A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

15/03/2015 08:44

Agetran inicia instalação de semáforos em cruzamentos perigosos da Capital

Alan Diógenes
Estruturas para instalar semáforos já foram colocadas em cruzamentos. (Foto: Marcelo Calazans)Estruturas para instalar semáforos já foram colocadas em cruzamentos. (Foto: Marcelo Calazans)
Ilma disse que após Guaicurus ser recapeada, condutores começaram a abusar da velocidade. (Foto: Marcelo Calazans)Ilma disse que após Guaicurus ser recapeada, condutores começaram a abusar da velocidade. (Foto: Marcelo Calazans)

A Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito) começou a instalar semáforos em cruzamentos perigosos de Campo Grande. O objetivo é conseguir diminuir o número de acidentes que se tornaram constantes em algumas regiões. Motoristas definiram a iniciativa como positiva.

Veja Mais
Mototaxistas e taxistas se juntam e percorrem Afonso Pena contra Uber
Homem que morreu atropelado tinha 51 anos e foi identificado pela mãe

É o caso do proprietário de farmácia Possidônio Ferreira Leite, 63 anos, que presenciou um acidente no cruzamento das Avenidas Souto Maior e Visconde de Boa Vista, no Bairro Tijuca I, na manhã de domingo (8). Um veículo Siena atingiu um Uno que não percebeu a placa de sinalização de parada. Com o impacto, o Uno capotou e ambos os veículos ficaram bastante danificados.

“Está muito perigoso e teve gente que até morreu neste cruzamento. Nós ficamos sabendo que haverá a instalação do semáforo e vai ser bom para evitar essas colisões. O fluxo de veículos é intenso na Souto Maior, por que o pessoal de outros lugares passam por aqui para chegar a estes bairros”, comentou Pseudônimo.

A Avenida Guaicurus, onde o garoto Marcos Roberto Correia Pereira, 6 anos, morreu ao ser atropelado por veículo Gol ao deixar o culto em uma igreja no Bairro Itamaracá, também terá semáforos instalados em alguns cruzamentos. Um deles fica localizado entre a Rua Pontalina, no Bairro Universitário.

Por lá, os moradores também aprovaram a instalação do semáforo. “Esses cruzamentos são muito perigosos, principalmente no horário de pico, quando o pessoal está indo ou voltando do serviço. O pior é que os motoristas não respeita ninguém, para atravessar a avenida é um sacrifício, por que isso parece uma pista de corrida”, informou a vendedora Nayara Pires da Silva, 23, que trabalha em uma loja de autopeças em frente ao local.

 

Cruzamento perigoso no Aero Rancho também receberá semáforo. (Foto: Marcelo Calazans)Cruzamento perigoso no Aero Rancho também receberá semáforo. (Foto: Marcelo Calazans)
Elias disse que cruzamentos do Aero Rancho são perigosos. (Foto: Marcelo Calazans)Elias disse que cruzamentos do Aero Rancho são perigosos. (Foto: Marcelo Calazans)

A educadora Ilma Faustina, 54, disse que os condutores começaram a abusar da velocidade após a Avenida Guaicurus ser recapeada. “Com certeza esses semáforos só irão ajudar, por que depois que ela foi reformada as pessoas começaram a correr demais. Já tem lombadas, mas eles não respeitam, então melhor uma sinalização eletrônica”, destacou.

Um semáforo também será instalado no cruzamento das Ruas Clevelândia com a Ezequiel Ferreira, no Bairro Aero Rancho. No local também é alto o número de acidentes de trânsito.

A recepcionista Inês Rodrigues, 47, relaciona a quantidade de acidente ao número de motoristas que moram no local. “Aqui no Aero Rancho foram construídos muitos condomínios e o bairro se tornou um dos mais populosos da cidade. Com isso aumentou também ao fluxo de veículos. As vezes desço do ônibus e fica horas tentando ultrapassar as ruas”, mencionou.

Para o eletricista Roberto Borges, 21, o que falta e educação no trânsito. “Ninguém respeita mais ninguém e por isso que os acidentes ocorrem. O jeito é mexer no bolso destes motoristas dando canetada mesmo”, salientou.

Mesmo não acreditando que os semáforos serão instalados, o borracheiro Elias Cândido afirma que o trânsito no local é bastante perigoso mesmo. “Para mim é ilusão que eles vão instalar estes semáforos, mas que as ruas do bairro são perigosas são mesmo, principalmente pelas 6h e 18h”, finalizou.

Sinalização horizontal não foi suficiente para evitar colisão com capotamento no Bairro Tijuca I. (Foto: Marcelo Calazans)Sinalização horizontal não foi suficiente para evitar colisão com capotamento no Bairro Tijuca I. (Foto: Marcelo Calazans)



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions