A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

15/11/2011 09:51

Trânsito da Capital já matou 70 motociclistas este ano, diz Agetran

Edmir Conceição e Fabiano Arruda

Cerca de 70 motociclistas já morreram este ano no trânsito de Campo Grande. Segundo o diretor-presidente da Agetran, Rudel Trindade, de janeiro a outubro foram registradas 107 mortes no trânsito da Capital. Quase 70% das mortes são de motociclista. Somente nesta quinzena de novembro, das cinco pessoas que morreram em acidentes de trânsito, quatro eram motociclistas.

Veja Mais
Mototaxistas e taxistas se juntam e percorrem Afonso Pena contra Uber
Homem que morreu atropelado tinha 51 anos e foi identificado pela mãe

Segundo Rudel, as estatísticas apontam que em geral, as vítimas têm entre 20 e 22 anos, os acidentes ocorrem de madrugada e os condutores dirigem sem habilitação e sob efeito de bebida alcoólica. O último acidente foi registrado ontem no fim da tarde. Casal de irmãos morreu na saída para Três Lagoas em acidente com um ônibus. Os corpos das vítimas ficaram embaixo do ônibus.




Quando leio que o trânsito matou 70 pessoas, lembro da minha filha criancinha quando ela acidentalmente batia com os dedinhos do pé em algum móvel e culpava o móvel. Seres inanimados não promovem ações. O que mata no trânsito são os usuários que cometem erros.
 
Paulo Barbosa em 15/11/2011 11:25:21
Foi o trânsito da capital que matou ou foram os acidentados que se mataram no trânsito? Onde está o problema e onde está a solução? Penso que a postura que leva essas pessoas a morrerem no trânsito, é a mesma postura que torna o trânsito daqui tão perigoso. É complicado transformar em vítimas pessoas que assumiram o risco de se ferirem e ferirem outras pessoas. Mesmo que essas tenham falecido.
 
Paulo Barbosa em 15/11/2011 11:23:25
"Brincadeira" É o que estes jovem estão pensando da vida. Usam os veículos principalmente a moto como "arma". Se nós levarmos em consideração os jovens que morrem por acidentes e outras outras consequências, (assacinado, overdose e outros), na maioria jovens, podemos considerar que daqui 30/40 não teremos idosos.
"É brinquedo não".
 
Arilda Riquelme em 15/11/2011 10:31:55
Não é por menos que morrem mais motociclistas no trânsito. Além de transitarem com imprudência e sem limites, por vezes estão alcoolizados e inabilitados para trafegar. Não respeitam as lei de trânsito: ultrapassapam pela direita em alta velocidade e de forma perigosa; transitam no meio dos carros; nao respeitam pedestres e os demais veiculos que trafegam na via pública. Cavam sua própria cova!
 
Antonio Marcos em 15/11/2011 07:44:30
Só quero ver esse transito daqui a dez anos. Se hoje tá assim e aumenta cada vez mais o numero de veiculos a tendencia é haver rodizio de placas. Não temos metro, nem ferrovia. Vai ser ruim.
 
JOSÉ PEREIRA FILHO em 15/11/2011 06:17:22
Sem querer julgar,pois não me cabe faze-lo. Mas me pergunto. ouço tanto dizer que outros condutores não respeitam motociclistas,e eles se respeitam?ou respeitam a própria VIDA? a meu ver motocicleta é um veiculo automotor e como tal deve ser conduzido com conhecimento e principalmente "cumprimento" da legislação de trânsito algo que infelizmente é esquecido por alguns deles.
 
Américo Zanete Magalhães em 15/11/2011 02:50:00
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions