A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

09/02/2011 16:29

Pastor entrará na Justiça contra a “Ave Maria” da bandeira de Sidrolândia

Paulo Fernandes

Inscrição está na bandeira há quase 70 anos.

Inscrição está na bandeira desde a fundação (Foto: Marcos Tomés/Região News)Inscrição está na bandeira desde a fundação (Foto: Marcos Tomés/Região News)

Nome da principal oração com a qual os católicos saúdam a mãe de Jesus, a “Ave Maria” poderá ser retirada da bandeira de Sidrolândia, município localizado a 71 km de Campo Grande.

A inscrição faz parte do símbolo do município desde a fundação, há quase 70 anos.

Desde novembro, uma defensora pública está preparando uma ação judicial a pedido do pastor Adilson Machado de Souza, da Igreja Evangélica, para retirar o nome da santa.

Além disso, um abaixo-assinado pedindo a retirada da “Ave Maria” já conta com cerca de 1000 assinaturas.

O argumento é de que a inscrição no símbolo do município fere o Direito Constitucional de liberdade religiosa, favorecendo a Igreja Católica.

Apesar de morar em Sidrolândia há 23 anos, apenas em 2009 o pastor Adilson notou que o nome da santa estava na bandeira.

“Eu nunca tinha me dado conta. Há dois anos vi a bandeira e percebi. Aí, como cidadão comum, eu resolvi entrar com uma ação judicial contra a Prefeitura”, disse.

O pastor, que é professor de inglês formado em Letras pela UCDB (Universidade Católica Dom Bosco), chegou a pesquisar sobre a origem da bandeira. “A bandeira foi feita por meio de decreto do fundador. Na simbologia não aparece sequer o porquê da inscrição”, afirmou.

Ele está confiante de que conseguirá mudar o símbolo de Sidrolândia.

Dois homens são presos por suspeita de estupro de adolescentes
Dois homens foram presos por estupro de vulnerável em Laguna Carapã, 287 km de Campo Grande. Eles têm 28 e 24 anos e teriam tido relação sexual com a...
Dupla armada invade madeireira e rouba dinheiro do pagamento de funcionários
Dois homens armados invadiram uma madeireira e roubaram R$ 15 mil por volta das 15h30 de ontem (9) no Distrito Industrial de Dourados - distante 233 ...
Homem tem carro roubado por assaltantes armados na MS- 289
Assaltantes armados renderam o condutor de um veículo modelo Vectra e roubaram o carro por volta das 23h desta sexta-feira (9) na MS-289, em Amambai ...



Por favor, por isto que este mundo está do jeito que está. Ave Maria mãe de Jesus, se os evangélicos amam tanto à Jesus como eles dizem, por que ofendem tanto a mãe dele??? eu n/ entendo isto!!!!

Crentaiada acordem por favor......................................
 
sulamita de jesus em 16/11/2011 11:49:06
concordo com pastor adilson que é um otimo evangelista!:]
e que corre atras dos direitos da religiao evangelica
"""santo somente o senhor jesus!
este mundo favorece mas a religião católica
! a religião evangelica deve ser muito respeitada e valorizada...
esse mundo nao e apenas de catolicos etc...
*estou com vc pastor *
homem de Deus!
 
lidiane garcia em 27/10/2011 10:31:24
Ignorancia religiosa e intelectual.

Religiosa porque a Avé Maria é bíblico (Lc. 1,28);

Intelectual porque é contraditório querer pregar o que não tem conhecimento de causa.

 
Ricardo Sales em 14/08/2011 03:49:57
Fiquei indignada com esse pastor ! Estão tirando todos os simbolos religiosos dos lugares publicos , me dá a impressão que o que querem mesmo é tirar Cristo da nossa vida ! E esse pastor só esta contribuindo para que isso aconteça.Quem nunca entrou num hospital e quando oljhou pra cruz , que geralmente tinha nas salas, e não se sentiu mais confortado? Tenho certeza que até esse pastor já se sentiu assim . é isso o que quer pastor , tirar Cristo da nossa vida? Daqui a pouco nenhum jovem vai saber mais quem é Cristo !
 
Claudete Moyano em 27/06/2011 10:32:36
Pastor mais sem noção,vai procurar oq fazer néhhhhh

Me poupe pastor!
 
Maria da Luz em 22/02/2011 02:04:32
O próximo passo é mudar o nome do Estado de São Paulo! Depois derrubar o Cristo Redentor ! KKKKKKKKKKKK! Pìada né!!!!


 
Marcelo Barboza de Azevedo em 17/02/2011 07:00:32
Por acaso esse pastor rasgou a página da Bíblia que traz a saudação do anjo a Maria: "Salve,agraciada!" Lc 1:28? Como está no dicionário Aurélio: "Salve" é interjeição de saudação assim como "Ave", portanto não há diferença entre uma ou outra saudação. Será que ele escolheu na Bíblia só aquilo que lhe agrada? Como muitos fazem. É mais fácil e cômodo deturpar a Palavra de Deus para seu próprio interesse. Que triseza, a saudação do anjo a Maria é algo que perturba a fé.Então o anjo enviado por Deus está errado, e esse pastor age em nome de quem?
 
paulo césar em 16/02/2011 09:05:44
Já que o Estado brasileiro é laico, deve-se retirar mesmo qualquer referência religiosa de símbolos oficiais como bandeiras, brasões, etc...
 
Adriano Roberto dos Santos em 11/02/2011 12:21:31
Pastor, se é que você pode ser chamado de Pastor.

Vai procurar serviço social pra fazer... vai ajudar uma família carente...

Você vai ganhar muito mais com isso.
 
Afonso Neto em 11/02/2011 11:27:58
Olá,pessoal católico-romano de Sidrolândia ou quem mais queira:
Estou às ordens para debater com vocês,inclusive seus padres,a respeito desta frase que é flagrantemente INCONSTITUCIONAL num símbolo da pátria!

Moysés Magno
moysesmagno@hotmail.com
 
Moysés Magno Lima em 11/02/2011 10:33:35
Acredito que tudo isso seja polemica, o que as pessoas querem é realmente aparecer e mostrar que se preocupam com alguma coisa, quantos anos já existe essa bandeira de Sidrolandia, e nenhum "evangélico" tinha percebido o que estava escrito nela, aliás ninguem sabe que esta escrito em bandeira nehuma. Ai de repente ele viu e se sentiu exlcluído por ser evangélico.
Primeiro, os protestantes podem não Venerar Maria da forma que nós católicos aprendemos, mas que todo ser humano que já pisou nessa terra tem mãe, isso religião nenhuma pode negar. Não é verdade meus caros????
Outra coisa escrita nos comentários, o Papa nem Santo Antonio, podem pagar pelos erros dos outros, se as pessoas casam num dia e separam no outro, santo nenhum tem culpa, e isso não é só com católicos que acontece, kkkk "crentes" tambem se separam, mas que o Papa João Paulo II vai ser Santo, ou melhor já é, isso é privilégio dos catolicos, porque ele era um homem sabio, pregou a paz e mostrou sua humildade de apostolo de Jesus aos quatro cantos do mundo.
 
Caroline Rivarola em 11/02/2011 01:53:56
Esse pastor deveria procurar o que fazer, duvido que os moradores de sidrolandia vão aceitar pitaco de um pastor.
 
francisco prado em 10/02/2011 12:16:39
Com certeza o fundador de Sidrolandia teve algum motivo para colocar o nome da mãe de Jesus na bandeira do municipio.
Um preciosismo bobo, afinal Deus só tem um.Os absurdos das guerrinhas de igrejas tem que acabar afinal estamos no seculo XXI.
Ele vai querer mudar o nome tambem?Meu caro pastor, se for assim teremos que mudar mais coisas neste Brasil, eis a História da fundação............
A região do município de Sidrolândia, apesar de ser conhecida desde o início do século XVII, quando foram devassados pelos sertanistas bandeirantes, passaram apenas a ser povoadas com a chegada da família do sertanista mineiro Gabriel Francisco Lopes, que trouxe seu sogro Antônio Gonçalvez Barbosa, além de seu irmão Inocêncio Barbosa. Em meados do século, eles estabeleceram as primeiras fazendas de gado na região, que, com a abundância de pasto e qualidade e fertilidade do solo, prosperaram com rapidez. Com isso, a região acabou atraindo outros migrantes que se radicaram dedicando-se especialmente a criação de bovinos. Segundo o Relatório do Coronel Henrique Rohan do Governo da Província de Mato grosso, Ricardo José Gomes Jardim, em 1845 a área que compreende os rios Vacaria e Anhanduí (rios que banham atualmente o município de Sidrolândia) já possuia mais de 100 habitantes. Apesar de o povoamento do atual município de Sidrolândia se dever á família Barbosa, que anos depois partiram para povoarem outros rincões do Sul de Mato Grosso e instalaram fazendas para a criação de bovinos e criação de novos povoamentos, a fundação de Sidrolândia foi estabelecida por Vicente de Brito, que era tronco da família Brito e José Pereira Martins, que fundaram suas fazendas na região em 1870, logo após a Guerra do Paraguai. Em 1872 chegava o cuiabano Hermenegildo Alves Pereira para fundar outra fazenda, a Ponto Alto. Um dos filhos de Vicente de Brito, Porfírio, fundou mais quatro fazendas e fez de tudo para evitar a debandada de seus descendentes. Uma das filhas de Porfírio casou-se com Sidrônio Antunes de Andrade, que era catarinense de Lages.Anos mais tarde, em função da morte de sua esposa, em 1926, Sidrônio resolveu lotear a fazenda São Bento, que recebeu de herança, mas que acabou concretizando apenas em 1942, quando colocou para vender seus lotes já muito demarcados, e batizou a nova povoação de Sidrolândia. A partir daí, o núcleo começou a se desenvolver rápido e surgiram várias construções residenciais e muitos estabelecimentos comerciais. Em 25 de abril de 1944 foi inaugurada na povoação de Sidrolândia, com o nome de Estação de Anhanduí, a estação telegráfica e ferroviária da Estrada de Ferro Noroeste do Brasil, num ramal que liga Campo Grande à Ponta Porã, se transformando num dos esteios do progresso da nova localidade. A localidade desenvolveu-se de tal forma que levou o Governo do Estado a criar, pela Lei nº 207 de 1 de fevereiro de 1948, o Distrito de Paz de Sidrolândia, tendo como primeiro Juiz de Paz Abílio dos Santos e Lucas do Vale, que foi nomeado escrivão do primeiro cartório, fundado em 19 de março de 1949. Em 11 de dezembro de 1953, pela Lei Estadual nº 684, é elevado a categoria de município, desmembrado de Campo Grande e instalado em 1 de janeiro de 1954. Em 18 de novembro de 1958, pela Lei Estadual nº 1160, é criado o Distrito de Capão, que é incorporado ao Município de Campo Grande. Com a criação do estado de Mato Grosso do Sul, em 1979, houve um desenvolvimento maior em razão de se localizar próximo á capital do estado, Campo Grande. No mesmo ano é reincorporado a Sidrolândia. Em 15 de julho de 1997 é criado o distrito de Quebra Côco.
O topônimo é uma homenagem a seu fundador, Sidrônio Antunes de Andrade, que veio de Lages, Santa Catarina


 
Francisco de Araujo em 10/02/2011 11:03:02
Além de tirar dinheiro de algumas pessoas, quer tirar a nomenclatura da bandeira da terra de seu Sidrônio? Esse pastor deveria preocupar-se com outras coisas. Não há inferência no direito de religiosidade, conforme alegado.

Ele não é pastor? Por acaso há alguém impedindo ele professar a fé dele? Não, então bola pra frente que essa alegação é infundada.

Quantas igrejas evangélicas existiam na fundação de Sidrolândia? Façam esse levantamento.
 
Fábio dos Santos Alves - Brasilia - DF em 10/02/2011 10:39:51
Como pode ser, la se vão mais de 70 anos da criação da bandeira, tornando-a um simbolo historico municipal, sem nunca ter despertado a ira religiosa de niguem. Pegamos um simbolo publico, o qual dever ser honrrado e respeitado, e o colocamos sob judice, em detrimento de um fanatismo religioso, onde um grupo que polui visualmente as ruas e praças de nossa cidade, com seus letreiros monumentais, que exaltam a um mesmo Deus de todas as religiões, de forma "exaltada", apenas por conter um dizer, talves (quem sabe o porque ele esta la) em referencia a mae de Jesus, que é adorada, e respeitada por inumeras religiões Brasil afora. Penso que nosso politicos, religiosos e notorios teem que se dedicar a assuntos mais relevantes para toda a população, não apenas a uam ipocrisia qu não faz em nada crescer nosso belo e próspero municipio.
 
eugenio mariano em 10/02/2011 10:21:01
Parabéns pastor Adilson, a sua atitude talvez seja legalmente correta, quem sabe o justo juiz achará legal sua proposição e lhe dará razão, aquelas duas palavrinhas minúsculas serão retiradas da bandeira, e isso lhe trará orgulho e os aplausos dos seus fieis, mas pessoalmente acredito que com isso o Sr estará fomentando mais um pouco a desunião entre os cristãos deste estado e deste pais. O Sr tem claro em sua mente que a nossa sociedade não é dividida mais por raça, nem por estatus social, mas sim pela escolha religiosa? E o mais ridículo nisso tudo é que todos se dizem seguidores do mesmo Filho de Deus? O Sr não percebe que assim fazendo estará dando mais um chute á aquilo que o intero planeta está pregando para garantir a Paz, ou seja, o Ecumenismo? Pense bem nisso, ore bastante ao Santo Espírito, e depois decida, mas assuma as conseqüências...
Parabéns também á equipe educativa salesiana que mais uma vez faliu no que Dom Bosco sempre dizia que a escola salesiana deve formar bons cristãos e honestos cidadãos. Do que adianta ter colégios e faculdades repletas de pagantes e falir o objetivo do fundador? Façam um serio exame de consciência, este de hoje é mais um sino de alarme, senhores, o que Dom Bosco faria?
 
Bruno Maddalena em 10/02/2011 10:12:24
Se todos forem levar tudo ao pé da letra, em termos de religião, teremos então de mudar muita coisa no Brasil, nomes de cidades como Fatima do Sul, Bom Jesus da Lapa, Sao Gabriel do Oeste, São Paulo, e outras tantas denominações de origem Católica, as pessoas precisam entender que a maioria dos fundadores eram catolicos, nao se trata de afronta nem à falta de liberdade religiosa. Brasil é uma terra abençoada de muitas crenças e o mais bonito é a paz e harmonia entre religiões.
 
Leila Marques em 10/02/2011 09:13:30
Concordo com o Sr. Adilson, da forma como está dá-se a entender que toda a cidade é católica, o que não é um problema, mas fere os que não prefesasam a mesma fé e generaliza algo que é muito amplo, não tendo como diferentes somente os evangélicos, mas outras denominações culturais e religiosas!
Creio que a bandeira de uma cidade deve representar os atributos dos quais a cidade se orgunlha de forma ampla.
 
Carla Lopes em 10/02/2011 09:06:01
A intolerância religiosa chegando a níveis absurdos.
Daqui uns tempos, cidades terão que mudar de nome se começar a abrir estes precedentes.
É ridículo essa discriminação. E o mais curioso é que o cidadão se formou numa Universidade Católica. Irônico, não?
 
Antônio Marcos Alencar em 10/02/2011 08:55:24
Falta do que fazer ne seu pastor,vá evangelizar...que é seu dever,voce que se intitula um entendedor de religiao deveria respeitar a crença de cada um,o que vc vai por no lugar???Acredito que nada pq vc deve achar q jesus nasceu do "oco da taboca" pois nao acredita que ele tem mae.Quem pensa como ele abram a biblia e leiam LUCAS 1;26.
 
deborah nogueira em 10/02/2011 08:37:53
O que esse senhor Adilson quer é aparecer. E ainda usar do dinheiro público para saciar o seu égo.( Defensoria Pública). A Defensoria não foi criada para acionar ou defender causas absurdas. Ela foi criada para atender os mais nescessitados. Todas as Igrejas tanto Catolica quanto evangélica tem vida financeira abastada. Não posso acreditar que uma representante da Defensoria Pública aceite essa ação. Porque esta disvirtuando a finalidade da existencia da Defensoria.
 
Ricardo Thibes Cardoso em 10/02/2011 08:36:24
O próximo passo é retirar a inscrição "Deus seja louvado!" das cédulas do dinheiro nacional. Afinal, a referência fere a liberdade religiosa daqueles que não acreditam em Deus e professam o ateísmo. Em seguida vamos retirar também a referência a Deus ("sob a proteção de Deus") que está no preâmbulo da Constituição Nacional, porque o Brasil é um Estado Laico!!
Ora, ora.. poupem-nos de tanta sandice. A democracia é um sistema em que a vontada da maioria prevalece. E a maioria que decidiu sobre a bandeira de Sidrolândia, a moeda e a constituição nacionais decidiram pela implementação do fato religioso confessional nos símbolos referidos. Esses contestadores deveriam fazer uma experiência democrática no Irã para poderem valorizar a liberdade religiosa existente aqui.
 
Euclides Fernandes Brites em 10/02/2011 08:32:12
Tanta coisa para este pastorzinho de meia tigela se preocupar, ele está preocupado com isso, meu Deus onde iremos parar. Acho que ele esqueceu que Maria é mãe de todos nós e também a que gerou o salvador.
 
EMERSON ALVES ROMUALDO em 10/02/2011 08:30:27
É SOMENTE UM ´SÍMBOLO.
O PROFESSOR ESTA FASENDO DEMAGOGIA
OBRIGADO.
Agnaldo
 
Agnaldo Carneiro de Oliveira em 10/02/2011 08:29:27
Este Pastor deveria pensar mais em outras coisas que poderia beneficiar a humanidade
e não ficar pensando em processos. Comprando briga
 
José Ferreira Rosa em 10/02/2011 08:27:29
ô "pastor", e essas ditas "igrejas evangélicas" são crias de quem? Qual a origem delas? Não foi um descontentamento com o Vaticano, Muuuiiiitos anos atrás? Escuta,por que vc. não vai ajudar a combater a dengue? É muito mais útil para os seus "fiéis".Arrebanhe seus seguidores e vão combater o "demoníaco" mosquito,e deixe a defensora cuidar de coisas mais importantes.
 
Ronaldo Ancél Alves em 10/02/2011 08:11:43
Bom Dia!
Agora eu pergunto.
Será que este pastor nao tem nada mais para fazer?
No minimo pertence a uma dessas "novas igrejas" que acham de tem um Deus proprio e que na verdade não celebram o principal que é a Fé.
Na minha opinião a população de Sidrolandia não deveria concordar com tal ato que o Pastor pretende realizar.
Porque será que somente depois de 23 anos morando na cidade se deu conta da Bandeira?
será que é porque fundou algumas desses Comercios que eles titulam como "Igreja".



 
Holney Farias em 10/02/2011 08:08:20
eSPERO QUE AS AUTORIDADES SEJAM COERENTE COM A TOMADA DE DECISÃO .. SERÁ QUE ESTE MOÇO NÃO TEM MAIS O QUE FAZER? ???...
 
Maria Benedita Peixoto em 10/02/2011 07:57:17
Isso que eu chado de "falta do que fazer".
Se for radicalizar, vai ter que mudar muita coisa neste país, inclusive religiosos de ocuparem cargos publicos, religioes de possuirem canais de televisão e rádio, e muitas outras coisas que não são de competencia das religiões. Senhores religiosos, ocupem seus tempos rezando e ou orando para que o Brasil seja um país mais justo com os brasileiros.
 
MARCO COSTA em 10/02/2011 07:36:31
Bom dia

Parabéns ao digno vereador. Precisava acabar com a presença de símbolos religiosos nas nossas prefeituras, câmara de vereadores, assembléias legislativas..etc..
Afinal de contas, o Estado Brasileiro é laico, ou seja, independente de qualquer segmento religioso.
 
Eugênio de Sousa em 10/02/2011 07:25:27
Que tal se o demagogo do pastor sugerisse depois para mudarem o nome de cidades como São Paulo, São Bernardo do Campo, Salvador, etc ? Com "esses" nomes, não está sendo ferido o princípio do estado laico ? rs.

Pastor, vai trabalhar que você ganha mais, e não fique inventando bobagens !
 
Cláudio M. em 10/02/2011 06:34:07
É uma tristeza saber que existem tantas outras ações judiciais a serem colocadas em prátiva em favor da população, tais como a saúde, desemprego, reajuste do salário mínimo entre tantos outros ao invés de ficar se preocupando com uma frase que não afetará a saúde de nenhum ser humano. Deve-se repensar um pouco mais nas ações em prol da população sem utilizar o individualismo!
 
Carla Edna Franco Aveiro em 09/02/2011 11:23:43
Eu gostaria apenas, de dizer para o ilustre pastor, que no municipio existe coisas muito mais importante do que duas simples palavrinhas que fazem parte da história do municipio. Por exemplo:exploração sexual infanto juveniu legalizada ( hotel, motel, pensão e congênero Art 82 da Lei Federal 8.069/90) , seguração, saúde, educação, lazer e outros e fazer uma Educação integral no pova da igreja e não só apenas religiosa, ele ganha muito mais, ou, ele é o único que ainda está com as pedras nas mãos para jogar nas pessoas.

Obrigado.
 
José Fagundes da Silva em 09/02/2011 10:20:26
Tanta coisa mais ultil para esse tal Pastor Adilson fazer, agora por causa de uma simples "Ave Maria" escrita na bandeira o cara se incomoda e entra na justiça! Simplismente Ridiculo isso!
Isso é puro FANATISMO.
 
Anderson Schaswolisk Scaff em 09/02/2011 10:15:45
Sou Pastor Evangélico e não acho que deva tirar o nome da bandeira, existe muitas bandeiras que tem simbolos maçons como a bandeira de Minas e outras. Acho que o que se deve pregar é o amor a união através de Cristo a quem não o conhece, doque se preocupar com símbolos históricos.
 
Jorge Daniel Moura em 09/02/2011 10:13:03
Meu amigo, ache outras coisas mais interessantes pra fazer, vá ajudar os mais necessitados, cuidar de crianças carentes, ajudar em campanhas que tenham como intuito ajudar ao próximo, com certeza vc vai ver que tem coisas bem mais interessantes e pessoas que precisam de sua ajuda, ao invés de se preocupar com mesquinharias, e ele é tão atento que só em 2009 foi dar conta disto, esse é patriota, ama de verdade sua terra...
 
Tony Marcello Lima Ferraz em 09/02/2011 10:02:45
Não moro em Sidrolândia, mas concordo plenamente com as pessoas que querem a mudança.
Na verdade deveriam refazer a bandeira toda, pois é ela não tem estética, e a simbologia e confusa.
 
Ednea braga de assis Cardoso em 09/02/2011 09:50:07
Alô Pastor Adilson,
Concordo com você que a inscrição do simbolo fere o Direito Constitucional, poderia aproveitar também, na mesma ação judicial para retirar da Constituição do Brasil o nome de Deus, pois nem todos brasileiros são teístas, fere o nosso direito de não sermos supersticiosos.
 
Luiz Carlos Barbosa de Castro em 09/02/2011 09:03:42
Acho um absurdo esta ação, uma vez que já faz parte da tradição da cidade. acho também que é uma homengem a todas as mulheres, uma vez que Maria é a mãe de Jesus. Quanto a religião será que esse pastor não se garante?
 
Angela Maria em 09/02/2011 08:51:33
Que palhaçada essa rixa entre igrejas, se dizem tão santos mais não é bem assim que eles são
 
Fernando José em 09/02/2011 08:32:53
Se for assim, tem que tirar a cruz das bandeiras de Campo Grande, Pernambuco, Aracajú, Florianópolis, Porto Alegre, Recife, São Luís, São Paulo, etc; a designação de Bom Jesus da bandeira de Cuiabá; a referência à estrela do Messias da bandeira de Belém; a pomba alusiva à Arca de Noé ou ao Espírito Santo da bandeira de Salvador; a imagem de Nossa Senhora Aparecida da bandeira da cidade de mesmo nome?
Tem que mudar o nome também dos Estados de Santa Catarina, São Paulo, Espírito Santo, das cidades de Nossa Senhora Aparecida, Santa Maria, Bom Jesus dos Perdões, Bom Jesus da Lapa, etc.?
É preciso ter bom senso...
 
Roberto Oshiro em 09/02/2011 08:28:43
O ENGRAÇADO É QUE, SOMENTE AGORA É QUE ELE SE DEU CONTA DA INSCRIÇÃO NA BANDEIRA E OLHA QUE ELE JÁ MORA EM SIDROLÂNDIA JA FAZEM 23 ANOS, SERÁ QUE ISSO É REALMENTE POR CAUSA DO DIREITO CONSTITUCIONAL DE LIBERDADE RELIGIOSA OU SERÁ QUE ISSO O ESTÁ AFETANDO DIRETAMENTE...........
 
Pedro Luiz Gonçalves de Queiroz em 09/02/2011 08:20:00
- Se isso virar mania, logo algum outro maluco vai querer mudar as bandeiras da Paraíba (Nego) e de Minas Gerais (Libertae Quae Sera Tamen). Não sou católico, mas creio que o Senhor pastor deveria se preocupar mais com os problemas de seu rebanho do que fazer a justiça gastar dinheiro público com um processo estapafúrdio desses; até porque a bandeira é um ícone histórico e não incita ninguém a ter sua fé (quando a tem) voltada para essa ou aquela Denominação Religiosa. Não sou cético, creio em Deus e também creio que a diversidade de opiniões é necessária para o nosso crescimento, mas vamos nos atentar para aquilo que nos faça crescer como cristãos em vez de criar beligerâncias inúteis para o nosso ja sobrecarregado Judiciário. Pastor, preste atenção, Jesus não era chegado a essas picuinhas e mandou dar a César o que era de César e a Deus o que é de Deus; Vai vendo!
 
Zuza Ratier em 09/02/2011 08:17:20
Concordo plenamente com o pastor, afinal somos o não um país laico? (Do dicionário, "laico" quer dizer: do Lat. laicu adj., leigo;secular;não religioso). Ou seja, um estado laico seria um estado totalmente desprovido de influência religiosa, portanto um símbolo Municipal daí público, não poderia mesmo ter a citada inscrição, o que "beneficiaria" uma certa religião.
 
Adão Rédua da Silva em 09/02/2011 08:07:45
Será que este pastor não tem mais o que fazer? Afinal, se diz um cidadão, mas demorou muito para prestar atenção na bandeira.
Deve estar querendo se promover e ser candidato com apoio dos protestantes (evangélicos).
 
Hilda França em 09/02/2011 07:57:36
Nossa!
É impressionante como pessoa com tal formação se preste a dar tanta enfase a um detalhe que ele mesmo demorou mais de 21 anos para observar. Este senhor deve não ter muito o que fazer, tem tantas outras coisas que deveria ou poderia dar mais atenção, e realmente fazer diferença na vida dos cidadãos de Sidrolândia.
Calma pastor a arrecadação da igreja não vai cair pela inscrição na bandeira da cidade.
 
Erick Azevedo em 09/02/2011 07:46:01
Adilson Machado de Souza, ''pastor'' cidadão comum ? ele diz ser um cidadao comum mas somente os evangelicos que se sentem ofendidos com o dizer ! pois o fundador da cidade poderia esta homenagiando uma simples mulher de sua epoca .
 
ADONIS APARECIDO DIAS em 09/02/2011 07:19:15
SE FOSSE UMA ESCRITA DA SUA RELIGIÃO A IGREJA CATÓLICA NÃO ENTRARIA NA JUSTIÇA, POIS RESPEITAMOS O LIVRE DIREITO DE EXPRESSÃO! APRENDA A RESPEITAR A NOSSA SANTA IGREJA CATÓLICA COMO RESPEITAMOS A SUA!!!! ISSO CHAMA ECUMENISMO, OK!
 
tatiane rezende vieira em 09/02/2011 07:17:05
Prezado pastor: Lucas 1:28
 
Marcos Zborowski em 09/02/2011 07:15:37
SE FOSSE UMA ESCRITA QUE FALASSE DA SUA RELIGIÃO , NÃO ENTRARIA NA JUSTIÇA, NÃO É PASTOR!!!!!
 
tatiane rezende vieira em 09/02/2011 07:14:34
Ate a onde chegamos, Santo Deus, tenha misericordia do teu
filho.Jesus, ja esta voltando, e, agora que ele notou. Va procu/
rar o que fazer, meu.
 
Luciano Rosa em 09/02/2011 06:56:59
Que falta do que fazer pastor. Em seu lugar que faria Jesus ??? Acho que se dedicaria a pregação do Evangelho, alias, eu creio que a volta dEle está próxima e muitas almas ainda precisam conhecer a verdade, a Palavra de Deus. Agora não é hora de criar polêmica, senão teríamos que rasgar seu diploma também.
 
Ricardo Lopes em 09/02/2011 06:52:53
Esse Pastor deve aproveitar o abaixo assinado e retirar a palavra Ave Maria do Evangelho de Lucas também,LC.1:28.Ja que odeia tanto a Maria não serve pra estar a serviço do filho dela.
 
Valdeci Pereira em 09/02/2011 06:48:43
Não entendo isso e vamos aos fatos;
1o- Não tem nenhuma alusão ligando as palavras com religião
2o- As palavras poderiam ter qualquer significado, sendo que segundo os nossos dicionários, AVE = interjeição - Regionalismo: Brasil.
exprime surpresa, espanto, apreensão, contrariedade, medo etc.
MARIA = nome próprio feminino.
3o- E se tivesse algo ligado, em homenagem a MÃE de Cristo, acho que todo ser que acredita em DEUS e acredita que DEUS enviou seu filho (JESUS CRISTO) para ser gerado por uma simples mulher chamada MARIA, acredito que todos, em sã conciência imagine que ela é um pouco diferente de nós pobres mortais.

E para finalizar, e ressaltando não tenho nada com isso, mas o pastor procurou uma UNIVERSIDADE CATÓLICA para realizar seus estudos e sua pesquisa.

Acima foram somente fatos e abaixo minha opinião.

Isso é um pouco de incoerência.

Quanto tempo perdido, aos invés de angariar assinaturas para melhorias em postos de saude, melhores creches, melhor segurança e outras necessidades prioritárias para a população de Sidrolândia, fica querendo mudar uma coisa que não atrapalha em nada o curso da vida.
 
Nilton Cavasini em 09/02/2011 06:39:22
Tanta coisa mais importante para se preocupar...
 
Luiz Felipe em 09/02/2011 06:37:43
Esse rapaz está desocupado? Não tem nada melhor para fazer? Será que em Sidrolândia está tudo tão perfeito? E o poder público tem dado conta de tudo.
Ora bolas, vamos colaborar com algo útil...Tanta gente precisa de ajuda, professor...O povo precisa tanto de educação...E de mais a mais, pouco importa se é ave, mamífero ou réptil. WTF
 
Claudio Arantes - CG/Amambai em 09/02/2011 06:32:03
Se o que vai escrito em bandeira determina o que o povo deve fazer, porque então não vivemos em "ORDEM E PROGRESSO"?
 
Paulo Souza em 09/02/2011 06:17:47
Por que ele não se preocupa em fazer leis para a infra-estrutura da cidade ao invés de se preocupar com esses detalhes? Ele é formado por qual instituição mesmo? Ah é, UCDB, uma univerisidade católica,quanto contradição desse sujeito...
 
Adamo Antonioni em 09/02/2011 05:55:37
Manda este pastor, tirar os famintos e drogados da rua, e não SE INCOMODAR COM nome da MÃE DE DEUS, que querendo ou não, ELA É A MÃE DE DEUS, escolhida por DEUS, ou ele não crê em DEUS? OU MELHOR, NÃO CRÊ EM JESUS, se DEUS quis, se fazer de Maria, para ser a Mãe de DEUS, quem é ele para recriminar tal ato... SERÁ Q ESSE PASTOR TEM MÃE? GOSTARIA ELE QUE , ABOMINASSEM O NOME DE SUA mãe? Apessoa que não gosta da minha mãe, e ainda se incomoda com uma HOMENAGEM DE AMOR DEDICADA A ELA, EU NÃO O QUERO NEM, COMO AMIGO, NEM COMO DISCÍPULO... CREIO EM JESUS!!!
 
Giordana Oliveira em 09/02/2011 05:45:54
Cuidar das pessoas que realmente necessitam, é muito mais vantajoso do que ficar perdendo tempo com coisas que não vão trazer nenhum crescimento.
Garanto que em Sidrolândia, tem muita gente precisando de um prato de comida.
A Bandeira não vai encher a barriga desse povo.
 
Angela Loureiro em 09/02/2011 05:44:15
Sera que esse tal pastor em vez de se preocupar com o nome Ave Maria inscrito na bandeira, nao tem mais o que fazer nao? Seria muito mais interessante e proveitoso q. ele se preocupasse mais com as pessoas que com certeza moram lá em Sidrolandia, estao necessitando de ajuda..da igreja dele mesmo , pessoas passando fome, sem teto sem dignidade! Ele como "pastor" não tem nada que está interferindo numa questão tão pequena ...só porque ele não é da religião catolica, acha que ele é o certo? o Todo Poderoso??? Ah...vamos combinar heim????
 
lina Vieira em 09/02/2011 05:38:58
Simplesmente ridículo... tanta coisa pra se preocupar...
 
Pridiliano Rosa Pires Neto em 09/02/2011 05:31:08
isso passa ser um verdadeiro absurdo,onde teria que começar com paz ,acaba-se cravand o uma verdadeira guerra,onde teria que ter união sempre tem alguem dessareligiaô querendo ser deus,que pouca vergonha! DEUS É O VERDADEIRO ÁGAPE,amor de verdade,pastores todos somos irmãos sem distnções
 
luciana rodrigues em 09/02/2011 05:28:00
O fato é tão importante que ele demorou 22 anos para perceber. Será que a defensoria, que também é paga com recurso público deveria ter o ônus de deixar a bandeira do jeito que deseja determinada religião? Sinceramente, não sei o que é pior. Ressalve-se aí, que no Brasil história e tradição das comunidades moram na lata do lixo.
 
Aparicio Nilo em 09/02/2011 05:18:19
Se for assim, vamos retirar todos os símbolos religiosos (crucifixos, etc.) dos prédios públicos. E também vamos tirar a frase "sob a proteção de Deus" da Constituição Federal Brasileira e da Constituição de Mato Grosso do Sul. E, funcionários públicos, nada de orações durante o expediente!
 
Gilberto Ramos em 09/02/2011 05:07:53
Preocupar-se com uma simbologia ou não após 23 anos ? Que diferença faz ? Senhor Pastor : preocupa-se em realizar projetos sociais ,vale a pena !!!!!!
 
Renilce lemes Camargo Rio Brilhante MS em 09/02/2011 04:59:55
sugestão ao pastor é que retire a serpente em vez da saudação a mãe de Jesus
 
marcos araujo em 09/02/2011 04:50:09
Caro amigo pastor.... vá distribuir alimentos aos pobres, auxiliar as viúvas e levar consolo aos órfãos. As demais coisas são apostasia, liturgias e perda de tempo!
 
Ana Carolina de Souza em 09/02/2011 04:35:13
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions