A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

15/04/2013 09:37

Após rolar de morro, pedra gigante no meio do caminho desafia Agesul

Francisco Júnior
Pedras rolaram de morro e foram parar na estrada. (Foto: Divulgação)Pedras rolaram de morro e foram parar na estrada. (Foto: Divulgação)

Técnicos da Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos) estão com um “problema” de toneladas para resolver esta semana. Uma pedra gigante rolou de um morro e obstruí parte de uma estrada vicinal a oito quilômetros da ponte do Grego, na região de Terenos, distante cerca de 60 quilômetros de Campo Grande.

Veja Mais
Mototaxistas e taxistas se juntam e percorrem Afonso Pena contra Uber
Homem que morreu atropelado tinha 51 anos e foi identificado pela mãe

O acidente aconteceu com as fortes chuvas que atingiram a região entre a noite de quinta (10) e madrugada de sexta-feira (11). De acordo com o chefe da 1ª Divisão da Agesul, Fernando Saltão, técnicos da agência já estiveram no local para avaliar a situação.

Conforme o chefe, uma segunda pedra, que também rolou morro abaixou e parou sobre a estrada, já foi retirada do trecho e trânsito de veículos pesados no local está normalizado.

Já com relação a  pedra maior, por ser muito pesada, Saltão explicou que será necessário deslocar maquinário especifico para a remoção. “ Ali requer mais cuidado. Tem uma ribanceira ao lado da estrada. Vamos mandar uma esteira para tentar reitirar a pedra.”, disse. Ele não tem estimativa do peso da pedra. 

Outra alternativa avaliada pelos técnicos, seria rolar a pedra para área de uma propriedade rural que tem próximo da estrada, porém só mediante autorização do proprietário. “Vamos ter que localizar o proprietário e ver se ele autoriza, porque se rolar a pedra, vai destruir a cerca”, pondera.

Segundo o chefe da Divisão, a princípio, a pedra naquele não oferece risco, pois naqule trecho não tem fluxo intenso de veículo.

A previsão é de que até o fim desta semana a pedra seja retirada da estrada.

 




Se fizerem uma fogueira com toras ao redor da rocha e quando super aquecida, a pedra receber um choque térmico ( ex. uma pá carregadeira de água ), a rocha se desfalece em vários pedaços menores facilitando a remoção. ( objetivo é evitar explosivos ).
 
Waldomiro Medeiros em 15/04/2013 14:59:36
Rolling Stones
 
Thiago Marques em 15/04/2013 10:59:25
Me faz lembrar um poema...."Há uma pedra no meio do caminho. No meio do caminho há uma pedra!"
 
Jéssica Santos em 15/04/2013 10:48:02
Aproveite o os profissionais da ciggoe PMMS,que possum tecnicas, para dinamitar essa pedra,utilizando explosivos das mineradoras,isso com toda segurança. Ou os próprios tecnicos de mineração de Corumbá.E só querer fazer que faz,agora mais verba para esse serviço é que não dá né.
 
luiz carlos santos messias em 15/04/2013 10:35:53
há uma pedra no caminho...
 
ARI AFFONSO ROLIM em 15/04/2013 10:34:25
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions