A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

18/01/2011 09:40

Acusado de matar 2 no trânsito em Campo Grande será interrogado em SP

Nadyenka Castro

Anastácio será ouvido um ano e meio após acidente. Ele estava embriagado

Estilhaços dos veículos e marcas no asfalto e na grama revelam a violência da colisão. (Foto: Simão Nogueira)Estilhaços dos veículos e marcas no asfalto e na grama revelam a violência da colisão. (Foto: Simão Nogueira)

Acusado de matar dois jovens no trânsito, em agosto de 2008, em Campo Grande, Anastácio da Silva Yarzon Ortiz será interrogado somente um ano e meio após o acidente. De acordo com a acusação, o rapaz estava embriagado e em alta velocidade quando colidiu o Palio que conduzia no Gol onde estavam as vítimas.

Anastácio não mora mais em Mato Grosso do Sul e por isso será interrogado por carta precatória. O documento foi expedido no último dia 10 pelo juiz Carlos Alberto Garcete, da 1ª Vara do Tribunal do Júri, para o Fórum da comarca de São José dos Campos, São Paulo, onde o jovem reside atualmente. O prazo legal para que o interrogatório seja realizado é de 60 dias. Já foram ouvidas vítimas, testemunhas de defesa e de acusação, entre elas policiais militares.

O acidente aconteceu na madrugada do dia 9 de agosto, na avenida Via Parque. O veículo conduzido por Anastácio bateu no Gol onde estavam quatro rapazes. Dois deles, Dener César Nunes de Araújo e Kaique Gabriel Brito morreram. Ficaram feridos Alexandre Oliveira Fonseca e Luciano Zarati. O autor foi preso em flagrante, mas solto poucos dias depois por decisão do Tribunal de Justiça.

A ação penal contra o rapaz teve início em maio de 2009, quando o juiz Aluizio Pereira dos Santos, em substituição na 1ª Vara do Tribunal do Júri, aceitou denúncia do MPE (Ministério Público Estadual), o qual afirma que Anastácio “cometeu os crimes de homicídio na modalidade de dolo eventual, porquanto dirigia o veículo embriagado, em alta velocidade, sem habilitação e, pior, não obedecendo a sinalização de parada obrigatória, assumindo, em princípio, risco de produzir o resultado”.

Advogado de acusado de acidente recorre contra multa
O advogado Carlos Magno Couto recorreu ao TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) contra a multa imposta pelo juiz da 1ª Vara do Tribunal d...
Amigos de jovens mortos em acidente protestam no TJ
 Revoltadas, cerca de 200 pessoas participaram de uma caminhada que culminou em protesto em frente ao TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Su...
Juiz nega liberdade a jovem que matou dois em acidente
O juiz Júlio Roberto Siqueira Cardoso, da 1ª Vara do Tribunal do Júri de Campo Grande, negou nesta sexta-feira liberdade ao universitário Anastácio d...
Repórter News: homem flagra acidente que matou dois
O leitor do Campo Grande News Igor Duarte, que é editor de imagens da TV Record, flagrou o acidente no cruzamento da rua Santa Bárbara com a Neli Mar...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions