A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

31/01/2011 12:29

Cruzamento em frente ao Extra vai voltar a ter rotatória

Aline dos Santos
Após instalação de semáforos, trânsito foi liberado em setembro de 2009. (Foto: Marcelo Victor/Arquivo)Após instalação de semáforos, trânsito foi liberado em setembro de 2009. (Foto: Marcelo Victor/Arquivo)

A confluência das ruas Joaquim Murtinho, Marquês de Pombal e a avenida Marquês de Lavradio, em frente ao hipermercado Extra, na saída para Três Lagoas, voltará a ter uma rotatória.

“Vai voltar a rotatória. O projeto já está pronto. Deu mais confusão do que solução”, afirma o diretor-presidente da Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito), Rudel Trindade.

Em agosto de 2009, antes da inauguração do hipermercado, o trânsito passou por reordenação: a rotatória existente foi removida para dar lugar a dois cruzamentos com semáforos.

A interdição, que perdurou de 29 de agosto a 15 de setembro, causou reclamações de motoristas e moradores, pois o tráfego foi desviado para ruas estreitas, dentro do bairro Tiradentes.

À época, a obra foi custeada pelo supermercado, obrigado por lei é a compensar o impacto de sua instalação. Agora, a nova rotatória será feita com recursos da prefeitura.

“A rotatória vai ser um pouco maior. E os semáforos serão colocados em outros pontos, amenizando os gastos”, afirma Rudel. Ele não soube informar o valor da nova obra. A previsão é que a rotatória esteja de volta ao local dentro de quatro meses.

Em 2009, a justificativa para remoção era de que a rotatória não comportaria o fluxo de veículos. A instalação de semáforos também pretendia evitar acidentes, provocados pelo desconhecimento de muitos motoristas sobre quem tem preferência na rotatória.

Agetran libera obra, mas fim de rotatória desagrada
A Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito) liberou, às 10h da manhã de hoje, o tráfego de veículos no cruzamento das ruas Joaquim Murtinh...
Remoção de rotatória vai interditar trânsito por 15 dias
Iniciada neste sábado, a remoção da rotatória em frente ao CCI (Centro de Convivência do Idoso) Vovó Ziza, antigo Grêmio Enersul, vai deixar o trânsi...



Tem muitos motoristas em Campo Grande que desconhece a regra basica das rotatorias,
1 - Quem esta na rotatoria tem a preferencia, e não quem chega em alta velocidade, que é o caso nas rotatorias da Rua Amazonas, que quem esta descendo a Amazonas acha que tem a preferencia porque esta na descida.
2 - A Agetran deveria colocar redutores de velocidade (tartarugas) em todas rotatorias, tenho certeza que ai sim os motoristas que desconhecem a regra do transito teriam que reduzir a velocidade.
 
Ademir Mota em 22/06/2011 10:39:06
APROVEITANDO A ONDE DE DEMISSÕES DO SECRETARIADO MUNICIPAL O PREFEITO DEVERIA SUBSTITUIR TAMBÉM O PESSOAL DA AGETRAN, QUEM SABE COM PESSOAS " MENOS EXPERIENTES" E COM SALTO MENOR PUDESSEM COM SIMPLICIDADE DAR SOLUÇÃO AO NOSSO TRANSITO, EVITANDO BURRICES COMO A DO EXTRA. À PROPÓSITO, GOSTARIA QUE ME EXPLICASSEM QUAL O MOTIVO DE MANTER POLICIAIS MILITARES E AMARELINHOS NO CRUZAMENTO DA MATO GROSSO COM BAHIA, SIM PORQUE LÁ JÁ TEM INÚMERAS CAMERAS PARA FOTOGRAFAR QUEM PASSA NO SINAL FECHADO E TAMBÉM VÁRIOS RADARES EM OPERAÇÃO. NÃO SERI MAIS FÁCIL COLOCAR ESSE PESSOAL PARA TRABALHAR NOS BAIRROS MAIS DISTANTES, DANDO INCLUSIVE JUSTIFICATIVA DE TRABALHO E SALÁRIO QUE RECEBEM PESSOAL, ORIENTAÇÃO DE TRANSITO NOS BAIRROS, EVITANDO ACIDENTES. ONDE JÁ TEM TANTA PARAFERNÁLIA NÃO PRECISA DE GUARDAS OU ESTOU ERRADO?
 
JOÃO SOUZA em 22/06/2011 10:23:13
Não é mais fácil colocar um semáforo com três tempos...
 
ana paula em 01/02/2011 08:32:34
Tudo bem que a primeira obra feita foi custeada pelo supermercado. Agora irão refazer aquilo que já tinha e foi retirado $$$$ e os gastos é o "povo" que paga mesmo...Da nada não...... -_-
 
Carlos Henrique M. C. em 31/01/2011 12:57:10
Bem,queria dizer que conheço uma Empresa em Portugal,onde há muitos Engnheiros de Trafego e cobrariam bem baratinho,para dar jeito neste trânsito da Capital.Seria muito mais convincente que estes "engenheiros",que existem por aqui.
 
Ricardo Lemos Terra em 31/01/2011 09:07:37
Lendo a matéria e os comentários dos leitores, eu fico pensando:
- Quando vão colocar alguém que tenha capacidade de fato para gerir o trânsito de nossa capital.
Apesar que alguns leitores falam em asfalto, isso é raro em nossas ruas. Temos sim, muitos remendos sobrepostos. Não temos onda verde e é escassa a sinalizaçao horizontal.
Quanto às rotatória, diria que é uma boa solução para o nosso trânsito. Porém, 99% dos motorista campograndenses NÃO sabem utilizar rotatórias. Formam interminaveis filas de um lado, porque alguns motoristas chegam ali e empacam, esperando ACABAR o fluxo, para entrarem. Poxa, a rotatória permite carros girando. Percebido o tempo necessário para entrar, é so fazê-lo e dar fluidez ao trânsito. Imprudência é ruim, mas imperícia é pior. As autoescolas e o Detran deveriam ser mais rigorosos nesta e em tantas outras questões.
Por último uma perguntinha: pra onde vai o dinheiro arrecadado com o imposto sobre o combustivel, o IPVA e, principalmente, das multas de trânsito? Porque o cidadão não vê melhoria. Cadê os nossos representantes no legislativo municipal para fiscalizarem isso?
 
J. Coelho em 31/01/2011 06:25:28
Os "engenheiros de tráfego" da prefeitura ignoram uma questão simples: a de que o círculo é uma forma perfeita em sua natureza. A retirada dessa rotatória nos custou dinheiro público e uns três meses de aporrinhação. Certamente ficaremos outros três meses com o local interditado para desfazer a burrice. E ponha-se dinheiro público na brincadeira!
Só mesmo triplicando o IPTU para pagar essas experiências excêntricas da Agetran.
 
Eduardo Figueiredo em 31/01/2011 04:38:22
este valor tera que ser cobrado do supermercado extra, não foram eles que retiraram a rotatoria para beneficio proprio? agora tem que refazer com com dinheiro proprio, ja pensou se fosse um mercadinho fulera teria que acrcar com tudo novamente, num é a prefeitura quem tem que desembolsar pra ser refeita não, a prefeitura deve cobrar sim do supermercado.
 
francisco de assis dias em 31/01/2011 04:37:53
oi...
pessoal...vcs naum acham que tem muita rotatória na julio de castilho???
eu acho que as rotatórias complica o transito naquela avenida.Alem de ter um asfalto em
péssimas condições.
é horrivel dirigir por lá.
abraço.
 
carmem camargo em 31/01/2011 03:51:00
Demorou para verem a bagunça que ficou! Notem a diferença de prazo para realização e conclusão da obra: iniciativa privada de 29 de agosto a 15 de setembro.
Obra da Prefeitura 4(QUATRO) meses!!
 
Marcelo Flores em 31/01/2011 03:04:46
Na época, já tinha notado que não era uma obra vantajosa para os moradores e circulantes da saída para a BR 262. Infelizmente a população vai ficar novamente desprovida momentaneamente desta via, importante para o escoamento do grande fluxo.

Isso é para que os senhores engenheiros de tráfego possam pensar muito bem como devem ser feitas as obras, mesmo que a primeira tenha sido feita com dinheiro do Hipermercado implantado na região. Campo Grande 'ainda' tem o privilégio de ter algumas de suas vias interrompidas sem causar sérios problemas de trânsito, diferente de outras grandes cidades como SP, RJ, BH e BSB.

Agora a prefeitura terá que desembolsar uma verba que muito poderia ser colocada a população de outra forma (remédios nos postos, tapa-buracos em outras vias ou até mesmo para o término das obras pluviais).

Mesmo não morando mais nessa linda cidade, acompanho diariamente suas notícias.
 
Fábio dos Santos Alves - Brasilia - DF em 31/01/2011 02:21:58
Até que enfim irão resolver a situação, tenho videos gravados da minha rua (R: Candida Lima de Barros), fotos, com as imprudencias ocorridas pelos motoristas, que por muitas vezes são mal educados mesmo, videos mostrando que a rua é estreita para o fluxo de carros que aumentou, fora que esta rua passa por traz de um condominio e em 70% da rua as que cruzam são ruas sem saidas, então a velocidade e falta de educação reina nela,estava montando um dosie para a Agetran analisar e tomar providencias, mas espero que agora seja resolvido, vamos ver se a mudança sera coerente e se terá resolutividade pra com o transito. Enquanto isso estarei ainda montando esse documento até o termino.
 
Disney Simone Viana Nunes em 31/01/2011 02:14:48
Eu nunca vi tanta falta de competência quanto as soluções para com o trânsito em Campo Grande!
Sem contar as obras que demoram muito para conclusão e quando acabam, pareçe que falta acabamento (asfaltofraco, sinalização horizontal mal feita, falta de placas nas entradas dos bairros, tinta derramada nas ruas etc...).
 
Paulenir Nogueira de Barros em 31/01/2011 01:14:45
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions