A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

03/08/2014 10:58

Carreta bitrem carregada de algodão tomba no anel rodoviário

Caroline Maldonado
Carreta seguia para São Paulo (Foto: Marcelo Calazans)Carreta seguia para São Paulo (Foto: Marcelo Calazans)

Uma carreta bitrem, de Cuiabá/MT, com 50 toneladas de algodão e pluma tombou no anel rodoviário, no trech da BR-163, nesta manhã. O condutor, Carlos Alberto Vieira, 35 anos, seguia dentro da velocidade permitiva na via, mas deveria ter reduzido ainda mais para fazer a rotatória, segundo a PRF (Polícia Rodoviária Federal).

Veja Mais
Acidentes mataram uma pessoa a cada três dias nos dois últimos meses
Motociclista que seguia no acostamento escapa por pouco de acidente

A carreta está ocupando as duas pistas que vão para Aquidauana e Sidrolândia, mas os condutores conseguem seguir pelo local, um a um e o fluxo de veículos segue normalmente. Carlos Alberto teve ferimentos leves e foi encaminhado para o UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do bairro Universitário.

O condutor da carreta vinha de Cuiabá e estava indo para São Paulo. Ele seguia para o porto de Guarujá, onde entregaria a carga. Um funcionário da empresa aguarda a seguradora para retirar o caminhão da pista e equipe para recolher os sacos de algodão.

Segunda a PRF, tudo indica que a velocidade causou o tombamento, pois o motorista teria que entrar a 30 quilômetros por hora para conseguir fazer a rotatória. De acordo com o policiais, consta no tacógrafo que a o veículo estava a 70 quilômetros por hora. A PRF alerta que embora a rotatória seja grande, quem segue na saída para São Paulo tem que fazer uma curva fechada e, portanto, diminuir a velocidade.

Motociclista que seguia no acostamento escapa por pouco de acidente
O flagrante na BR-163 foi enviado por uma leitora através do canal Direto das Ruas. A TV News esteve no local e constatou diversas irregularidades....
Adolescente que colidiu em caminhão estava com moto irregular
Rapaz de 16 anos ficou ferido ao furar um sinal vermelho e bater em um caminhão na manhã desta terça-feira....



O histórico de tombamentos nessa rotatória é grande, muitos veículos tombam nessa mesma curva do trecho, por mais que constatado pelo PRF que foi por excesso de velocidade, é preciso um estudo na via.
Por que só uma saída "perna" da rotatória é fechada?
Se você seguir para Sidrolândia, a curva é bem aberta...
Se você seguir para as Moreninhas ou Cuiabá, a curva é aberta também, mas para São Paulo acontece isso.
 
Luciano Silgueiro em 03/08/2014 11:36:51
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions