A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

02/09/2016 16:07

Alunos criam robô campeão e vão representar MS em competição nacional

Chloé Pinheiro
Atletas da etapa estadual da Olimpíada Brasileira de Robótica. (Foto: Chloé Pinheiro)"Atletas" da etapa estadual da Olimpíada Brasileira de Robótica. (Foto: Chloé Pinheiro)

Jogando em casa, um time de alunos do Ensino Fundamental da Escola Paulo Freire, de Campo Grande, foi campeão da etapa do Mato Grosso do Sul da Olimpíada Brasileira de Robótica. A competição ocorreu entre os dias 26 e 28 de agosto na própria instituição de ensino e, com o título, o grupo de jovens estudantes ganhou vaga para a disputa nacional, que acontece em outubro em Recife (PE). 

Veja Mais
Alunos de escolas públicas de MS usam lixo eletrônico para construir robôs
Professores e alunos da Unigran vão disputar olimpíadas em 6 modalidades

O time de quatro alunos, chamado de Dominidroids - nome de todas as equipes da escola que participaram da disputa - competiu com alunos de 27 escolas que vieram de outras oito cidades do estado. "Eles estão entre o sexto e nono ano, que é o nível 1 do campeonato", explica Moacir Colman Martins, 44, professor de robótica na Paulo Freire. 

Para levar o troféu, foi preciso passar por uma prova de fogo. A competição propõe um desafio aos alunos: montar e controlar um robô que seja capaz de atravessar obstáculos, subir rampas e resgatar uma vítima, que, nesse caso é uma bolinha.

O percurso, chamado de round, deve ser atravessado algumas vezes em um tempo de cinco minutos cada. Os robôs têm três chances de errar. Depois de deixar a "vítima" em segurança, o cronômetro pára e o time que melhor se sair nos rounds vence. O robô vencedor levou 30 dias para ser montado. 

A robótica faz sucesso na escola. "Como temos uma grande quantidade de alunos, montamos seis times. Eles amam, é uma família de 25 pessoas", conta Moacyr. A disciplina é parte do currículo normal há 12 anos, mas os interessados alunos extrapolaram o horário da aula, e se reúnem todo sábado para trabalhar em seus projetos tecnológicos.

E não precisa ser "nerd" para participar, não. "Tem meninos e meninas, que vão bem na programação ou não. O mais importante é gostar de trabalhar em equipe", destaca o professor. Além do raciocínio lógico, eles praticam pesquisa e aprendem a montar as engenhocas. 

O time é tão aguerrido que a Olímpiada Brasileira, em Recife, será uma entre outras competições a serem disputadas nesse segundo semestre. "Vamos para Itajubá (MG) no dia 30 de setembro para a etapa brasileira da WRO (Olimpíada Mundial de Robótica) e tentar uma vaga para a disputa na Índia", se anima o técnico dos Dominidroids

No final de outubro, dia 29, outro torneio nacional reunirá jovens estudantes que colocarão seus robôs à prova, dessa vez em Campo Grande. 

Moacyr (à direita, em pé) e sua turma de Dominidroids. (Foto: Divulgação)Moacyr (à direita, em pé) e sua turma de Dominidroids. (Foto: Divulgação)



Como assim!!!
Até onde eu sei a campeã é a Equipe The Winners da escola Ignês Andreazza do municipio de Ponta Porã.
 
Marlene Guirardi em 02/09/2016 18:45:44
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions