A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

23/10/2012 09:17

Buraco é fechado com areia e tráfego está normal na Rio Grande do Sul

Mariana Lopes e Luciana Brazil
Tráfego está normal em trecho onde asfalto cedeu, (Foto: Luciana Brazil) Tráfego está normal em trecho onde asfalto cedeu, (Foto: Luciana Brazil)

O buraco que se abriu no asfalto da rua Rio Grande do Sul, onde um caminhão caiu, ontem, foi fechado algumas horas depois do acidente, mas, por enquanto, apenas com areia, do próprio veículo, e pedregulhos, ainda falta o piche do asfalto. O trânsito está liberado.

Veja Mais
Trecho onde asfalto cedeu será liberado ainda hoje, diz Prefeitura
Asfalto cede e caminhão "afunda" na rua Rio Grande do Sul

Segundo um comerciante da região, Sérgio Lopes, 40 anos, uma equipe de obras da Prefeitura estava arrumando outro buraco na mesma rua na hora do acidente e aproveitou para reparar a nova abertura.

Ele conta que conversou com os operários e eles disseram que estavam com pouco material, porque levaram a quantidade exata para mexer apenas no buraco para o qual foram solicitados.

Na hora do aperto, utilizaram a areia do caminhão que se envolveu no acidente. “Mas como não tinha piche, eles disseram que não tinham como concluir o conserto”, explica o comerciante.

Esta é a quinta vez que Sérgio presencia o asfalto ceder no mesmo local. “Uma vez eu estava em frente à lanchonete e vi o um carro de passeio cair no buraco, mas era maior do que esse. Corri para sinalizar para as pessoas pararem”, lembra.

Para ele, conforme as informações que trocou com os operários, esse tipo de situação começou a ser frequente depois que começaram a construir mais obras na região. “Acho que é porque o asfalto não consegue absorver a água, me disseram que a tubulação não suporta a água”, acredita.

A recepcionista Carolina Froes, de 24 anos, afirma que ontem mesmo o buraco já estava tampado, mas mesmo assim ela fica insegura em andar na rua. “Uso moto e fico com medo de estar passando e o asfalto ceder, o meu prejuízo seria bem maior”, pontua.

O trecho do asfalto da rua Rio Grande do Sul cedeu próximo ao cruzamento com a avenida Mato Grosso, por volta das 15h desta segunda-feira (22). O motorista Ataide Barros dos Santos, 42 anos, afirmou que estava parado na fila aguardando o semáforo ficar verde quando de repente a roda traseira direita do veículo afundou.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions