A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

10/06/2011 14:11

Confusão de motoristas em semáforo para conversão na Zahran causa transtornos

Paula Vitorino

Corsa branco parado no sinal verde causa engarrafamento na Zahran. (Foto: João Garrigó)Corsa branco parado no sinal verde causa engarrafamento na Zahran. (Foto: João Garrigó)

Por falta de atenção dos motoristas, os semáforos da Avenida Zahran com as Ruas Spipe Calarge e Manoel Cecílio são um transtorno para quem precisa passar pelo local e também para vizinhos.

Na Avenida, os semáforos para quem vai virar na Spipe Calarge – sentido bairro-centro – ou na Manoel Cecílio – sentido centro-bairro – tem tempos diferentes do sinal para quem quer seguir reto. Com isso, enquanto o sinal para conversão permanece mais tempo aberto, enquanto o semáforo para quem vai reto fecha.

Mas muitos motoristas que não querem fazer conversão param na pista dedicada para a conversão e, com isso, impedem que os veículos aproveitam o sinal verde e virem na via.

O impasse causa filas, atrapalhando o trânsito da Avenida, e muitas buzinadas. O gerente comercial Ednaldo da Silva, de 36 anos, passa diariamente pelo cruzamento e relata que os motoristas têm dificuldade no local.

“Várias vezes fica congestionado esse cruzamento. Enche de carros que saem da Spipe para a Zahran e querem virar na outra via – Manoel Cecílio. Enquanto esse sinal abre – Spipe – o da Zahran também deveria abrir pra dar maior fluxo”, relata.

Já o mecânico Flavio Davalos, de 44 anos, que trabalha em frente ao cruzamento, conta que o som da buzina já é algo comum no local. “Alguns motoristas ficam nervosos, buzina é direto. Aí quem quer virar tem que ficar parado no sinal esperando o motorista que parou na frente e acaba perdendo o seu tempo do semáforo”, diz.

Para o empresário Flavio Leite, o problema no local é simples tem apenas uma causa, o próprio motorista.

“A culpa dessa confusão é do motorista, que não sabe dirigi, que não conhece placa”, diz.

Ele ainda cita a falta de preparo na formação dos motoristas.

“Minha filha saiu da auto-escola agora e não conhece nem metade das placas. A pessoa sai da formação despreparada, sem nunca ter dirigido em uma rodovia ou uma rua movimentada como a Zahran”, ressalta.




de acordo com o ctb, em seus art 26 inciso I, onde diz: "abster-se de todo ato que possa constituir perigo ou obstaculo para o transito de veiculos, de pessoas ou de animais, ou ainda causar danos a propriedade pública ou privada". e em seu art 43 inciso I, "não obstruir a marcha normal dos demais veiculos sem causa justificada...". bom, neste caso, o motorista do corsa deveria estar atento para o cruzamento em questao pegando a pista da esquerda para nao obstruir a pista da direita dado que ele não iria fazer a conversão. mas como ele não atentou para este fato, deveria este, fazer a conversao à direita liberando o transito para os demais veiculos. realmente a sinalização de transito em CG nao é boa, mas nesta situação, o condutor deve seguir a orientação do semaforo que, aparentemente esta funcionando normalmente. pessoalmente, concordo prenamente que deve-se acabar com as situações de "livre à direita" pelo mesmo motivo elencado pelo sr Thiego Pacheco.
 
clovis santos em 12/06/2011 10:11:29
Na grande realidade, o que falta aos motoristas e pedestres de campo grande e do brasil, se chama RESPEITO, em quanto as pessoas só pensarem em si, pode mudar o que for, vai continuar o CAOS.
 
cezar almeida em 10/06/2011 08:19:42
A Zaharn tem duas faixas de rolamento em seu trajeto, portanto, quem segue na pista da direita deve parar se o semáforo para seguir em frente estiver vermelho, pois não está obrigado a fazer a conversão à direita simplesmente porque o semáforo permite essa conversão para quem vai adentrar à outra via. A conversão é livre à direita se estiver livre. Se a intenção fosse outra, haveria obstáculos naquele ponto impedindo o fluxo dos veículos que seguem pela faixa da direita. Esse é um problema que a AGETRAN deve resolver.
 
Moura Leal em 10/06/2011 04:51:41
Falta sinalização no local, pintura no asfalto indicando que a faixa da direita naquele local é destinada a conversão à direita, isto ajudaria muito. Aliás os motoristas em Campo Grande são muito ruins, mas a sinalização é péssima.
 
jose antonio em 10/06/2011 04:35:58
Mesmo sendo "Livre a direita", quem não quiser virar a direita, ou seja, seguir em frente, tem que parar no sinal vermelho. O fato da permissão de virar a direita não impede que a faixa seja usada por quem não vai virar, e deve esperar o sinal abrir. Fazer o que.
 
Marco Ferreira em 10/06/2011 04:01:23
Absurdo um cidadão colocar culpa nos motoristas, inclusive na sua filha creio que o mesmo está alheio o que acontece naquela conversão a muito tempo á Agetran deveria mudar esta confusão. Pois tem motorista nervosos poderá ainda acontecer uma tragédia enquanto o americano vai ao espaço os dirigentes da Agetran não tem a capacidade suficiente de mudar a direção de uma via, pois alí tem maneira para cabar com esta toda confusão é só estudar verá que tem jeito.
 
Waldir Santos em 10/06/2011 03:42:07
Tinha é que acabar com esse negocio de "livre a direita". Na Fernando Correa com a Joaquim Murtinho acontece algo semelhante, porém com um perigo maior: o atropelamento de pedestres. Já, por inúmeras vezes, vi pedestres quase sendo atropelados, porque os mesmo não sabem que o sinal é de 2 tempos. É preciso rever essa questão de "livre a direita". Se esta dando dor de cabeça. então que tire! E um motorista, que não é da cidade, não é obrigado a ver uma placa de "livre a direita" e adivinhar que aquela mão serve só para quem vai virar.
 
Thiego Pacheco em 10/06/2011 03:22:36
A verdade é que o transito de CG é um verdadeiro caos. Podemos concluir que 50% das pessoas que conduzem veiculos aqui, não são habilitadas, ou não conhecem as leis de transito, com isso complicam o transito da cidade.
 
Luiza Rocha em 10/06/2011 03:21:57
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions