A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

30/10/2016 06:29

Neste domingo, 595 mil eleitores escolhem o próximo prefeito da Capital

Ricardo Campos Jr.

Em Campo Grande, 595.172 pessoas voltam às urnas neste domingo (30) para o segundo turno das eleições, quando terão de escolher entre Marquinhos Trad (PSD) e Rose Modesto (PSDB) para ocupar o cargo de prefeito da cidade pelos próximos quatro anos. Os dois venceram outros 13 candidatos no começo do mês na disputa com mais participantes na história do município.

Veja Mais
Detran emprega parentes de diretores e vira alvo do Ministério Público de MS
Com 30 emendas, Orçamento vai para comissões antes de ser votado

Trad obteve nas urnas 147.694 votos, o que correspondeu a 34,57% dos votos válidos, enquanto Modesto conquistou 113.738 votos (26,62%), um apertado segundo lugar atrás de Alcides Bernal (PP), que tentava a reeleição, mas acabou atrás da rival com 111.128 (diferença de 2.610 votos).

Orientações – Os eleitores devem se apresentar nas seções eleitorais a partir das 8h munidos de um documento com foto. Não é obrigatória a apresentação do título de eleitor. O número do documento é necessário apenas para quem for justificar ausência, já que ele deve ser colocado em um dos campos do formulário disponível no site do órgão.

Uma vez preenchido, o papel pode ser entregue em qualquer local de votação ou em até 60 dias.

O que levar? - Para votar, são aceitos carteira de identidade, passaporte, carteira de categoria profissional reconhecida por lei, certificado de reservista, carteira de trabalho, carteira nacional de habilitação e no caso dos indígenas a Carteira de Identidade expedida pela FUNAI). Não será admitida a certidão de nascimento, certidão de casamento tampouco o Registro Administrativo de Nascimento Indígena (RANI).

A tradicional “cola”, em que o eleitor anota em um pedaço de papel o número do candidato para não esquecer, é permitida. É autorizada ainda a manifestação individual e silenciosa de apoio a algum candidato, mas é proibido vestir camisetas e usar bandeiras, broches nem adesivos que caracterizem manifestação coletiva.

Também é proibido usar celulares, máquinas fotográficas, filmadoras, equipamentos de radiocomunicação ou quaisquer instrumentos que possam comprometer o sigilo do voto. Esses aparelhos devem ficar retidos com o mesário enquanto o eleitor vota.

Eleitores com deficiência ou mobilidade reduzida podem contar com o auxílio de pessoa de sua confiança, ainda que não tenha feito o pedido antecipadamente.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions