A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

05/08/2015 17:07

Blitz da Agetran e Guarda ainda surpreende infratores no trânsito

Edivaldo Bitencourt e Alan Diógenes
Agentes de trânsito e guardas municipais realizam mais uma blitz (Foto: Fernando Antunes)Agentes de trânsito e guardas municipais realizam mais uma blitz (Foto: Fernando Antunes)

Realizadas de forma ostensiva há mais de um mês, as blitze continuam surpreendendo os infratores no trânsito de Campo Grande. Na tarde de hoje, a Guarda Municipal e a Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito) apreenderam diversos veículos com a documentação em atraso e até flagraram motoristas sem CNH (Carteira Nacional de Habilitação).

Veja Mais
Mototaxistas e taxistas se juntam e percorrem Afonso Pena contra Uber
Homem que morreu atropelado tinha 51 anos e foi identificado pela mãe

Realizada desde o início da tarde na Avenida Interlagos, em frente ao Rádio Clube Campo, a operação contou com a participação agentes de trânsito e dois guardas municipais. Logo nos primeiros minutos, eles apreenderam quatro veículos e duas motocicletas com a documentação irregular, como atraso no pagamento do licenciamento.

Segundo o supervisor da Agetran, Daniel Cabanha, o objetivo não é arrecadar, mas coibir o número de acidentes no trânsito. O foco da fiscalização é retirar motoristas sem CNH e veículos irregulares. “Estamos pensando no coletivo, na segurança da população”, frisou.

Flagrada sem a CNH, a auxiliar de cozinha Cristina Lúcia, 33 anos, ficou revoltada com a fiscalização. Ela ficou sem a motocicleta Biz porque estava com o documento atrasado há dois meses. Lúcia culpou a crise pelo transtorno. Ela explicou que a situação está muito difícil e priorizou o essencial para a família, como a compra de alimentos.

“Com tanto bandido para prender, eles ficam impedindo as pessoas de trabalhar”, lamentou-se a mulher, que estava voltando do serviço quando caiu na blitz.

Já a auxiliar de serviços gerais Sueli de Alencar, não tinha a carteira de motorista. Ela foi obrigada a arrumar um condutor habilitado para retirar a moto. Apesar de concordar que está errada, Sueli contou que teve dificuldades para obter a habilitação. Ela reprovou, e não retomou o processo de formação na auto-escola porque custa muito caro.




DEVERIAM FISCALIZAR OS ANIMAIS QUE TRANSITAM NO HORÁRIO DE PICO, E NAS ROTATÓRIAS... NUNCA VI TANTA BESTIALIDADE NOS HORÁRIOS DE 17:00 ATÉ ÀS 19:00... BESTAS DESUMANAS.
 
JESSICA MACHADO GONÇALVES em 06/08/2015 10:22:30
Parabéns a Agetran e a Guarda pela ação para tirar esses infratores das ruas, aqueles que reclamam geralmente estão errados, ou só vão dar valor a esse tipo de ação após um desses irresponsáveis que andam sem CNH, falando ao celular ou com cabeça mergulhada na cachaça bater em seu carro e ele não tiver dinheiro para pagar o prejuízo, ai sim ele vai cobrar policiamento.
Porém só tenho uma ressalva. Nessa ação realizada eles deveriam ter bloqueado a rua do Dinar, pois, muitos avistavam a blitz e entravam nessa via para escapar da fiscalização, muitos em alta velocidade, em uma área próximo a vários condomínios e área escolar.
 
Geovane Tiburcio de Souza em 06/08/2015 09:28:44
Parabéns Agetran por ter recolhido uma Biz com documento vencido há dois meses? Apreender veículo na via pública por débito de IPVA, é o mesmo que expulsar, sem qualquer prévio procedimento, o contribuinte de seu lar em caso de inadimplemento do Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana (IPTU). Muito embora o CTB prevê recolhimento do veículo em caso de inadimplência do licenciamento, este por sua vez se caracteriza como fato inconstitucional, pois fere o art. 5º, LV, da CF/8. Outrossim, a) o art. 131, § 2º, do CTB é inconstitucional, pois viola o Direito à Ampla Defesa e ao Contraditório e b) o art. 131, § 2º, do CTB é inconstitucional, pois viola os Princípios da Razoabilidade e da Proporcionalidade. Ademais, é ilegítimo, pois cobra supostos créditos sem serem divida ativa
 
AVG em 06/08/2015 07:56:51
A motociclista ficou revoltada com a fiscalização? Azar dela. Provavelmente um ladrão também fica revoltado ao ser preso. As leis estão aí para serem cumpridas por TODOS, e a fiscalização é dever do Estado. Parabéns à Agetran e à Guarda Municipal: precisamos de muito mais fiscalização nas ruas!
 
Luiz Pereira em 05/08/2015 18:07:37
Parabéns à Agetran. Essas Blitz devem ser constantes no nosso trânsito, e agir com rigor para retirar do nosso trânsito condutores irregulares, veículos sem condições e sem documentação que circulam na capital tornando o já precário transito cada vez mais perigoso.
Na periferia, boa parte dos motociclistas são menores ou desabilitados, e os seus veículos irregulares.
Parabéns mais uma vez.
 
MARCOS CAETANO DA SILVA em 05/08/2015 18:04:45
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions