A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

02/06/2012 11:00

Defesa de jovem que matou no trânsito pede habeas corpus e denuncia algemas

Aline dos Santos

Reclamação ao STF é pelo fato de o estudante ter sido algemado

Richard foi preso na madrugada de quinta-feira, logo após acidente. (Foto: Luciana Brazil)Richard foi preso na madrugada de quinta-feira, logo após acidente. (Foto: Luciana Brazil)

A defesa do estudante de Direito, Richard Ildivan Gomide Lima, de 21 anos, entrou com pedido de habeas corpus no TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul). De acordo com o advogado Marlon Ricardo Lima Chaves, como não houve prisão decretada por um juiz, o habeas corpus é a medida mais adequada para pedir a soltura.

O advogado também fez reclamação ao STF (Supremo Tribunal Federal) pelo fato de o estudante ter sido algemado na delegacia. Uma súmula do Supremo determina que as algemas só podem ser usadas em caso de resistência, receio de fuga ou perigo à integridade física.

Richard está preso desde a madrugada da última quinta-feira, após provocar acidente com morte na avenida Afonso Pena, em frente ao shopping Campo Grande.

Ele se negou a fazer o teste do bafômetro, contudo, foi registrado um termo de embriaguez, pois, conforme os policiais que atenderam a ocorrência, o jovem apresentava forte odor de álcool, além da voz pastosa e embargada.

O caso foi classificado como homicídio doloso. Desta forma, ele não tinha a intenção de matar, mas assumiu o risco de provocar o acidente. Conforme o registro do radar, o Punto conduzido por Richard estava a 83 km/h (o limite na via é de 60 km/h) e furou o sinal, que há sete segundos estava vermelho.

O segurança Davi Del Valle Antunes, que voltava para a casa após o trabalho no bar Miça, foi atingido pelo Punto enquanto esperava o sinal abrir. A vítima foi lançada a 38 metros de distância e a moto a 57 metros, conforme constatado pela perícia.

Na madrugada da mesma quinta-feira, uma prostituta de 18 anos registrou boletim de ocorrência na Depac Piratininga (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) contra Richard e um amigo. Ela contou que estava com os dois em um motel.

Enquanto tomava banho, percebeu que os rapazes mexiam em sua bolsa.

Ela saiu do banheiro e discutiu com a dupla. Durante a discussão, segundo a jovem, Richard pegou a arma de fogo.

No boletim de ocorrência consta que o universitário a ameaçou e também atirou, danificando a parede do quarto. Richard nega a ingestão de bebida alcoólica e que tenha ido ao motel.




Se nossa justiça é cega e tendenciosa, se os pais desse DELINQUENTE já "pagaram" a pena dele, espero que a próxima vítima seja esse rapaz, que na próxima balada, qdo ele beber e dirigir em alta velocidade, em vez de achar outro ser humano, que ele ache um muro ou um poste, a morte dele será um alívio para todos nós e que ele se prepare para mudar de cidade qdo sair da cadeia.
 
Lígia Fagundes Varella em 03/06/2012 09:21:52
Acidente!
O que é um acidente para você? Acidente para mim é quando estoura um pneu novo, ou quando uma peça nova ou revisada de um veículo se quebra e causa algum tipo de acidente. Agora se eu bebo e saio com meu veiculo, como posso chamar de acidente se em alguma batida eu me envolver? Se não dou uma manutenção preventiva? Se andar em uma velocidade quase quatro vezes superior as permitidas, agora se bebo das 23hrs até amanhecer e saio a dirigir a 120 km por hora na Avenida Afonso pena, o que eu quero que aconteça? Um acidente? Não! Claro que não! Estou a cometer além de todas as infrações de transito pelo menos um homicídio, é como se eu estivesse com um revolver calibre 38 carregado com três munições e fazendo roleta russa na cabeça dos outros e cada tentativa colocasse também ao meu ouvido, porque se não matasse ninguém pelo eu estaria no risco, transformo o carro em arma, ainda com os sentidos entorpecidos pelo álcool, posso eu chamar isto de acidente? Agora pergunto eu. Como fica o a família daquele pobre que trabalhou a noite toda e no respeito às leis parou no sinaleiro para esperar a morte que em forma de um ser humano alcoolizado (conforme a mídia noticiou) retira do ceio de uma família humilde deixando ali o desespero de pais, irmãos e esposa e da incerteza de um futuro de um filhinho de apenas um ano! Meu deus! Na minha ignorância de ser humano simples e pobre peço a cada um que possa ter conhecimento deste fato tão negativo para todos, que pensem um pouco mais antes de beberem e saírem em seus automóveis pelas estradas e cidades, cada um tem a responsabilidade da vida de um terceiro quando na direção de um veiculo, seja mais humano com relação ao transito, sejamos o pai o irmão o filho daquele que esta a nossa frente como motorista ou como motociclista, ciclista ou mesmo o pedestre que atravessa fora ou mesmo na faixa, se o tratarmos como da nossa família teríamos um pouquinho mais de cuidado com a vida humana. Desculpe pelo desabafo, mas esta difícil ver tantas loucuras no nosso transito e ficar aqui quietinho esperando que novas mortes venham a acontecer pela nossa falta de caráter e humanismo junto aos nossos irmãos... (Zildo)
 
Zildo de oliveira barros em 03/06/2012 08:24:24
HOMICÍDIO DOLOSO, EMBRIAGUEZ AO VOLANTE, OMISSÃO DE SOCORRO... E ESSE ADVOGADO VEM QUESTIONAR O USO DE ALGEMAS NO SEU CLIENTE!!! ESSE STF É "FORA DA CASINHA"..."ALGEMA É ACESSÓRIO DE PRESO!!!". NOBRE CAUSÍDICO: VÊ SE DEFENDE SEU CLIENTE, INDENIZA A FAMÍLIA DA VÍTIMA E PRONTO!!!
 
laercio souza em 02/06/2012 12:54:01
Ele é um perigo à integridade física, este é o motivo das algemas, ou alguem acha que não? É uma piada esta justificativa de seu advogado.


 
Mauro Guimaraes em 02/06/2012 12:12:31
MEU DEUS, EU NAO CONHEÇO A FAMILIA DESSE VITIMA, MAS TENHO FAMILIA, FILHOS E SOU MOTORISTA, E QUANDO ACONTEÇE ESSAS BARBARIES ME COLOCO NO LUGAR DESSAS FAMILIAS, E ME PERGUNTO E SE FOSSE COMIGO, AGENTE SE COLOCA NO LUGAR DA VITIMA, QUE DOR INCOMPARAVEL, SE FOI UMA VIDA, NUNCA ELE IRA VOLTAR, DAI VEM O DIREITO DO ASSASSINO.
E O DIREITO DA CRIAÇA QUE FICOU ORFÃ, QUE FICOU SEM O PAI?????????
 
GISLAAYNE DIAS em 02/06/2012 11:56:10
Acho mesmo que quem deve ser punida é a PM...usar algema.....ele só matou algume gente!!
 
daniela dias em 02/06/2012 11:55:46
certamente a vitima o david, não pôde reclamar de ter usado um caixão, por cauda da impridência do rapaz!!!!! a esposa e a familia do David estão usando lenços e toalhas para secarem as lagrimas!!
 
daniela dias em 02/06/2012 11:53:36
Então quando ele parou o carro, depois de vários metros do acidente, não estava querendo fugir Dr Advogado?

"O advogado também fez reclamação ao STF (Supremo Tribunal Federal) pelo fato de o estudante ter sido algemado na delegacia. Uma súmula do Supremo determina que as algemas só podem ser usadas em caso de resistência, receio de fuga ou perigo à integridade física"
 
Luciano Silgueiros em 02/06/2012 11:21:45
tenha dó advogadinho onde ta escrito que não pode usar algemas ele estava visivelmente embriagado pode oferecer risco a ele mesmo queria ver se tivesse matado um dos seu sangue
 
claudinei braz em 02/06/2012 09:35:49
senhor richard, o senhor será punido severamente... irá correr na Viatura dos Bomebiros( diga se de passagem é o sonho da maioria) uma vez por mes, e ainda será filmado no atendimento (coisa de celebridade) e por fim receberá uma capa do bombeiro para que voce bata foto e mande para seu face. Não foi assim com o willan do case nayara se nao me engano. Brasil um pais de Todos os impunes!!!!
 
alex sousa em 02/06/2012 06:09:15
Vamos solicitar a São Pedro o retorno de Richard para convivio entre nós, impossível!! Porque o causador se acha neste direito de imediatamente conviver entre nós??
 
José Inácio Dias em 02/06/2012 05:38:28
Só lembrando o senhor advogado, em um cara que está com sinais de embriaguez há sempre o risco de uma fuga e até a integridade física dele e das pessoas que estão em volta, portanto não há excesso algum no uso das algemas.
 
Thiago Kalunga em 02/06/2012 05:18:48
Bebe, prevalece, mata mas Nao toma atitude de homem. Nao quero ser injusto com os pais, mas se fosse bem criado, ainda que acontecesse uma fatalidade ele teria coragem de assumir. E um mal caráter e covarde!
 
Ricardo kaiat em 02/06/2012 05:13:08
Acho que algema não vai fazer a diferença ,ele não pensou no estrago que fez na família da vitima,que ao invêz de algema ganhou um caixão não é caro advogado....cadeia nesse sem responsabilidade para darmos exemplos a outros filhinhos de papai que fazem o mesmo por aí passer em Campo Grande com a família a noite é risco de vida,por culpa desses irresponsaveis...
 
odevair de brito oliveira em 02/06/2012 04:49:11
É só o começo. As imagens não poderão ser usadas por que era de equipamento em teste. Não foi doloso por que estava bêbado igual a um porco (me perdoem os porcos), e por isso sem condições de tomar qualquer decisão, e por ai vai ... nossa lei é porca, injusta, e tendenciosa. É cega igual a uma porta, mas esperta qdo o meliante tem grana.
 
Ricardo Lopes em 02/06/2012 03:05:11
Esse cara tem que por a mão na consciência e ver a tragédia que ele causou.
Incrivel as vezes eu fico pensando quem bebe sai por ai igual a um louco de carro.
E ai leva a melhor pq quem morre é um inocente e com eles so sofrem uns arranhões.
È brincadeira.
Mais pode ter certeza o que se FAZ AQUI AQUI SE PAGA.
Essa é a Lei da Vida.
O destino dele só Deus sabe, ja foi traçado e não será Bom.
 
Rosilene Pereira em 02/06/2012 03:04:28
VC ESTA PEDIDO,VAI SENTIR O PESO DA MAO DE DEUS!!!!!
 
RICARDO ALBERTO MACHADO em 02/06/2012 01:48:46
Tá de um jeito que daqui a pouco a culpa vai ser do atropelado e o coitadinho aí que não bebeu e não foi ao motel e não viu o sinal vermelho e muito menos o motociclista parado no sinal vai sair bonitinho e a PM ainda leva culpa por ter usado algema, ohhhh coitadinho dele.
 
ELAINE DIAS em 02/06/2012 01:08:58
Só falta dizer que o errado foi o falecido segurança,que parou no sinal vermelho e a policia que prendeu esse filhinho de papai,coitadinho dele,né advogado??? Dinheiro muda até a personalidade das pessoas,que absurdo...
 
Arivaldo Paiva em 02/06/2012 01:02:52
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions