A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

09/06/2014 18:56

Acidente em cruzamento do Jardim Panorama deixa três mulheres feridas

Bruno Chaves e Filipe Prado
Vítimas foram encaminhadas ao hospital e passam bem (Foto: Alessandro Martins)Vítimas foram encaminhadas ao hospital e passam bem (Foto: Alessandro Martins)

Três mulheres ficaram feridas, no início da noite desta segunda-feira (9), em um acidente envolvendo dois carros no cruzamento das ruas Lagoa Rica e Roraima, no Jardim Panorama, em Campo Grande. Uma delas chegou a ficar desacordada até o socorro do Corpo de Bombeiros.

Veja Mais
Mototaxistas e taxistas se juntam e percorrem Afonso Pena contra Uber
Homem que morreu atropelado tinha 51 anos e foi identificado pela mãe

Segundo o auxiliar de departamento pessoal Atilla Carmona, 25 anos, que presenciou o acidente, a motorista de um Chevrolet Corsa azul, identificada apenas colo Nicole, fez uma conversão à esquerda acabou colidindo contra um VW Voyage cinza.

“A motorista do Corsa ia em direção ao bairro Oiti e o outro carro vinha na direção contrária. Ela deu seta à esquerda e virou, parece que não viu o outro carro vindo”, disse Atilla. O rapaz ainda completou dizendo que o carro de Nicole rodopiou e foi parar no meio-fio do outro lado da via.

“Ela ficou desacordada por um tempo. Sai do carro e tentei falar com ela. Depois que acordou, a mulher ainda ficou sem consciência”, emendou o rapaz que viu o acidente.

O Corpo de Bombeiros foi acionado. A corporação demorou algum tempo para fazer o resgate da vítima, que reclamava de dores nas costas. Segundo os militares, ela poderia ter algum tipo de lesão na coluna cervical.

Outras duas mulheres, ambas de 29 anos, ocupavam o Voyage. Mesmo sem lesões, elas foram encaminhadas para atendimento médico na Santa Casa, assim como Nicole. A informação inicial é de que as três passam bem.

Reclamação – Populares que moram próximo ao local do acidente aproveitaram a oportunidade para protestar contra os abusos de motoristas.

Os moradores afirmam que depois que a Rua Lagoa Rica foi asfaltada, a alta velocidade de automóveis passou a ser constante.

A funcionária pública Fernanda Lacerda, 33, afirmou que um semáforo ou um redutor de velocidade ajudaria a reduzir o índice de acidentes no local.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions