A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

29/11/2012 16:01

Carro sem motorista cruza avenida e só para ao bater em árvore

Luciana Brazil
Carro percorre mais de 600 metros até bater em uma árvore. (Fotos:Simão Nogueira)Carro percorre mais de 600 metros até bater em uma árvore. (Fotos:Simão Nogueira)
Desgovernado veículo não atingiu nenhum pedestre no trajeto.Desgovernado veículo não atingiu nenhum pedestre no trajeto.

Sem motorista, um carro de passeio percorreu mais de 600 metros no bairro Cabreúva, em Campo Grande, no início da tarde desta quinta-feira (29), e só parou ao bater em uma árvore de pequeno porte. O Fiat Siena desceu a rua Ciro Bueno, cruzou a pista e o canteiro da movimentada Orla Morena e só parou cerca de 100 metros abaixo, quando derrubou uma moto, e bateu em uma árvore.

Veja Mais
Mototaxistas e taxistas se juntam e percorrem Afonso Pena contra Uber
Homem que morreu atropelado tinha 51 anos e foi identificado pela mãe

No trajeto desgovernado, o veículo não causou grandes danos e nem colidiu com outros carros ou pedestres. O carro ficou com a dianteira parcialmente danificada.

O incidente aconteceu por volta de 12h30, como conta a moradora Aparecida Alves, 62 anos, que mora na esquina da Orla e estava na calçada de casa, jogando comida para os pássaros. “Quando vi o carro descendo pelo canteiro, pensei que fosse alguém com muita presa, mas mesmo assim achei muito estranho”.

Quase não acreditando no que tinha acontecido, o dono do veículo disse que a mãe havia chegado em casa momentos antes e estacionou o veículo em frente à residência. “Não dá para saber o que aconteceu porque o freio de mão está puxado, mas o carro não estava engatado”, contou o homem que preferiu não se identificar.

Ao passar pelo canteiro, o carro passou entre dois postes, um de sinalização e outro de energia. Um motociclista que travegava pela via Morena precisou parar ao ver o carro invadindo a pista. Ao ver o carro batendo na árvore pensou que o condutor pudesse ter morrido ou passado mal.

“Graças a Deus não machucou ninguém, não atropelou nenhuma criança, nenhum animal e não bateu em nenhum carro”, comemorou Aparecida.

O dono do veículo chamou um guincho para retirar o Siena do local, mas um dos galhos que ficou embaixo do carro precisou ser cortado antes, para não danificar ainda mais o carro. Ele afirmou que o carro tem seguro.

“Foi um susto muito grande. Um vizinho bateu na minha casa e disse que o meu carro estava aqui embaixo. Imagina se tivesse alguém caminhando na Orla Morena ou se ele tivesse descido ainda mais, e ali tem uma escola”, lembrou.




Também já tive um Pálio que andava numa boa com o freio de mão puxado. Quando eu estacionava em descida, virava a roda pro lado do meio fio com medo de desengatar.
 
Nilciane Moneiro em 30/11/2012 10:37:47
se o carro estivesse engatado não aconteceria isso. Ainda bem q só foi danos materiais.
 
ana blanco em 30/11/2012 09:38:10
O brasileiro que tem boa memoria deve se lembrar do ex presidente Collor de Melo quando disse : " Nossos carros sao uma verdadeira carroças", e tai, como disse o leitor Danilo esse nao e o primeiro que acontece, ja penso se acontece esse acidente em horario da saida de alunos? ha de se rever as nossas carroças, mas tambem acho que nao devemos fazer essa comparaçao; afinal carroça e sempre puxada por um animal nao e? e esse "carro" tava so.
 
Antonio Garcia em 30/11/2012 09:26:45
Já tive e tenho um FIAT, e nunca ocorreu de "o freio de mão falhar". O que ocorreu, neste caso, foi que o local é uma descida, e o mesmo não deveria estar engatado. Foi descuido do proprietário.
 
MARCELLO MENDES em 30/11/2012 08:41:10
Temos um Fiat Palio Economy em casa, e não é o primeiro carro da FIAT que passa pela família. O freio de mão não é confiável! Se eu fosse o proprietário deste Siena, entrava com uma ação contra a montadora.
 
Danilo Aquino em 29/11/2012 20:51:12
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions