A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

20/02/2016 21:01

Em feira tecnológica participantes realizam simulação de invasões de sistema

Fernanda Yafusso
Boot conquistou o 5º lugar em disputa de Hackaflag no ano passado, em São Paulo (Foto Alan Nantes)Boot conquistou o 5º lugar em disputa de Hackaflag no ano passado, em São Paulo (Foto Alan Nantes)
Mariana Ciavatta, explica que essa é uma oportunidade para que os participantes troquem experiências (Foto Alan Nantes)Mariana Ciavatta, explica que essa é uma oportunidade para que os participantes troquem experiências (Foto Alan Nantes)
Drones poderiam ser guiados através de um aplicativo para celular (Foto Alan Nantes)Drones poderiam ser guiados através de um aplicativo para celular (Foto Alan Nantes)
Robôs com peças de lego podem ser construídos intuitivamente (Foto Alan Nantes)Robôs com peças de lego podem ser construídos intuitivamente (Foto Alan Nantes)

Este é o segundo ano em que o maior evento de Hacking, Segurança e Tecnologia das Américas, o RoadSec está em Campo Grande. Realizado neste sábado (20), no bloco 8 da Uniderp (Universidade para o Desenvolvimento do Estado e da Região do Pantanal), os participantes puderam até simular uma invasão em sistemas de segurança.

Veja Mais
Com mercado em alta, Uniderp lança curso de graduação em gastronomia
Em MS, drone é usado em festas e mapeamento ambiental

O evento foi criado com o intuito de compartilhar experiências na área da tecnologia através das sete oficinas realizadas simultaneamente. Neste ano cerca de 300 profissionais, empresários e estudantes na área da informática puderam conferir as tendências e novidades do segmento.

De acordo com a organizadora e representante da FlipSide, Mariana Ciavatta, essa é uma oportunidade para que os participantes troquem experiências na área tecnológica.

"Nós vimos que havia uma carência muito grande de um evento que conseguisse alcançar lugares além do eixo Rio-SP-Brasília, então decidimos criar um para juntar tanto o público corporativo quanto o estudantil", explica.

Um dos maiores destaques na programação é o campeonato Hackaflag. Os vencedores de cada Estado participam da grande final em São Paulo. Na oficina de hoje, os 14 participantes tinham como meta, completar onze desafios com casos de falhas de segurança, explica o organizador do campeonato Ricardo Longatto.

"As etapas ficam divididas em categorias como forense, criptografia e exploração, por exemplo. Cada vez que eles conseguem invadir um sistema, eles encontram um código e esse código habilita a pontuação deles", diz.
O participante do campeonato, que utiliza o codinome Boot, participa dos desafios desde o ano passado. "Comecei a programar com 12 anos de idade e no ano passado estive em São Paulo para disputar a etapa nacional, conquistei o quinto lugar", conta.

Em uma das oficinas visitada, tinha como objetivo a montagem de um robô com peças de lego. Os participantes construíam o objeto, tanto intuitivamente quanto com a ajuda de um manual de instruções.

Gabriel Pavan, 18 anos, que é acadêmico de Ciências da Computação, conta que está gostando da experiência pois existem muitas novidades disponíveis no evento.

"Essa é a primeira vez que participo e como faço faculdade na área eu vim. Achei um pouquinho complicado só o jeito de encaixar as peças, mas fazer funcionar o robô é fácil", explica.

Já na oficina de drones, o intuito dos participantes era conseguir comandar o pequeno avião através de um aplicativo para celular. Silas Ismael, 25 anos, decidiu participar do evento pois já trabalha na área e quis conhecer as novidades do setor.

"Eu quis trocar experiências, conhecer as novidades não só sobre drones como os outros assuntos", relata.

No ano passado, o RoadSec contou com mais de 10 mil participantes, ao todo, nas 14 edições realizadas nas capitais brasileiras. Na capital, o evento é promovido pela FlipSide em conjunto com a Uniderp e grupos Sucuri Hacker Club e Debian MS.

Em MS, drone é usado em festas e mapeamento ambiental
Apesar de não possuir regulamentação nem fiscalização, o uso do drone é cada vez mais comum no Estado. Os valores variam de R$ 500 para casamentos a ...
Iphone 7 chega à Capital; vale a pena pagar até R$ 4,3 mil?
A loja especializada em produtos Apple em Campo Grande, única no Estado, já está vendendo o aparelho. A primeira remessa está praticamente esgotada. ...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions