A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

24/06/2014 18:36

Pesquisa dá 46% a Delcídio, 25% a Nelsinho Trad e 18% a Reinaldo

Josemil Arruda
Pesquisa estimulada revela liderança do petistaPesquisa estimulada revela liderança do petista

A primeira pesquisa Fiems/Ibrape para governador do Estado na modalidade estimulada, divulgada hoje, aponta o pré-candidato do PT, senador Delcídio do Amaral, na liderança da corrida eleitoral com 46%. O pré-candidato do PMDB, Nelsinho Trad, tem 25%, Reinaldo Azambuja (PSDB), 18%, enquanto os candidatos Marcos Monje (PSTU) e Sidney Melo (PSOL) aparecem, cada um, com 1%. Luiz Pedro (PTN) também está com 1%, mas já desistiu de se candidatar ao governo.

Veja Mais
Orçamento de R$ 3,5 bilhões começa a ser votado semana que vem na Câmara
Marquinhos vai anunciar secretariado na próxima 5ª feira

Neste cenário, em que todos os nomes dos pré-candidatos foram apresentados aos entrevistados da pesquisa, os votos brancos e nulos totalizam 4% e o percentual de indecisos também foi de 4%. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o nº TSE/BR 00178/2014 e no Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul (TRE-MS) com o nº TRE/MS 00019/2014. O Ibrape ouviu, entre os dias 18 e 22 de junho deste ano, 1.860 pessoas. A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos e o grau de confiança de 95%.

Chama atenção nessa pesquisa, por ser dado revelador da possibilidade de crescimento eleitoral dos pré-candidatos, o índice de rejeição. O mais rejeitado é o ex-prefeito Nelsinho Trad, com 39%. O segundo mais rejeitado, porém com menos da metade do primeiro, é Delcídio do Amaral, com 18%, vindo em seguida Reinaldo com 11% e Monge com 8%. Desconhecidos da maioria da população, Luiz Pedro e Sidney Melo são os menos rejeitados pelo eleitor, ambos aparecem com 7%.

Um dado revela, porém, que há ainda um alto grau de indecisão dos eleitores, já que 20% dos eleitores não responderam a essa pergunta sobre a rejeição. A soma ultrapassa 100% porque alguns dos entrevistados rejeitarem mais de um nome.

Outro dado relevante mostrado pela pesquisa é referente à força político-eleitoral dos pré-candidatos por região do Estado. Ela mostra que Delcídio lidera no interior com 53% das intenções de votos, com destaque para a região do Pantanal, onde aparece com 77%. Em Campo Grande, o pré-candidato do PT alcançou 30%, enquanto Nelsinho chegou a 35% e Reinaldo Azambuja 18%, com os demais candidatos, em todo o Estado, não superando 1%.

Primeiro turno – O resultado da primeira pesquisa Fiems/Ibrape revela possibilidade de vitória do senador Delcídio do Amaral já no primeiro turno, em 5 de outubro deste ano. Levando-se em conta apenas os votos válidos, em que são descartados os brancos, nulos e indecisos, Delcídio venceria com 51%, dos quais 33% na Capital e 59% no interior do Estado. Nelsinho ficaria com 27%, dos quais 39% na Capital e 23% no interior, enquanto Reinaldo Azambuja surgiria em terceiro com 19%, dos quais 23% na Capital e 17% no interior, com os demais candidatos obtendo 1% cada.

Em um segundo cenário, como se fosse um segundo turno entre Delcídio e Nelsinho, o pré-candidato do PT obteve 54%, enquanto o do PMDB atinge 30%. Neste caso, os votos brancos, nulos e indecisos somam 16%. Numa terceira simulação, com disputa entre Delcídio e Reinaldo, o petista aparece com 56% e Reinaldo Azambuja, 26%. Já os votos brancos, nulos e indecisos somam 18%.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions