A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

29/04/2014 13:48

Caminhão “fecha” motociclista e professora para na Santa Casa

Lidiane Kober e Kleber Clajus
Motociclista levava a esposa para o trabalho quando foi atingido pelo caminhão (Foto: Kleber Clajus)Motociclista levava a esposa para o trabalho quando foi atingido pelo caminhão (Foto: Kleber Clajus)

Sem dar seta, o motorista de um caminhão Mercedes 710, de uma distribuidora de bebida, virou no cruzamento das ruas Goiás e Pedro Coutinho, no Bairro Jardim dos Estados, em Campo Grande, e “fechou” o motociclista Jean Paulo Maciel, de 26 anos.

Veja Mais
Motociclista sofre várias fraturas após colidir moto em poste
Carro capota após colisão no cruzamento da Bahia com a Barão do Rio Branco

Ele conduzia sua esposa, a professora Franciele Rodrigues Correa, de 25 anos, ao trabalho. Ela caiu da moto, bateu a cabeça no chão, teve lesão no joelho e reclamava de dor no braço. O Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) a socorreu e a encaminhou à Santa Casa.

Dirigindo de chinelo, o motociclista teve lesão no pé esquerdo com exposição óssea e foi encaminhado à Upa (Unidade de Pronto-Atendimento) do Bairro Coronel Antonino. Ambos os veículos subiam a Rua Goiás, quando o motociclista tentou uma ultrapassagem e o caminhão virou na Pedro Coutinho, sem dar seta.

Um representante da empresa Rotele, proprietária do caminhão, que preferiu não se identificar, questionou o fato de o motociclista dirigir de chinelo. “Estava de chinelo e o cara que virou sem dar seta”, rebateu Jean, ainda deitado no chão, aguardando socorro. “Quem está mais errado?”, finalizou.

Motociclista sofre várias fraturas após colidir moto em poste
O motociclista Rolson Ribeiro, 34 anos, sofreu várias fraturas após colidir a motocicleta que pilotava contra um poste, por volta das 4h deste doming...
Motorista escapa de capotamento com ferimentos leves
Acidente aconteceu na rua Fernão Dias. Motorista bateu em carro estacionado....



Também concordo com o Ricardo Mendes, eles largam caixas de bebidas nas vias, viram as costas e que se dane os outros. Deveriam sinalizar a via com cones, isolar o local, igual aos caminhões tanque em postos de combustiveis, além de facilitar o trabalho deles, estariam respeitando os outros. Isso é questão de cidadania, educação, e gestão de frotas...
 
WOLDNER MAX TAVARES em 29/04/2014 17:37:03
Já fiz várias reclamações na Rotele, sobre a velocidade que eles trafegam nas vias. Moro na avenida que dá acesso à Rotele, e eles chegam a passar dos 80 km/h. enquanto não causarem uma morte no trânsito e a empresa ser responsável, não aprenderão. Motoristas andam estressados, com pressa e com meta de entregas.
 
WOLDNER MAX TAVARES em 29/04/2014 17:33:02
MUITOS motoristas desta empresa fazem isso, não dão seta. Além de atrapalhar o trânsito em frente a bares e restaurantes colocando caixas de bebidas na pista de rolamento, fazendo com que os outros motoristas "se virem" para desviar. Falta fiscalização senhores do órgão competente......
 
Ricardo Mendes em 29/04/2014 14:26:37
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions