A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

14/12/2015 10:05

Carro fura sinal e atropela ciclista de 40 anos, que morre no hospital

Viviane Oliveira
 Luís Fernandes morreu após ser atingido por um veículo que estava na contramão. O acidente foi sábado na Avenida Presidente Vargas. (Foto: Simão Nogueira) Luís Fernandes morreu após ser atingido por um veículo que estava na contramão. O acidente foi sábado na Avenida Presidente Vargas. (Foto: Simão Nogueira)

O ciclista Jefferson Antônio Torraca, 40 anos, morreu na Santa Casa na madrugada de hoje (14), após ser atingido por um veículo na noite de ontem, na Avenida Guaicurus, no Bairro Universitário, em Campo Grande. O motorista que causou o acidente fugiu sem prestar socorro. Em menos de três dias, três pessoas morreram em acidentes no trânsito da Capital.

Veja Mais
Carro fura sinal, atinge moto e mata policial militar de 35 anos
Carro invade contramão, bate em moto e mata motociclista de 16 anos

Conforme boletim de ocorrência, a irmã da vítima contou que Jefferson seguia de bicicleta pela via, quando passava em frente ao posto de saúde, foi colhida por um veículo que avançou o sinal vermelho. Ninguém soube dizer o modelo do veículo e muito menos a identidade do motorista.

O homem foi socorrido pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e levado à Santa Casa. A vítima, que sofreu traumatismo craniano e passou por várias manobras de reanimação, não resistiu. Ele deu entrada às 22h de ontem e morreu às 5h de hoje. O caso foi registrado como homicídio culposo, qualificado pela omissão de socorro.

Violência - No último sábado (12), dois motociclista morreram no trânsito da Capital. O primeiro acidente foi na Avenida Presidente Vargas, no Bairro Santo Amaro. Luís Fernandes Marquês Aragão, 16, seguia em uma moto Honda Titan, de cor prata, quando foi atingido por um veículo Gol, que estava na contramão. O garoto era funcionário de uma oficina mecânica e estava em horário de expediente.

A segunda vítima foi o Policial Militar Ronaldo Correia de Andrade, 35. Ele conduzia uma motocicleta, quando foi atingido por um Kadett, de cor prata, na Avenida Spipe Calarge, que não respeitou a sinalização e furou sinal vermelho. A vítima foi socorrida, mas morreu no hospital. O motorista, que não teve o nome revelado, era foragido da Justiça, por não pagar pensão alimentícia.




FISCALIZAÇÃO ZERO nas ruas da capital dá nisso. "Furar" o sinal é um hábito corriqueiro na cidade, e dezenas de acidentes acontecem todos os dias em decorrência disso. O pior é que a prefeitura não se mobiliza para instalar câmeras nos semáforos e a PM e Agetran não fiscalizam nada. Quantos vão ter que morrer até que exista fiscalização nas ruas da cidade?
 
Luiz Pereira em 14/12/2015 17:57:14
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions