A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

26/09/2011 16:10

Acidente com dois ônibus e mais dois veículos tumultua Afonso Pena

Nadyenka Castro e Paula Maciulevicius

Colisão envolveu dois coletivos, uma Kombi e um Fiesta. Trânsito ficou impedido no sentido centro/shopping

Ônibus da Viação São Luiz foi parar no canteiro central da Afonso Pena. (Foto: Simão Nogueira)Ônibus da Viação São Luiz foi parar no canteiro central da Afonso Pena. (Foto: Simão Nogueira)
Acidente envolveu quatro veículos e caminhonete não foi atingida por pouco. (Foto: Simão Nogueira)Acidente envolveu quatro veículos e caminhonete não foi atingida por pouco. (Foto: Simão Nogueira)

Acidente envolvendo quatro veículos, na tarde desta segunda-feira, tumultuou a avenida Afonso Pena, Jardim dos Estados, em Campo Grande.

Em um dos automóveis estava Diego, que tem dois anos . Ele estava no Fiesta que era conduzido pela mãe dele, Danielle Augusta Miranda, 23 anos. Apesar de não ter ferimentos aparentes, foi levado pelo Corpo de Bombeiros para atendimento médico.

De acordo com relato de testemunhas, o carro onde estava o menino foi o terceiro a ser atingido na colisão, que envolveu ainda dois ônibus e uma Kombi, no sentido centro/shopping da via.

Conforme pessoas que viram a colisão, a Kombi seguia pela pista da direita e para desviar de um ônibus do transporte urbano que estava parado em um ponto de transbordo entrou na faixa do meio.

Ao entrar na faixa do meio foi atingida por um ônibus intermunicipal que seguia para Ribas do Rio Pardo. Este bateu no Fiesta e foi parar no canteiro central.

A condutora do Fiesta ficou desesperada, porque estava com Diego e a filha de cinco meses no carro, desceu do veículo, deu a volta e ao abrir a porta do passageiro bateu no coletivo urbano que saia do ponto.

Ricardo Pereira, garçom do bar Miça, que fica em frente ao local do acidente, estava no local de trabalho e ouviu o barulho. “O acidente fez um barulhão que todo mundo ouviu”.

Passageira do coletivo intermunicipal que seguia para Ribas do Rio Pardo, Josy Oliveira, 30 anos, conta que “só sentiu a pancada”.

“ Está todo mundo sem saber o que aconteceu”, diz, referindo-se aos demais passageiros que agora vão chegar mais tarde ao destino.

O motorista da Kombi não quis se identificar e estava nervoso. O condutor do ônibus de viagem, Antônio Hernandez, 35 anos, fala que ainda tentou evitar a colisão. “De repente parou o trânsito. Tentei desviar, mas, não teve jeito”, afirma.




Eu discordo dos comentários insinuando o abusos dos motoristas de ônibus, (não sou motorista de ônibus), mas o que acontece é a falta de conhecimento e experiência dos condutores de veículos pequenos, poxa, entrar na frente de um ônibus de quase 20 toneladas repentinamente é muito dificil frear um carro desse porte e sem falar que um motorista de ônibus não pode ficar freiando brusco.
 
José Elton em 30/09/2011 12:27:24
Realmente os motoristas de ônibus se incorporam a maquina que esta sobre seu comando, acham que são o dono da rua, muitas e muitas vezes os carros pequenos deixam o maior fazer o que, mais dessa vez não deu certo
 
Ricardo Beltran em 27/09/2011 07:08:52
Não entendo porque a Agetran libera o transito desses ônibus intermunicipais na Afonso Pena. Sai da rodoviária, demora uma hora pra atravessar todo o centro de Campo Grande. Tem de alargar sim a Afonso Pena, e desviar parte dos coletivos para outras rotas alternativas.
 
WALTER NASCIMENTO em 26/09/2011 08:23:21
Imagine o que eles fazem nas rodovias, não e de se estranhar a quantidade de acidentes que estão ocorrendo.
 
Maria Florenciano em 26/09/2011 07:50:45
Os coletivos sao abusados mesmo,param no meio da avenida que e estreita como se a preferencia fosse toda deles.Ridiculo o gato do dinheiro publico para essa obra da Afonso Pena que de nada vai adiantar de nao tirarem os canteiros centrais.
 
Ana maria em 26/09/2011 07:02:35
As pistas da Av Afonso Pena, estão muito estreitas; vc pode concordar ou não, mas a vida mudou, o nº de habitantes e de carros aumentou e muito, em nossa cidade, e ao invés de mantermos os enormes canteiros centrais, devemos pensar em um trânsito mais racional, que consiga fazer fluir por suas artérias uma grande quantidade de carros.Quem não concordar, que vá viver junto à Mãe Natureza, e sem luz
 
Eduardo Almeida em 26/09/2011 05:29:08
Os onibus coletivos de Campo Grande abusam no transito. Isso É FATO! Quantas vezes ja os observei transitando em alta velocidade na Av. Afonso Pena e em outras localidades, nem encostar no canteiro para pegar os passageiros eles encostam! Simplesmente dão a seta e param na pista da direita, parando todo o transito. Tem os motoristas abusados, que se acham o donos da rua e trafegam em duas faixas.
 
maria eugenia em 26/09/2011 05:02:42
DESTA VEZ O PROBLEMA FOI ONIBUS DEMAIS PARA PISTA DE MENOS, AFONSO PENA EM VEZ DE ALARGAR UM POUCO SO ESTAO TIRANDO OS ESTACIONAMENTO, NAO CUSTAVA NADA CORTAR UM POUCO DO CANTEIRO CENTRAL DOS DOIS LADOS E ALAGAR UM POUCO MAIS A PISTA!! OUTRA COISA LUGAR DE ONIBUS É DO LADO DIREITO!! TANTO FAZ SE É INTERMUNICPAL OU COLETIVO!!
 
CARLOS DAMASCENO em 26/09/2011 05:00:49
Pergunta: o ônibus intermunicipal seria da São Luiz ?
Esses caras andam em alta velocidade, jogam o ônibus em cima dos outros carros. Em resumo, acham que são "donos da rua".
 
Paulo Amaral em 26/09/2011 04:46:25
esse ônibus andam tudo em Alta velocidade, não é se estranhar
 
Rafael Mattos em 26/09/2011 04:30:53
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions