A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

29/08/2011 13:49

Condutor de caminhonete desrespeita sinalização e bate em motocicleta

Nadyenka Castro e Viviane Oliveira

Acidente foi na rotatória entre as ruas Ceará e Joaquim Murtinho

Renata foi socorrida pelo Corpo de Bombeiros sem ferimentos graves aparentes. (Foto: Simão Nogueira)Renata foi socorrida pelo Corpo de Bombeiros sem ferimentos graves aparentes. (Foto: Simão Nogueira)
Caminhonete bateu em moto após desrespeitar placa de parada obrigatória. (Foto: Simão Nogueira)Caminhonete bateu em moto após desrespeitar placa de parada obrigatória. (Foto: Simão Nogueira)

Condutor de uma caminhonete Hilux de placas de Santo André, São Paulo, um vendedor de 33 anos, desrespeitou a sinalização de parada obrigatória e acabou colidindo em uma motocicleta, no início da tarde desta segunda-feira, em Campo Grande.

O motorista, que não quis se identificar, assume que não teve a devida atenção e por isso não respeitou a preferencial, batendo na Honda Titan conduzida por Renata Franca de Moraes, 26 anos.

A caminhonete seguia pela rua Ceará e a moto pela Joaquim Murtinho. Na rotatória entre as duas vias, o utilitário invadiu a preferencial.

O motorista conta que antes de chegar à rotatória um veículo entrou na frente dele. “O cruzamento é perigoso e movimentado. Antes de fazer a rotatória um veículo entrou na minha frente e eu perdi a atenção”, diz ele, que saiu ileso.

Segundo o Corpo de Bombeiros, que socorreu Renata, ela não teve ferimentos graves aparentes, apenas escoriações.




Já estive em São Paulo capital, e realmente os paulistanos dirigem bem, pelo menos a maioria, eles dão sinal para tudo, como deve ser, andam pelo lado direito da via, não trancam cruzamento, quando o semáforo abre saem rapidamente, etc, diferente dos condutores do interior de São Paulo, que parecem um pouco com os condutores de Campo Grande. Friso que sou daqui e gosto daqui, mas infelizmente a maioria dos nossos condutores não sinalizam nada, andam devagar no meio da rua, transitam em cima da faixa central nas vias de duplo sentido, não conseguem transitar usando apenas uma faixa nas vias de sentido único, param em fila dupla, e o que é pior com muita vaga a sua volta. Se houvesse fiscalização das regras de circulação, imagino que inverteríamos este quadro, a fiscalização em nossa cidade se resume em alguns radares, lombadas eletrônicas, foto-censores e flex park, falta fiscalizar as filas duplas, o uso das setas, o dar a passagem pela esquerda, transitar dentro de uma faixa. Espero que melhore a nossa cidade não merece essa má fama
 
jose antonio em 30/08/2011 02:11:13
Não sou sul matogrossense. Mas discordo, quando falam que o pessoal daqui dirige mal.
Sempre que ocorrer um acidente, procurem ver a naturalidade do infrator de trânsito.Vocês vão entender o que estou falando. Inclusive, os paulistas se acham, mas causam acidente prá caramba. Lá na cidade deles não correm, porque dificilmente dá, vive tudo congestionado.
Campo grande acolhe nos sulistas, paulistas, mineiros, goianos, mato grossenses, cariocas etc...è uma minoria o povo da terra. Só não entendo porque criticam tanto.
O correto seria dizar: As pessoas que" Moram" em Campo Grande(independente da nacionalidae), são horrorosos no trânsito. E quem estiver incomodado, vá para outra cidade, ou mude seus conceitos ou reflita sobre suas atitudes no trânsito.
 
juan charlymoon em 29/08/2011 05:37:08
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions