A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

19/10/2012 15:12

Defesa de universitário aguarda julgamento de 2 pedidos de liberdade

Paula Vitorino
Jovem está preso desde 31 de maio. (Foto: Simão Nogueira)Jovem está preso desde 31 de maio. (Foto: Simão Nogueira)

A defesa do universitário Richard Gomide Lima, de 22 anos, tenta mais dois recursos para colocar em liberdade o rapaz preso desde o dia 31 de maio por matar o segurança Davi Del Valle Antunes, 31 anos, em acidente de trânsito na avenida Afonso Pena.

Veja Mais
Recurso adia júri popular de estudante acusado de morte na Afonso Pena
Universitário que matou segurança vai a júri popular no dia 5 de outubro

Um pedido de liberdade aguarda julgamento no STJ (Superior Tribunal de Justiça) há cerca de 20 dias. No Tribunal de Justiça do Estado, o pedido é de reapreciação da decisão de negar a liberdade ao jovem. O processo aguarda julgamento desde o dia 5 de outubro.

Três pedidos de liberdade, dois no TJMS e um no STJ, já foram negados. Para a defesa, a negativa de liberdade ao cliente é uma incoerência.

“Temos tantos criminosos sendo colocados em liberdade e meu cliente, um rapaz, que se envolveu em acidente, permanece preso”, diz.

O júri do caso ainda não tem data prevista, depois de ter sido marcado para 5 de outubro e adiado por recurso da defesa, contestando a classificação de homicídio doloso com júri popular.

O TJMS vai analisar e julgar o recurso. O TJ poderá manter a sentença de pronúncia, decisão que mandou Richard a júri, ou atender ao pedido da defesa.

Acidente - Richard dirigia um Fiat Punto pela avenida Afonso Pena e bateu na traseira da motocicleta pilotada por Davi. A moto estava parada no semáforo da rua Paulo Coelho Machado.

Segundo a acusação, Richard desrespeitou regras de trânsito – passou no sinal vermelho, estava em excesso de velocidade e dirigindo sob efeito de álcool. Para o MPE (Ministério Público Estadual), dirigindo nestas condições, o universitário assumiu o risco de provocar o acidente (dolo).

Com a colisão, o segurança foi arremessado a vários metros de distância e morreu no local.O estudante havia saído de um motel, onde tinha estado com um amigo e uma garota de programa. O segurança voltava para casa após ter passado a noite e a madrugada trabalhando.




sem vergonha, enche a cara, excesso de velocidade, mata um ser humano no trânsito, que seja onde for, é um crime sim, ai vem esses que se dizem "advogados", dizer isso?, me poupem.
 
ari de lima em 22/10/2012 07:36:43
Está parecendo que tirar a vida das pessoas é normal. Olha só a defesa:“Temos tantos criminosos sendo colocados em liberdade e meu cliente, um rapaz, que se envolveu em acidente, permanece preso”, diz. O filho e a esposa que estão até hoje chorando a perda isso não conta. Jovens fazem barbaries e tudo é culpa da bebida, conta outra tantas vezes eu bebi e me lembro tudo que fiz.
Sociedade basta de impunidade! Jovens que tiram vidas e massacram famílias tem que pagar pelos seus atos.

 
José Garcia em 20/10/2012 06:56:20
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions