A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

08/06/2013 15:27

Acidente no cruzamento da avenida Ceará deixa motociclista com hemorragia

Luciana Brazil

Uma colisão entre um veículo Sandero e uma moto Honda CG, na tarde deste sábado (8), no cruzamento da avenida Ceará com a rua Pernambuco, deixou um motociclista com forte hemorragia no braço direito. A vítima foi socorrida pelo Corpo de Bombeiros e encaminhada para Santa Casa.

Veja Mais
Mototaxistas e taxistas se juntam e percorrem Afonso Pena contra Uber
Homem que morreu atropelado tinha 51 anos e foi identificado pela mãe

Depois do resgate, o chão foi lavado por causa da quantidade de sangue que ficou na calçada.

Segundo testemunhas, os dois veículos vinham no mesmo sentido da avenida Ceará, centro- bairro. No cruzamento com a rua Pernambuco, o motorista do Sandero tentou fazer a conversão à esquerda, onde é proibido virar. Ao mesmo tempo a moto tentou ultrapassar o veículo, pela esquerda, e os dois acabaram colidindo.
Com o impacto, a vítima foi arremessada por cerca de 10 metros.

“Depois da batida, o motociclista foi lançado junto com a moto e depois voou sozinho e parou em cima da calçada”, contou Fabricio Rodrigues, 27 anos, que presenciou o acidente, e seguia no sentido oposto da avenida Ceará.

“Foi uma batida muito forte. Nós vimos tudo e na mesma hora paramos para pestar socorro”, contou a esposa de Fabrício, Teresa Crsitina, 28 anos.

Os dois condutores agiram com imprudência como frisou o sargento do Corpo de Bombeiros, Ivaldo de Andrade. “Foi imprudência dos dois motoristas porque é proibido virar a esquerda nesse cruzamento, e além disso, a moto não poderia ter feito a ultrapassagem, já que há sinalização horizontal, que deve ser entendida como obstáculo”.

No local, algumas testemunhas comentavam que a avenida Ceará teria se transformado em “uma roleta russa”. “
O motorista do carro, Gustavo, não quis falar com a imprensa.

 




Sofri um acidente há 3 semanas na Avenida Ceará.
Eu descia de moto e uma S10 fez a conversão à esquerda também, quase me atropelando.
Resultado: R$ 800,00 de prejuízo para o condutor errado que destruiu a minha moto. Minha pergunta foi: e se ele me matasse?
Uma imprudência que SEMPRE aparece nos noticiários com vítimas e poderia ser evitada se, ao invés de pintarem o chão, fizessem como a Zahran e Julio de Castilhos e colocassem muretas de proteção dividindo as mãos da Ceará também.
 
Edson Bobadilha em 10/06/2013 09:53:16
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions