A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

17/10/2012 15:54

Duque de Caxias tem engavetamento de quatro veículos

Gabriel Neris e Helton Verão
Acidente envolveu quatro carros na avenida Duque de Caxias, em Campo Grande (Foto: Rodrigo Pazinato)Acidente envolveu quatro carros na avenida Duque de Caxias, em Campo Grande (Foto: Rodrigo Pazinato)

Quatro veículos se envolveram em acidente de trânsito nesta quarta-feira (17), por volta das 14h, na avenida Duque de Caxias, em frente à Base Aérea de Campo Grande, sentido aeroporto. Não houve feridos.

Veja Mais
Motociclista sofre várias fraturas após colidir moto em poste
Carro capota após colisão no cruzamento da Bahia com a Barão do Rio Branco

O militar aposentado Ilário Ribeiro, de 60 anos, motorista do veículo Prisma, um dos envolvidos no engavetamento, contou que havia um carro de autoescola na faixa central da via. O veículo parou de repente e uma caminhonete, que estava atrás, também freou bruscamente.

As freadas desencadearam em três batidas. O veículo Pálio Weekend bateu na traseira de um Vectra, que atingiu o Honda Civic que estava à frente. A pancada da batida foi tão forte que a traseira do Prisma também foi atingida.

O veículo de Ilário, que estava sozinho, teve apenas arranhões no para-choque. Ele contou que não teve danos, mas ficou no local do acidente para ajudar possíveis vítimas do acidente.

Marcos Aurélio de Oliveira Weiler, 45, segurança patrimonial, conduzia o Civic atingido pelo Pálio. A mulher do motorista, Sandra Luzia de Souza, 42, copeira, contou que o marido freou e sentiu uma grande pancada na traseira quando o Vectra bateu. No veículo também estava o filho do casal, de 19 anos.

Para facilitar o trânsito, veículos foram colocados na faixa de ônibus e táxis da avenida (Foto: Rodrigo Pazinato)Para facilitar o trânsito, veículos foram colocados na faixa de ônibus e táxis da avenida (Foto: Rodrigo Pazinato)

O Vectra era conduzido pela decoradora Idimar Telles Fernandes, 50. A mãe dela, Terezinha Barbosa da Silva, 77, reclamou de dores no tórax, mas não precisou ser atendida. “Fiquei assustada. O carro freou de repente”, comentou a senhora.

De acordo com o Juizado de Trânsito, o veículo Pálio era conduzido por Edson Santos de Lima, de 31.

Ilário Ribeiro afirmou que após o acidente, o veículo da auto-escola e a caminhonete continuaram o percurso.

Três homens da Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito) estavam no local para controlar o trânsito. Não houve congestionamento. Para liberar a via, a Agetran deslocou os carros envolvidos para a faixa exclusiva de ônibus e táxis. 

Motociclista sofre várias fraturas após colidir moto em poste
O motociclista Rolson Ribeiro, 34 anos, sofreu várias fraturas após colidir a motocicleta que pilotava contra um poste, por volta das 4h deste doming...
Motorista escapa de capotamento com ferimentos leves
Acidente aconteceu na rua Fernão Dias. Motorista bateu em carro estacionado....



passo diariamente nesta avenida, que mesmo com as lombadas eletrônicas e quebra-molas, o abuso da velocidade é constante, além do desrespeito a faixa de pedestre
 
Luciano Monteiro em 18/10/2012 05:19:36
nao e a primeira vez que as auto escolas fazem esse tipo de erro,e o detran nada faz para mudar a maneira de formar os motoristas. tirar do centro da cidade e a solucao nos nos horarios de pico, e agora como ficam as despesa dos consertos dos carros, os professores de aula pratica so sabem falar se bater a auto escola tem seguro.e agora auto escola aparece
 
ANANIAS OLIVEIRA em 17/10/2012 22:50:49
O problema aqui não esta nas dimensões das faixas de rolamento, nem tão pouco em outros aspectos da sinalização da via, mas na irresponsabilidade dos condutores. Se dirigissem de modo preventivo é certo que o acidente não teria ocorrido. Penso tenha sido uma somatória de fatores, em especial o excesso de velocidade e a desatenção dos condutores, que também não guardaram a devida distância de segurança entre os veículos.
 
Fernando Silva em 17/10/2012 21:22:26
Veiculo de auto-escola em uma avenida movimentada como a Duque,vai aprender a dirigir primeiro em um bairro mais calmo.
 
Roberto Taveira em 17/10/2012 21:22:12
sim e fato a pista e mais larga para unica e exclusivamente passagem de taxis e onibus e nao veiculos particulares.
vai entender nossos humildes campograndenses se a pista for estreita reclamam agora larga tbm reclamam....
 
gustavo passos em 17/10/2012 17:58:51
Esta avenida tem faixas de rolamento largas demais. Poderiam ser mais estreitas e assim a avenida ganharia uma faixa a mais, melhorando o trânsito. A largura exagerada das faixas fica clara na segunda foto da matéria.
 
Murilo Delmondes em 17/10/2012 17:02:23
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions