A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

14/11/2012 08:54

Acidente na entrada do bairro José Abrão fere idoso de 68 anos

Francisco Júnior e Paula Maciulevicius
Fiat Uno ficou danificado. (Foto: Minamar Júnior)Fiat Uno ficou danificado. (Foto: Minamar Júnior)

Um idoso de 68 anos ficou ferido em um acidente de trânsito ocorrido por volta das 7h30 de hoje, na avenida Euler de Azevedo, na entrada do bairro José Abrão, em Campo Grande.

Veja Mais
Mototaxistas e taxistas se juntam e percorrem Afonso Pena contra Uber
Homem que morreu atropelado tinha 51 anos e foi identificado pela mãe

Sergio de Abreu Galli conduzia um Fiat Uno pela rua Marcelo Roberto quando ao entrar na avenida foi atingido por uma caminhonete Hilux conduzida por Eudes Lelis, 37 anos. A mulher dele e a filha de 2 anos também estavam no veículo.

Com o impacto, o Fiat Uno foi lançado para o outro lado da pista, parando próximo a uma cerca. Sergio sofreu uma fratura na perna esquerda e escoriações em um dos cotovelos. Como a batida provocou grandes danos no veículo, ele não conseguiu abrir as portas do carro, sendo retirado só com a ajuda dos bombeiros.

Os três ocupantes da Hilux não sofreram ferimentos. Eudes disse que não conseguiu frear a tempo de evitar a batida. “Eu tentei frear, mas não deu. Ainda bem que estava devagar", disse.

A batida foi no trecho de entrada de acesso do bairro e onde fica a alça de acesso a avenida José Barbosa Rodrigues
Segundo moradores da região, acidentes naquele trecho acontecem quase que diariamente.

O comerciante José Oliveira Santos, 54 anos, diz que para resolver o problema naquele trecho seria necessário a construção de uma rotatória ou de um quebra-molas no local.

Cerca de 20 minutos depois, outro acidente aconteceu na região envolvendo uma moto e um carro de passeio. Celeide Rezende , 33 anos, condutora de um Pegeout 206, disse que estava fazendo o retorno para entrar no bairro José Abrão e ao fazer a manobra acabou atingindo a motocicleta pilotada por Sebastião Gutierrez Varão, 29 anos.

“Como o trânsito estava trancado não vi ninguém do meu lado esquerdo, olhei para direita e vi um motoqueiro no acostamento. Eu segui e ele apareceu na minha frente”, conta.

Sebastião sofreu ferimentos leves e teve que ser levado para um posto de saúde. Celeide saiu ilesa do acidente.




Caro Luciano Foster, aonde está a placa proibindo o condutor fazer conversão à esquerda?

A sinalização desse trecho está errada, pois instalaram PLACAS DE INDICAÇÃO com fundo azul e letras brancas, indicando e não obrigando o condutor passar pelo José Abrão, onde o correto seriam as PLACAS DE REGULAMENTAÇÃO com letras pretas, fundo branco e bordas vermelhas.
Se o condutor pegar o acostamento, sinalizar à esquerda(ligar a seta) e com segurança entrar sentido Zé Pereira está errado? Qual é o erro?


DIREÇÃO DEFENSIVA SEMPRE!!!
 
Luciano Silgueiros em 14/11/2012 20:18:06
nese local é precisso por um quebramola para reduzir os acidentes neste loca
si não nó vamos tre mais acidentes neste local


 
Mauricio de moura em 14/11/2012 18:43:48
neste local vai acontecer acidentes mais graves ainda não por conta de estar faltando rotatória e sim pelos os motoristas e motocliclista que moram na região do Zé Pereira que fazem as conversões em lugar proibido todo o santo dia, o correto é entrar no conjunto Jose Abrão e realizar conversão correta basta a produção de voceis ficarem dez minutos ali e vão flagar cada absurdo que os motoristas e motocliclista praticam.
 
Luciano Foster em 14/11/2012 16:24:16
É isso que acontece quando as pessoas não prestam atenção no trânsito .
e abusam da velocidade na ruas de Campo Grande ,Porque a vida é mais preciosa do que
a velocidade.
 
MAURICIO DE MOURA E JOÃO VITOR em 14/11/2012 13:21:22
Tomara que a nova administração municipal, atente para este sério problema que é a Euler de Azevedo , na saída para rochedo; Antes era rodovia estadual, após a rotatória do quartel 20º RCB, agora quando das obras da av. José Barbosa Rodriges esticaram os limites do Municipio até/após a rotatória do DETRAN; acontece que o municipio não trata daquela importante avenida como uma das principais artérias da nossa capital; acordem autoridades, aquela via já não é mais a estrada boiadeira de tempos outrora, acordem enquanto há tempo; olhem com carinho e responsabilidade para aquele local e mão a obra.
 
anderson roque em 14/11/2012 13:00:36
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions