A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

25/11/2016 13:20

Presidente nacional da OAB considera "surreal" anistia para caixa dois

Ricardo Campos Jr.

O presidente nacional da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), Claudio Lamachia, considera “surreal” a possibilidade de a Câmara dos Deputados aprovar o perdão para quem praticou caixa dois e outros desvios, como lavagem de dinheiro.

Veja Mais
Delcídio era 'Ferrari' em lista de empreiteira e recebeu meio milhão
Executivo da Odebrecht acusa Temer de receber propina de R$ 10 milhões

A medida foi incluída pelos parlamentares dentro de um pacote de medicas anticorrupção que deveria ser aprovado ainda nesta sexta-feira (25), mas diante da polêmica, a votação foi adiada para a semana que vem.

Não existe uma lei que trate especificamente sobre esse crime. Assim, conforme a estratégia dos deputados, ao instituir a norma, a punição valeria apenas para quem o praticasse a partir de agora.

Por outro lado, Lamachia entende que o sistema jurídico já tem instrumentos para punir desvios de dinheiro e caixa dois, como por exemplo o Código Eleitoral e as leis tributárias. “Uma nova lei teria como função recrudescer o combate ao crime e não anular o efeito das leis que já existem”, pontua o presidente da OAB.

Na opinião dele, é impensável que os ocupantes de funções públicas queiram usar o avanço no combate à corrupção para perdoar crimes do passado. Como representantes da sociedade, diz o advogado, eles deveriam respeitar os princípios da moralidade e impessoalidade nas ações, e não legislar em causa própria.

Lamachia promete usar as prerrogativas da ordem para defender a constituição e a sociedade do que ele chama de “atentado à democracia”.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions