A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

31/12/2013 15:37

"Novo cangaço" promove terror no interior e retoma assalto a bancos

Graziela Rezende
Quadrilha foi presa após ação ousada no interior de Mato Grosso do Sul, perto do Paraguai (Foto: Graziela Rezende/Arquivo)Quadrilha foi presa após ação ousada no interior de Mato Grosso do Sul, perto do Paraguai (Foto: Graziela Rezende/Arquivo)
Novo cangaço promove terror no interior e retoma assalto a bancos

Marcados pela ousadia, bandidos invadiram agências bancárias em Campo Grande e em outras cidades do Estado neste ano de 2013. A ação inclusive trouxe uma nova modalidade do crime: o “novo cangaço”, no qual os criminosos agem de maneira a afrontar a segurança pública, deixando um clima de insegurança na população. Algumas quadrilhas foram presas e outras permanecem impunes.

Veja Mais
Quadrilha armada que invadiu pelotão traz "novo cangaço" para MS
PM pede apoio da polícia paraguaia na caça aos assaltantes de Antônio João

De todos os casos, o que mais obteve destaque foi a tentativa de roubo a uma agência em Antônio João, a 279 quilômetros da Capital. O fato ocorreu há exatamente um mês e envolveu até o momento a prisão de nove suspeitos, sendo que a Polícia ainda acredita no envolvimento de mais quatro pessoas.

Na ocasião, mais de 10 bandidos chegaram de gorro, colete a prova de balas e fortemente armados. A tentativa em explodir o cofre do banco não deu certo e por isso eles se dirigiram ao posto da Polícia Militar daquele município, rendendo dois policiais que estavam de plantão. Os bandidos algemaram os militares e roubaram todo o material bélico que existia no local.

Nove bandidos foram presos, entre eles um cabo da Polícia Militar e José Rodrigo Halke Domingues, 28 anos, vulgo Luty, que inclusive já era foragido do Paraná como reincidente. Outro preso foi Valdecy José de Araújo, 47 anos, vulgo velho ou baby, que possui 14 mandados de prisão por roubos a agências bancárias e carro forte.

Meses antes, os bandidos roubaram duas agências do Banco Bradesco, na região central de Campo Grande, em cinco dias. Um gerente de uma agência da rua 13 de maio chegou a ser rendido. No outro caso, quando os suspeitos agiram pelo sistema de pesca, ao menos R$ 130 mil foram roubados. Ao todo, são seis ocorrências registradas na cidade.

Ainda em investigação, a Polícia registrou um caso semelhante em Iguatemi, a 466 quilômetros da Capital. Quatro bandidos fizeram reféns, levaram dinheiro e ainda uma caminhonete. Já em Japorã, no início deste mês, uma quadrilha se dirigiu a um dos caixas eletrônicos da prefeitura e cometeu o assalto. Eles, segundo a Polícia, seriam do Paraná e teriam vindo somente para o assalto.

A caixa de distribuição de energia também foi danificada pelos bandidos. A Polícia encontrou no local um boné, um pé-de-cabra e um pedaço de corda que podem ajudar na identificação dos bandidos. Eles fugiram em um veículo prata. Até o momento, o gerente ainda não repassou a quantia levada.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions