A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

05/09/2015 10:53

Criado em abrigo, jovem morto em acidente realizou o grande sonho

Thiago de Souza e Juliana Brum
Maurício realizou o sonho de entrar para a Força Aérea Brasileira. (Foto: divulgação/Facebook)Maurício realizou o sonho de entrar para a Força Aérea Brasileira. (Foto: divulgação/Facebook)
Maurício tocava na igreja e é lembrado como bom garoto. (Foto: Divulgação/Facebook)Maurício tocava na igreja e é lembrado como bom garoto. (Foto: Divulgação/Facebook)

Maurício Amaro, 19 anos, morreu vítima de acidente de moto na tarde nessa sexta-feira (5). Mas antes realizou o grande sonho de sua vida: ser militar da Força Aérea Brasileira.

Veja Mais
Militar morto em acidente empinava moto, diz testemunha
Motociclista de 19 anos morre em colisão de moto com poste na Capital

As dificuldades na vida do jovem começaram cedo. Ainda menino , com o pai pobre e a mãe com problemas mentais, teve de ser criado na casa de acolhimento Criança Peniel. Aos 16 anos, foi apadrinhado por uma família cristã evangélica, sem deixar os vínculos com a instituição que lhe deu abrigo durante anos.

Segundo relato de amigos e parentes, Maurício era querido por todos. A juíza da Vara da Infância, Juventude e do Idoso, Katy Braun, acompanhou o jovem na instituição que foi criado e só vai guardar no coração boas lembranças do “menino”. “Tinha orgulho, pois ele ajudava nas festas, tocava bateria na igreja. Ele voltou pra casa para ajudar a mãe, que é doente”, relatou a amiga e magistrada.

Antes de entrar para a Base Aérea de Campo Grande, Maurício fez uma etapa do curso de eletrotécnica. Colegas do colégio que conviveram com ele também só tem motivos para elogios. “Ele era muito sereno, ótimo aluno e amigo de todos”, relata a ex-diretora do curso, Rosimeire Ribeiro, 55.

Márcia Paulino, psicóloga, 34, era amiga de Maurício e disse que ele acreditava que iria vencer na vida. “Ele lutava pra mudar uma realidade”, disse a profissional que também acompanhou parte da vida dele.

Amigos e parentes ressaltaram que diante das dificuldades, Maurício poderia ter caído no mundo das drogas e da marginalidade, porém seguiu firme e tornou-se um militar da Força Aérea.

O velório do rapaz, que acontece nesse sábado (5) estava muito cheio. Maurício também recebeu homenagem dos amigos da Base Aérea de Campo Grande. 

Cristiano Amaro, 22, era irmão de Maurício e estava bastante emocionado. Ele comentou que o irmão pegou a moto escondido do pai, que estava trabalhando, e foi comprar uma peça para a pia, quando ocorreu o acidente. Assim como outros parentes e amigos, ressaltou as qualidades do irmão. “Era um garoto dedicado, trabalhador. O orgulho da família” lembrou Cristiano.

O acidente com Maurício Amaro aconteceu na Rua Valdemiro Coelho Neto, no Jardim Noroeste, próximo a residência dele. A moto que conduzia colidiu contra um poste. O socorro chegou a ser acionado, mas Maurício morreu no local.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions