A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 02 de Dezembro de 2016

02/04/2013 12:11

Carros envolvidos em acidente com morte estavam a mais de 100 km/h, diz perícia

Francisco Júnior e Paula Maciulevicius
Perito mostra equipamento retirado de Polo que que aumenta a potência do motor. (Foto: Marcos Ermínio)Perito mostra equipamento retirado de Polo que que aumenta a potência do motor. (Foto: Marcos Ermínio)
Perito afirma que veículos estavam a mais de 100 km/h. (Foto: Marcos Ermìnio)Perito afirma que veículos estavam a mais de 100 km/h. (Foto: Marcos Ermìnio)

Perícia preliminar feita nos dois veículos envolvidos no acidente que matou Marcos Vinícius Henrique de Abreu, de 22 anos, aponta que eles estavam a mais de 100km/h no momento da colisão. A informação foi divulgada nesta manhã pelo perito criminal Domingos Sávio Ribas.

Veja Mais
Motorista e passageira envolvidos em racha confirmam que havia um terceiro carro
Polícia confirma racha em tragédia e indicia jovem por homicídio doloso

Os peritos analisaram o Citroen C3, que era conduzido por Ryan Douglas Werner Vieira, 20 anos, o e Polo, dirigido pela vítima. O acidente aconteceu na avenida Duque de Caxias.

Conforme o perito, o Polo era alterado para imprimir maior velocidade, pois era equipado com dispositivo eletrônico de acionamento de ignição e filtro de ar que aumentam a potência do motor. “Esse carro é preparado para racha”, afirma Ribas. No veículo também foram encontrados adesivos de fabricantes de peças de carros de competição.

No Citroen, os peritos não constataram nenhuma alteração, mas encontraram no para-choque vestígios de pneu que condizem com o pneu traseiro direito do Polo, situação que indica que os dois carros se chocaram antes da colisão contra o poste.

Hoje pela manhã, os peritos estiveram novamente no local do acidente, em frente a uma loja de artigos de segurança. Eles constaram que o Polo seguia na faixa central da avenida e o C3 na faixa da direita, e antes da colisão, um dos veículos cruzou na frente do outro. “ Provavelmente teve uma perda direção do Polo, isso antes cerca de 50 metros do poste”, explica o perito.

De acordo com Ribas, após atingir o poste, o Polo foi prensado pelo C3, e por conta do impacto acabou partindo ao meio.

A perícia ainda não concluiu se um terceiro veículo está envolvido no acidente, porém foi encontrado vestígios de tinta vermelha na lataria do C3. O caso ainda está sendo apurado.

Por enquanto não dá para determinar se tinha um terceiro carro, mas há indícios de avarias nos dois lados de ambos os carros. 

Caso - O acidente aconteceu na noite do último domingo. Marcos Vinícius ainda chegou a ser socorrido para a Santa Casa, mas morreu horas depois. A namorada dele, Letícia Souza Santos, 23 anos, também estava no carro. Ela sobreviveu, mas sofreu ferimentos graves e continua internada no hospital.

O condutor do C3, Rayan Douglas Werner Vieira, 20 anos, foi preso em flagrante pelo crime de homicídio doloso,  embriaguez ao volante, lesão corporal e por participar de competição não autorizada.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions