A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 18 de Janeiro de 2017

01/07/2014 08:33

Morte de ciclista no Centro foi fatalidade, diz major do BPTran

Aliny Mary Dias e Francisco Júnior
Acidente ocorreu na Avenida Ernesto Geisel, no Centro da Capital (Foto: Marcos Ermínio)Acidente ocorreu na Avenida Ernesto Geisel, no Centro da Capital (Foto: Marcos Ermínio)

A morte do ciclista de 23 anos ocorrida por volta das 7h30 desta terça-feira (1º) na Avenida Ernesto Geisel, no Centro da Capital, é considerada pelo BPTran (Batalhão de Polícia de Trânsito) uma fatalidade. A perícia da Polícia Civil trabalha no caso, mas levantamentos iniciais não apontam infração do ciclista ou de motoristas.

Veja Mais
Caminhão passa por cima e mata ciclista esmagado no Centro
Comerciantes pedem semáforo após acidente em que carro invadiu loja

De acordo como o major e subcomandante do batalhão de trânsito, Anderson Avelar, o acidente é tratado como fatalidade porque o ciclista Rafael Batista dos Santos além de usar todos os equipamentos de segurança, seguia pelo lado correto da avenida e os motoristas também.

“Ele estava todo equipado e correto na faixa de rolamento, o motorista do caminhão também. Será apurado com mais detalhes pela perícia, mas a princípio tudo indica que os dois estavam corretos”, diz.

Apesar de todos os envolvidos estarem de acordo com as regras de trânsito, o major alerta para a atenção redobrada que o trânsito da Capital exige aos condutores. “O batalhão faz um trabalho de fiscalização, são duas megas operações por semana, então é preciso mais conscientização e atenção para o cidadão transitar em Campo Grande”, explica.

Amigos e parentes do ciclista começam a chegar no local do acidente, um deles é o primo Alan dos Santos. Ele explica que Rafael fazia o mesmo trajeto diariamente e seguia para o trabalho em uma empresa de confecção de camisetas. “Ele usava todos equipamentos de segurança e andava com cuidado”, conto o primo.

Acidente – Segundo relatos de testemunhas, Rafael seguia na Avenida Ernesto Geisel pelo lado direito da via. Quando o semáforo da Cândido Mariano fechou, o fluxo de carros parou e o ciclista acabou colidindo no retrovisor de um Fiat Palio, desequilibrou-se e caiu embaixo do caminhão caçamba que transportava uma retroescavadeira e era conduzido por Maurício Mateus da Silva, 45 anos.

O motorista do caminhão não viu o ciclista e seguiu o fluxo assim que o semáforo abriu. As rodas traseiras do caminhão passaram por cima de Rafael que morreu na hora.

Motociclista tem pescoço cortado por linha de pipa com cerol em bairro
Motociclista de 35 anos foi socorrido após ter o pescoço cortado por linha de pipa com cerol, no final da tarde de ontem (17), na Avenida José Barbos...
Motociclista fica ferido em colisão com carro na avenida das Bandeiras
Um motociclista ficou gravemente ferido em um acidente de trânsito na noite desta terça-feira (17) na Vila Carvalho - região sul de Campo Grande. No ...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions