A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

28/11/2016 15:35

Na Bahia, Marquinhos indica que renegociará dívidas e fará ajuste fiscal

Paulo Nonato de Souza
Marquinhos no encontro com ACM Neto nesta segunda-feira, em Salvador (Foto: Assessoria)Marquinhos no encontro com ACM Neto nesta segunda-feira, em Salvador (Foto: Assessoria)

O prefeito eleito de Campo Grande, Marquinhos Trad (PSD), afirmou nesta segunda-feira (28), depois de se reunir com o prefeito reeleito de Salvador, Antônio Carlos Magalhães Neto (DEM-BA), que irá renegociar dívidas e somar medidas de ajuste fiscal com redução de custeio para que a Capital sul-mato-grossense volte a se desenvolver.

Veja Mais
TCE pede que Marquinhos faça devassa em contratos da Prefeitura
Em busca de dicas, Marquinhos tem encontro com prefeito de Salvador

“Temos que ter coragem de fazer mudanças por uma gestão moderna e eficiente, e estou convicto de que esse é o caminho para Campo Grande”, declarou Marquinhos Trad, que foi a Salvador, acompanhado de Pedro Pedrossian Neto, membro da sua comissão de transição, trocar experiências com o prefeito baiano.

O encontro durou mais de duas horas, e o novo prefeito campo-grandense focou seu interesse nas medidas adotadas por ACM Neto desde que assumiu a Prefeitura de Salvador em janeiro de 2013. Ouviu do gestor baiano que a base do seu trabalho partiu da formação livre do secretariado, sem pressão política, e cumprimento de metas. “A escolha dos secretários foi uma decisão livre e técnica”, frisou Marquinhos, dando a entender que terá o mesmo procedimento em Campo Grande.

Com as medidas, no primeiro ano de sua gestão, segundo Marquinhos Trad, o prefeito de Salvador fez o que ele mesmo chamou de "zeladoria da cidade". Fechou os buracos, iluminou a cidade e tornou as praças públicas um espaço bem cuidado, limpo e seguro para as famílias.

Já Pedro Pedrossian Neto destacou que o prefeito de Salvador lançou 60 decretos de ajuste fiscal e de redução de custeio e de comissionados, como medidas para ajustar as contas, organizar e preparar a Capital da Bahia para o futuro.

“No segundo ano do mandato, ACM Neto contou que lançou várias obras de modernização, urbanização e desfavelamento. No terceiro, se dedicou a reforçar programas sociais e, no quarto, a meta foi concluir as obras”, disse Pedrossian Neto, para quem a conversa com ACM Neto reforçou a convicção da necessidade de cortar gastos, renegociar dívidas e fazer ajuste fiscal para acabar com a sonegação de impostos.

Além de Pedro Pedrossian Neto, o deputado federal Luiz Henrique Mandetta (DEM) também acompanhou Marquinhos Trad na reunião com o prefeito ACM Neto, em Salvador.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions