A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

04/04/2012 14:10

Acidente em cruzamento do Coophavila II deixa dois feridos

Elverson Cardozo
Motocicleta atingiu a lateral esquerda do Uno. (Foto: Elverson Cardozo)Motocicleta atingiu a lateral esquerda do Uno. (Foto: Elverson Cardozo)
Segundo moradores, acidentes no cruzamento já virou rotina. (Foto: Elverson Cardozo)Segundo moradores, acidentes no cruzamento já virou rotina. (Foto: Elverson Cardozo)

Acidente entre carro e moto deixou duas pessoas feridas no início da tarde desta quarta-feira (4), por volta das 13h, em um cruzamento do bairro Coophavila II, em Campo Grande.

Veja Mais
Mototaxistas e taxistas se juntam e percorrem Afonso Pena contra Uber
Homem que morreu atropelado tinha 51 anos e foi identificado pela mãe

O motorista de um Fiat Uno com placas de Campo Grande, Ezequias Sena, de 40 anos, trafegava pela avenida Beira-Mar quando foi atingido na lateral esquerda por uma motocicleta Yamaha que seguia pela rua Penísula, que era conduzida por um homem e tinha como passageiro uma mulher.

“Ele não parou na placa de ‘pare’, veio direto e colidiu”, relatou.

Morador do bairro, o estudante Douglas Albuquerque Matos, de 17 anos, presenciou o acidente e relatou que a passageira da motocicleta, Maria Marlene da Silva, de 48 anos, foi arremessada. O condutor, conta, caiu em cima da moto. “O barulho foi muito alto”, afirmou.

Segundo informações do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), devido ao impacto, Maria Marlene apresentou um corte contuso na perna esquerda. Já o motociclista, que não foi identificado, sofreu apenas escoriações. O casal foi socorrido e encaminhado à Santa Casa da Capital.

Perigo – De acordo com relatos de moradores, acidentes no mesmo cruzamento são frequentes. A maioria atribui a causa à mudança da sinalização realizada a cerca de 1 ano. A rua Penísula, que é linha de ônibus, passou a ser a via preferencial.

As alterações ainda causam confusão entre os motoristas. O bombeador de carcaça, Rogério Francisco de Araújo, de 39 anos, que já presenciou pelo menos quatro acidentes graves, envolvendo motocicletas.

“Essa via virou uma pista de corrida aos finais de semana”, disse.




Com toda certeza 99,9% dos acidentes de transito aqui em Campo grande são devido a IMPRUDÊNCIA do motorista, não por falta de sinalização, é muito fácil identificar uma preferencial principalmente se você mora na cidade, cautela, seta e cordialidade são lendas por aqui, muitos carros, povo ruim de volante, pronto está feita uma formula perfeita para o caos nas vias urbanas.
 
Roberto Inzagaki em 04/04/2012 03:40:12
Outro cruzamento na cidade que esta sem sinslização horizontal. Depois não sabem porque acontece tanto acidente em Campo Grande. Será que é só imprudência dos motoristas. Ou existe responsabilidade do poder público
 
Juarez Goncalves em 04/04/2012 02:40:58
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions