A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 11 de Dezembro de 2016

25/02/2015 18:45

Internautas de MS reagem com ironia e indiferença à suspensão do whats

Ricardo Campos Jr.
Juiz pede suspensão do Whatts App (Foto: reprodução/internet)Juiz pede suspensão do Whatts App (Foto: reprodução/internet)

Qual seria o impacto se o WhatsApp fosse suspenso? Essa pergunta foi feita aos internautas pelo Campo Grande News no Facebook, nesta quarta-feira (25), diante de uma decisão de um juiz de Teresina determinando que uma companhia telefônica bloqueie temporariamente o aplicativo em todo o país.

Veja Mais
Atualização permite curtir e até desativar comentários no Instagram
Após 36 horas, maratona tecnológica escolhe os projetos vencedores

Dos que comentaram a postagem até a publicação desta reportagem, Vinícius Nunes era o único a considerar a medida “terrível”. Em contrapartida, Raquel Lima, Elvis Goirez de Freitas e Brown Rodrigues afirmaram que a medida não teria efeito algum nas vidas deles.

Outras pessoas ironizaram a situação. “Agora o povo vai protestar com forca, pode mexer na gasolina, pode mexer no salário”, disse Luis Fabiano Costa Pereira. “Iiihh... Caras pintadas? Pintadas de verde?”, escreveu Larissa Trelha. A possibilidade de manifestações também foi citada por Rafael Torraca. “Agora vem protesto com força”, diz.

Polêmica – Conforme matéria publicada pelo Estado de São Paulo, a decisão foi tomada pelo juiz da Central de Inquéritos de Teresina, Luiz Moura Correia “em virtude de anterior descumprimento, por parte do provedor de aplicação de Internet WhatsApp, de outras determinações de caráter”, conforme nota enviada pelo órgão.

O magistrado informou ao Estadão que a decisão é resultado de inquéritos que tramitam em segredo de justiça desde o ano de 2013. Ele disse que a quebra do sigilo do contato por WhatsApp serviria para a elucidação dos crimes e que a empresa, apesar de funcionar nos Estados Unidos, tem que dar cumprimento às decisões locais.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions