção cujo aparelho não funcionava por defeito no disjuntor do prédio.

Somente duas tiveram que ser trocadas. Uma delas estava na Faculdade Unigran e teve problemas no software e outra, na Escola Estadual Maria Rita de Cássia apresentou defeito no teclado.

Canais de denúncias - Os eleitores de Campo Grande podem fazer denúncias por diversos canais, entre eles está o mais tradicional, que é acionar pessoalmente policiais, promotores e juízes eleitorais, no entanto também pode utilizar outras ferramentas, como aplicativos para celular e tablet ou ligar para telefones do MPF (Ministério Público Federal) e OAB-MS (Ordem dos Advogados do Brasil).

Como foi feito no 1° turno, o sistema Web Denúncias não vai funcionar hoje, mas poderá ser utilizado o aplicativo chamado "Pardal", onde os eleitores podem fazer denúncias pelo celular e tablets. Todos estes casos seguem para análise do Ministério Público Eleitoral.

 




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions