A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

30/10/2016 18:54

Primeiro ato será procurar governador em busca de paz, diz Marquinhos

Ricardo Campos Jr. e Leonardo Rocha
Trad foi recebido com festa no TRE (Foto: Leonardo Rocha)Trad foi recebido com festa no TRE (Foto: Leonardo Rocha)

Marquinhos Trad (PSD) afirma que seu primeiro ato como prefeito eleito será ligar para o governador, Reinaldo Azambuja (PSDB), e a vice, Rose Modesto (PSDB), que foi derrotada por ele no segundo turno, em busca de paz e harmonia. “A cidade é maior do que toda campanha eleitoral e ataques”, pontua.

Veja Mais
Vitória legitima Marquinhos e mostra vontade do povo, diz presidente do TRE
Na sede do TRE, aliados comemoram vitória de Marquinhos Trad

“Eu não acredito que o governador irá virar as costas para Campo Grande e me receberá como prefeito para ajudar a cidade”, afirmou ao chegar no TRE (Tribunal Regional Eleitoral), onde foi recebido em tom de comemoração por aliados, eleitores e colegas de legenda.

Trad ressaltou que o campo-grandense mostrou nas urnas que não é com ataques, telefonemas ou panfletos que se definem os votos. “A campanha foi de propostas e as pessoas preferiram as minhas Isso sim é política nova, com autruismo e generosidade”, diz o eleito.

É a sexta vez, segundo ele, que ganha uma eleição em primeiro lugar, o que o deixa “muito feliz e animado”. Lembra que sofreu muitas acusações no decorre da campanha, mas que agora é o momento de estender a mão a todos.

Trad obteve nas urnas 241.876 votos, o que corresponde a 58,77% dos votos válidos. Rose Modesto, por outro lado, obteve 169.660 votos, 41,23% dos votos válidos. A apuração revelou ainda que 132.865 pessoas deixaram de comparecer às urnas, um índice de 22,32%. Votos brancos e nulos somaram 10,98%.

Perfil – Filho do deputado federal Nelson Trad e da professora Therezinha Mandetta Trad, formou-se em direito pela UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro) há mais de 20 anos. Exercendo a profissão, já atuou como conselheiro estadual da OAB-MS (Ordem dos Advogados do Brasil Seccional de Mato Grosso do Sul) e presidente da Comissão de Ética e Disciplina da entidade.

Também foi diretor do antigo Instituto Meritum do estado, integrou a diretoria jurídica do Rádio Clube de Campo Grande, foi secretário de Assuntos Fundiários do município e presidente do Tribunal de Justiça Desportiva Estadual.

Deu aulas nos cursos de direito da UCDB, Estácio de Sá, Facsul e foi titular dos cursos de pós-graduação da Uniderp e Unaes.

A carreira política de Marquinhos começou em 2004, quando se candidatou a vereador e foi eleito com 11.045 votos, o maior índice da época. Em 2006 foi eleito deputado estadual com 35.777 votos e reeleito em 2010 e em 2014.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions