A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

28/06/2014 16:53

Coca-Cola rebate e diz que motorista dormiu mais que 2 horas antes de viagem

Filipe Prado

A Coca-Cola rebateu as acusações e afirmou que o motorista Luiz Mauro de Arruda Moraes, 43 anos, que morreu após se envolver em um acidente com um treminhão carregado de toras de madeireira na sexta-feira (27), da BR-262, na região do município de Terenos, a 25 quilômetros de Campo Grande, pôde descansar mais de 15 horas antes do acidente.

Veja Mais
Motorista da Coca-Cola só dormiu 2 horas antes de acidente, diz Polícia
Motorista morre em colisão de caminhão de bebidas com treminhão

Conforme a assessoria de imprensa da Femsa Brasil, o motorista trabalhava todos os dias das 22h até às 6h. No dia do acidente ele saiu para a entrega às 22h30, chegando à cidade de Miranda às 00h30 e retornou por volta das 2h, podendo dormir antes e entre a viagem.

A empresa lamentou o ocorrido e está prestando toda a assistência à família do colaborador, segundo a assessoria.

A polícia levantou a hipótese de que o motorista tenha dormido na direção. Outra hipótese é que ele tentou fazer uma ultrapassagem e desistiu durante a manobra. A terceira é que ele tentou desviar de animal na pista.

Com a colisão, o tacógrafo, um dispositivo usado para monitorar o tempo de uso, a distância percorrida e a velocidade que o carro desenvolveu, ficou totalmente destruído, então a perícia irá estimar a velocidade do veículo conforme os danos causados e as marcas de frenagem, que chegaram à quase dois metros de distância.




Bom sendo uma pessoa dotada de inteligência da pra perceber que o motorista fez um caminho de quase 4 horas em 2, e se dormiu 01:30h muito de acordo com a reportagem e declaração da empresa, aí eles querem tirar a culpa de cima, por favor em, assume o erro e trata do que for necessário logo, essa coca é bilionária mesmo!
 
Oswaldo Ferreira em 28/06/2014 21:40:37
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions