A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 11 de Dezembro de 2016

31/03/2014 14:36

Acidente matou dona de hotel e mãe; congestionamento chega a 10 km

Edivaldo Bitencourt e Graziela Rezende
Empresária de Coxim e mãe morreram em acidente: caminhonete estava a 150 km/h (Foto: Cleber Gellio)Empresária de Coxim e mãe morreram em acidente: caminhonete estava a 150 km/h (Foto: Cleber Gellio)

O acidente, envolvendo uma caminhonete Mitsubishi L-200 e duas carretas, matou a empresária Rosimeire Vidovix Nunes, 45 anos, dona do Hotel Alphavile, em Coxim, a 260 quilômetros da Capital. Apesar de ter ocorrida por uma fatalidade, o estouro do pneu do utilitário, a tragédia teve como causa o excesso de velocidade, segundo o delegado Antenor Batista.

Veja Mais
Congestionamento em local de acidente chega a 4 quilômetros
Mãe e filha morreram em acidente na BR-163 próximo a Congonhas

A mulher e mãe, Valdelice Vidovix, viajavam de Coxim para Campo Grande, quando, na altura do quilômetro 575 da BR-163, perto do distrito de Congonhas, em Bandeirantes, a 100 quilômetros da Capital, houve o estouro do pneu e a caminhonete colidiu com duas carretas, uma carregada com 32 toneladas de tacos de madeira e outra com 37 toneladas de soja.

Os dois veículos tombaram e a rodovia está totalmente interditada para o tráfego de veículos entre Bandeirantes e São Gabriel do Oeste. Segundo o agente Gabriel Lima, da PRF (Polícia Rodoviária Federal), o congestionamento tem aproximadamente 5 quilômetros em cada sentido.

O Corpo de Bombeiros e a PRF aguardam a chegada da perícia para retirar os corpos das ferragens. A carreta com soja é de Santa Helena (PR). A outra é de Curitiba (PR).

Uma testemunha do acidente fotografou o velocímetro da caminhonete, que estava na marca de 150 km/h.
Para o delegado Antenor Batista, a imprudência e o excesso de velocidade é a principal causa de acidentes na BR-163. Ele também atribuiu a tragédia a falta de uma terceira faixa.

No mês passado, o Campo Grande News revelou que algumas faixas adicionais foram retiradas da BR-163 pelo DNIT (Departamento Nacional de Infra-estrutura de Transporte). O órgão alegou que a recomendação foi da PRF, que apontou a faixa adicional como a principal causa de acidentes em alguns trechos da BR-163 entre Campo Grande e Coxim.

Carreta tombou e cerca de 37 toneladas de soja foram despejadas na rodovia (Foto: Cleber Gellio)Carreta tombou e cerca de 37 toneladas de soja foram despejadas na rodovia (Foto: Cleber Gellio)
Congestionamento em rodovia já chega a 10 quilômetros, sendo 5 km em cada sentido (Foto: Cleber Gellio)Congestionamento em rodovia já chega a 10 quilômetros, sendo 5 km em cada sentido (Foto: Cleber Gellio)



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions