A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

12/02/2013 09:56

Defesa de motorista vai pedir liberdade no "momento oportuno"

Paula Maciulevicius
O motorista embriagado, Diogo Machado Teixeira, continua preso na Depac Centro. (Foto: Reprodução/Facebook)O motorista embriagado, Diogo Machado Teixeira, continua preso na Depac Centro. (Foto: Reprodução/Facebook)

O administrador de fazenda Diogo Machado Teixeira, 36 anos, permanece preso depois de bater em um táxi e matar um passageiro na madrugada desta segunda-feira, em Campo Grande. Diogo está em uma cela na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro.

Veja Mais
Motorista que matou jovem em táxi será indiciado por três crimes
Vídeo mostra veículo atingindo táxi em acidente que matou jovem

Segundo a defesa do motorista, o pedido de habeas corpus deverá ser feito depois do Carnaval. “Em um momento oportuno”, disse a advogada Eliane Potrech.

Diogo dirigia embriagado uma caminhonete L200 pela avenida Afonso Pena e bateu em um táxi no cruzamento com a rua Bahia depois de furar o semáforo. Com o impacto da batida, o Siena branco foi arremessado no muro da Secretaria Municipal de Saúde. O passageiro do banco de trás, José Pedro Alves da Silva Júnior, 22 anos, morreu na hora. O motorista, Sebastião Mendes da Rocha, 51 anos e o outro ocupante, Ramon Rudney Tenório Souza e Silva, 21 anos, continuam internados na Santa Casa.

A advogada de Diogo afirma que o acidente foi uma fatalidade e que o motorista se distraiu quando conectava o celular no carregador de bateria e por isso não viu o sinal fechado. O teste do bafômetro constatou 0,59 mg/l. Mesmo diante do resultado, a defesa dele negou que ele estivesse embriagado.

Imagens de câmeras de segurança flagraram o momento em que a L200 atinge o táxi. Imagens de câmeras de segurança flagraram o momento em que a L200 atinge o táxi.

O motorista será indiciado por três crimes, de homicídio doloso, lesão corporal dolosa e embriaguez no trânsito. Se for condenado, a pena pode ser de 15 anos de prisão. Quatro testemunhas foram ouvidas pela Polícia, uma taxista que aguardava passageiros na casa noturna Valley, outro que seguia pela avenida Afonso Pena e um policial da Ciptran (Companhia Independente de Policiamento de Trânsito) que retornava para a sede da Companhia. Um outro jovem, que estava na casa noturna, também foi ouvido pela Polícia Militar. Ele viu o administrador deixar o local.

Uma das testemunhas relatou ter visto Diogo entrando na avenida Afonso Pena, pela rua Espírito Santo, como se “estivesse de olhos fechados”. Ele ainda furou dois semáforos até chegar ao cruzamento da batida.

O caso vai ser encaminhado para o delegado titular do 1° DP (Delegacia de Polícia Civil), Wellington de Oliveira, que também deve pedir as imagens de circuito interno mostradas pelo Campo Grande News. “Com as imagens, a perícia poderá dizer a velocidade em que a camionete estava”, disse.

O corpo de José Pedro vai ser levado para a cidade natal dele, em Afogados da Ingazeira, no Pernambuco, na tarde desta terça-feira, em avião fretado pela família do administrador.

O motorista do táxi, Sebastião, passou da área vermelha do Pronto Socorro para a área amarela na noite desta segunda-feira. Conforme familiares, ele tinha uma hemorragia que foi estancada e agora ele permanece sedado. O quadro ainda é considerado delicado. Já o outro passageiro, Ramon, passou por cirurgia no baço ontem à noite e estava no pós-operatório.




E o criminoso ainda sai rindo na foto, rindo das nossas caras, pensando assim: podem me prender que vou sair dessa, ah! ah! ah! ah! ah!, seu moleque, cachaceiro, irresponsável, seu zé pinguinha de última categoria, que fique preso aí seu porcaria !! (que seja publicado este manifesto)
 
waldomiro ajala em 13/02/2013 20:03:58
Espero que realmente a justiça seja feita, pois já vimos muitas mortes no trânsito, e os motoristas como este sair da cadeia numa boa.
 
Andre Garcia em 12/02/2013 19:35:59
JUSTIÇA!! - É o que clama a sociedade. Que passe o carnaval, mas não passe a justiça. Não se suporta mais a impunidade; a barbaridade no trânsito. O fato choca. As vítimas desta vez foram um jovem humilde (morto na hora) e um trabalhador (o motorista do táxi). Que a imprensa acompanhe o caso.
 
Ana Costa em 12/02/2013 17:19:54
Até quando os playboys mimados pelas mamães acabarão com a vida de trabalhadores?
 
Antonio Nunes em 12/02/2013 14:01:22
Advogado não comete crime no exercicio da profissão. Nessa circunstância ai não mesmo. O profissional pode defender seu cliente de todas as formas possiveis, dentro do direito.
 
Daniel Lemos em 12/02/2013 13:22:55
Coitainho dele gente!!!! Olha a carinha dele... Que dozinha, merece é cadeia mesmoooooo.
 
Luciana Silva em 12/02/2013 12:54:58
Fatalidade? Embreagado, conectando celular, avançando sinal... Fatalidade? O que é isso minha senhora? Há 8 meses sofro pela morte de meu irmão, em que o motorista de um caminhão passou por cima de seu carro, sem ao menos pode-lo ve-lo para me despedir, certamente foi fatalidade, invadir faixa contínua, e ainda de acordo com a população do local o mesmo havia entregue a diração a outrem... Realmente fatalidade... ter irresponsaveis dirigindo nas ruas... Fatalidade
 
Andréa Ferraz Oliver em 12/02/2013 12:26:45
Espero que essa advogada não esteja pensando só nos horarios que irá receber,e sim na vida dessas pessoas que ele tirou,e mantenha ele nas grades pois quando ele bebeu e saiu dirigindo em meio a tantas campanhas contra o alccol e direção ele sabia o que estava fazendo...que ele pague pelo que cometeu,infelizmente vai aparecer um juiz e liberar ele das grades ,pois foi apenas uma fatalidade....beber e matar um inocente e deixar pessoas em estado grave...pense nas familias dessas pessoas..
 
odevair de brito oliveira em 12/02/2013 12:22:56
esta advogada não sabe q ta dizendo e axa q foi uma fatalidade e não se preocupa q pessoa morrem de acidente e axa q o diego ta certo pelo q ta fazendo dirigindo embriegado e acaba cometendo esta barbaridade tirando vidas de outra pessoas e esta advogada não sabe oq lei e este cara tem q fica na cadeia e pagar pelo crime q cometeu tirando vidas de outra pessoa e tem q ser justiça para este canalha....
 
renato eloy em 12/02/2013 12:18:14
É POR ISSO QUE EU DIGO, MUITOS ADVOGADOS TRABALHAM PELO CACHÊ. EU NÃO ACREDITO MAIS EM JUSTIÇA NENHUMA. DEVERIA HAVER UMA LEI QUE OBRIGASSE O ADVOGADO DE DEFESA SE TORNAR ADVOGADO DE ACUSAÇÃO QUANDO AS PROVAS DA CULPABILIDADE VIESSEM À TONA. QUEM GOSTOU GOSTOU, QUEM NÃO GOSTOU, FICA SEM GOSTAR MESMO.
 
MARIVALDO ABDIAS em 12/02/2013 11:56:56
Taí a oportunidade do sistema judiciario desse estado, provar que fala sério e tem o interesse real de acabar com a matança de jovens,no trânsito. Sei que a advogada de defesa desse irresponsável está cumprindo o papel dela, mas a tese de "fatalidade", é simplesmente um tapa na cara dos familiares das vitimas e de quem não aguenta mais ler , que todos os finais de semana, esses fatos aconteçam repetidamente.
 
Marcos Figueiredo em 12/02/2013 11:49:38
Queria estar eu em uma carreta carregada com 70 Toneladas e esse Verme vir direto pra min. Bater bem na Coluna entre o terceiro eixo e o reboque.
 
Edson Ricardo em 12/02/2013 11:42:47
EU ACHO QUE ESSA ADVOGADA NÃO FEZ CURSO DE "DIREITO", ELA FEZ CURSO DE "ERRADO".
 
ADENILSON JOSÉ REBEQUE em 12/02/2013 11:40:25
Ninguém está entendendo o que a Dra. Advogada está dizendo. Fatalidade é o nome da cachaça que o pinguço tomou.
 
Jose luiz em 12/02/2013 11:23:24
como uma advogada tem a coragem de mentir para a justiça, falso testemunho não é crime?
 
lyka rodrigues em 12/02/2013 11:10:52
como uma advogada tem coragem de mentir para a justiça falso testemunho não é crime?
 
lyka rodrigues em 12/02/2013 11:09:30
O cara dirige bêbado, alta velocidade, fura sinal vermelho, bate num táxi e mata pessoas e sua advogada diz que foi uma fatalidade...tese absurda e ridícula. A doutora está em profissão errada. Esse cara deve permanecer não na cadeia mas numa jaula.
 
Enio Alves Gomes em 12/02/2013 10:48:14
Parabéns a família do administrador que apesar do erro de seu familiar, teve o bom caráter de fretar um avião para que os familiares do falecido possam ao menos se despedir de seu ente querido.
 
Raul Santos em 12/02/2013 10:34:11
pelo video da para se ter uma ideia da velocidade da l 200. Será que isso tambem foi fatalidade? será que o pé no acelerador tambem foi por causa da mamae? Sra Advogada não pense que só a senhora tem nivel superior e que todos são idiotas de acreditar em tudo que a senhora diz. Seu papel é defende-lo e não mentir por ele. Lembre-se de outro caso em que o motorista se disse inocente e depois foram aparecendo varias provas e o "pobre" do advogado não sabia onde enfiar a cara. Mas não se esforçe muito, todos sabemos onde isso vai dar.
 
ALEX ANDRÉ DE SOUZA em 12/02/2013 10:29:19
o Diogo estava em alta velocidade e para não admitir isso, diz que estava conectando o cabo do celular, e o celular não é proibido de usar enquanto se dirige. o teste do bafometro mostrou o tanto de bebida no sangue, e a advogada diz que ele não bebeu, ela deve acreditar em papai noel, branca de neve e sete anões. cadeia nesse Diogo bebum.
 
Nilson M Soares em 12/02/2013 10:27:25
A população no geral quer saber se a justiça irá prevalecer!!!!!!!!11
 
Anderson Silva em 12/02/2013 10:27:00
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions