A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

23/11/2013 08:36

Erros se repetem todo dia no trânsito, mas sem a fiscalização da Agetran

Filipe Prado
Fran explica que parou em frente a rampa pois é reservado para clientes da farmácia onde ela iria. (Foto: Cléber Gellio)Fran explica que parou em frente a rampa pois é reservado para clientes da farmácia onde ela iria. (Foto: Cléber Gellio)

Com o movimento das ruas em caos, muitos motoristas não respeitam as sinalizações de trânsito e infringem muitas leis. Pedestres e motoristas reclamam do desrespeito às leis de trânsito e da falta de fiscalização por parte dos órgãos competentes, como a Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito).

Veja Mais
Dois acidentes no mesmo cruzamento, em menos de 1 hora, tumultuaram o trânsito
Em dia violento no trânsito, Polícia registra 31 acidentes com 19 vítimas

Em alguns pontos da cidade, a incidência de infrações é maior. No cruzamento da Avenida Presidente Ernesto Geisel com a Avenida João Pires, nos horários de pico, os motoristas fecham o cruzamento. “Aqui é péssimo, todos os dias acontece este caos”, comenta o motorista Pedro Sobrinho, 58 anos.

Susete Maria de Oliveira, 48, dona de uma empresa próxima ao cruzamento, comenta que a região registra muitos acidentes. “Sempre acontece alguma batida por aqui, bastante discussão também. Muitos não respeitam a faixa de pedestres e sempre fecham o cruzamento”.

Ela explica que todos os dias acontecem o fechamento do cruzamento, mas é pior nos feriados. “É sempre assim, quando tem feriado na sexta-feira, fica muito pior. Venho de carro para o trabalha, e às vezes, tenho que desviar dessa rua para poder chegar aqui”, relata Susete.

Já na Avenida Afonso Pena, a infração que mais chama a atenção é a da obstrução a rampa de acesso para cadeirantes. Muitos carros param em frente ao espaço destinado aos deficientes, como a paulista Fran Silva, 30. “Eu vim na farmácia aqui, eles me orientaram a parar aqui neste local. Falaram que eu poderia ficar 15 minutos com o pisca ligado, que era da farmácia”, justificou-se.

Mas a gerente da farmácia, que não quis se identificar, explica que o estacionamento deles não afeta a rampa. “Nosso estacionamento todo pega a faixa branca, não fica em frente à calçada rebaixada. Mas todos os carros acabam parando em frente à entrada dos cadeirantes, por isso sempre orientamos os motoristas, pois a polícia pode multa-los”, explica.

Eles também relataram que os taxistas, que estacionam próximo ao local, para muito a frente do estacionamento deles, fazendo com que os motoristas parem em frente ao acesso dos cadeirantes. “Os táxis também avançam um pouquinho no local, isso faz com que as pessoas parem aqui na frente também. Esses dias eu tive que vir à farmácia, no período da noite, e não consegui estacionar no nosso estacionamento, pois tinha carro aqui”, comenta a gerente.

Em todos estes pontos não há fiscalização da Agetran.

Moradores reclamam que todos os dias acontece esse caos nas avenidas (Foto: Cléber Gellio)Moradores reclamam que todos os dias acontece esse caos nas avenidas (Foto: Cléber Gellio)
Por conta do grande fluxo, motorista acabam fechando o cruzamento (Foto: Cléber Gellio)Por conta do grande fluxo, motorista acabam fechando o cruzamento (Foto: Cléber Gellio)
Motorista trafega em faixa exclusiva para ônibus, táxis e veículos de emergência (Foto: Cléber Gellio)Motorista trafega em faixa exclusiva para ônibus, táxis e veículos de emergência (Foto: Cléber Gellio)
Motociclistas percorrem a avenida Ernesto Geisel com a viseira levantada (Foto: Cléber Gellio)Motociclistas percorrem a avenida Ernesto Geisel com a viseira levantada (Foto: Cléber Gellio)



caos: Campo Grande esta um caos no transito,hoje de manhã eu trafegava com meu carro num cruzamento da Dom Aquino eu parei no cruzamento pois ali tem uma placa pare e um motorista desatento não parou e bateu na traseira do meu carro. Estes Motoristas não respeitam ninguem e eu fui falar com o motorista que bateu no meu carro ele ainda ficou bravo. Acho que o Detran e estas auto escolas não preparam bem os motoristas.
 
marcos vinicio Marin em 23/11/2013 19:28:19
O QUE O ADAILTON RIBEIRO FALOU É PURA VERDADE! A AGETRAN TÁ SUCATEADA.
 
OSCAR OLIVEIRA em 23/11/2013 17:47:33
É como disse o Edézio: quando um infrator é multado, milhares de defensores do transgressor se levantam para protestar contra a "indústria da multa", e isso porque nós estamos no país de multas de valor ridículo e irrisório. Já quando os fiscais acuados pelos infratores - numa total inversão de valores - deixam de multar, aí há os que reclamam da falta de multas. Vai entender... o brasileiro definitivamente incorporou da forma mais radical e absoluta o "hay gobierno, soy contra", ao qual ainda podemos acrescentar o "hay ley, soy contra". E assim, estamos nos distanciando cada vez mais da civilização e caminhando firmemente para a barbárie, culpa de um Estado fraco, uma justiça leniente e legisladores pusilânimes.
 
Adriano Roberto dos Santos em 23/11/2013 16:39:54
Convido o Sr. Rod Camargo a participar comigo de um dia de trabalho e depois externar seu ponto de vista sobre nós funcionários de carreira da Agetran, verificar in loco as condições logísticas e de material, mas mesmo assim estamos fazendo o impossível para levar informação e segurança à população. O trânsito da capital é municipalizado, então 270 mil eleitores cobrem sim das autoridades, assim demonstraremos mais ainda a nossa COMPETÊNCIA técnica, e condutor faça a sua parte pois "com educação o trânsito tem solução." é isso ai colega Edézio. Favor publicar.
 
Silvana S Pereira em 23/11/2013 12:20:34
Liguei essa semana naquele 118 da Agetran pra reclamar de um carro na minha garagem, e a atendente disse que não poderia me atender, pq não havia viatura disponível na cidade. Pagamos nossos impostos em dias e ainda ficamos nessa situação. Absurdo.
 
Angélica Louzada Leonel em 23/11/2013 11:44:16
Agetran não possui NENHUMA viatura disponível se quer para atender os acidentes e eventos na cidade! Conheço um "amarelinho" que está indo para a rotatória da Mato Grosso todos os dias com seu próprio carro, sem ajuda de custo e depois vai para o centro fiscalizar o parquímetro, assim como os outros agentes dos outros turnos...os 2 unos que rodam pela cidade é do Administrativo, enquanto os "amarelinhos" não possuem qualquer veículo para atender a população...estão largados e a Agetran sucateada...sem fiscalização a imprudência e mortes só aumentam! E o Bernal?!
 
adailton ribeiro da silva em 23/11/2013 11:41:09
então,se fiscalizam é industria da multa; se não, é inoperante...que tal exercitar o ato de respeitar as leis,fácil né.
 
edezio c mello em 23/11/2013 11:38:34
Lembro que na Campo Grande dos anos 90 muitos semáforos tinham câmeras e havia polícia em vários cruzamentos, multando motoristas sem cinto de segurança e demais infratores. De lá pra cá, o número de carros nas ruas aumentou muito e a fiscalização desapareceu! A Agetran não fiscaliza nada. As ruas estão cheias de motoristas embriagados e sem habilitação, pessoas morrem diariamente e não se vê um único guarda na rua. Nem mesmo onde as pessoas são muito bem educadas as leis são cumpridas sem fiscalização ostensiva - já morei em dois países da Europa e posso afirmar isso. FISCALIZAÇÃO RIGOROSA JÁ!
 
Luiz Carlos Oliveira em 23/11/2013 11:27:45
A AGETRAM NAO QUER NADA COM NADA. NAO FISCALIZA. TODO OS DIAS, NA TV, NOS JORNAIS, NA INTERNET, DENUNCIAS DE OMISSAO PELA AGETRAM E NADA ACONTECE PARA MUDAR.
SAO TANTAS IRREGULARIDADES, FILAS DUPLAS, TRIPLAS, TODO TIPO E INFRAÇÃO E A CERTEZA DA IMPUNIDADE PELOS INFRATORES.
 
LUCIANO MARQUES em 23/11/2013 11:17:11
Táxi!!!
Ônibus!!!
Sou motociclista ( e não motoqueiro), e vejo que os ditos profissionais do transito, precisam urgentemente de uma reciclagem. São os primeiros a fechar um outro veículo, principalmente os mais frageis. Os que deveriam dar o exemplo, pois como disse anteriormente, são os profissionais do transito.
 
Jonas Inocencio da Silva em 23/11/2013 10:58:02
Não é somente nestes pontos que não existe fiscalização. Não existe em lugar nenhum na cidade. A cidade está totalmente abandonada. Desde que foi criada a AGETRAN, que a polícia militar de trânsito passou a responsabilidade da fiscalização rotineira e constantes para os agentes de trânsito municipais. Mas isso só funcionou no começo. Esta agência, é INOPERANTE, INCOMPETENTE E INÚTIL. Vejo todos os dias barbaridades em relação a ilegalidades no trânsito. Carro parado em fila dupla em frente a lojas colocando compra, moto estacionada entre carros prejudicando a manobra de entrar e sair da vaga, motoqueiro trafegando pela calçada para não precisar dar volta na mão certa do transito, caminhão de carga parado em mão dupla descarregando mercadoria.QUE VOLTE A POLICIA DE TRANSITO PRA RUA TODO DIA
 
rod camargo em 23/11/2013 10:49:38
Educação, educação e mais educação. Somente ela vai fazer com que as pessoas, de um modo geral e não apenas os motoristas, respeitem umas às outras, valorizem a vida e, como consequência, respeitem também as leis e regras vigentes para uma boa e harmoniosa convivência em sociedade.
 
Mônica Ferreira em 23/11/2013 10:15:45
por que não existe fiscalização para motoristas falando ao celular, virando sem dar seta, atravessando a preferencial várias coisas.
sou motociclista e todos os dias vejo essas coisas acontecendo mas nenhuma medida é tomada!!
 
Estevão Carlos em 23/11/2013 10:05:23
Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito). esta falida, não serve p/ nada.
Cade o BERNAL ?
 
Henry Reic em 23/11/2013 09:38:24
isso tudo não é novidade. Quem deveria fiscalizar, ou está passeando pela cidade com as viaturas,... ou está fiscalizando e multando os veículos estacionados nos parquímetros. Parece que só aprenderam a fazer isso. Fiscalizar os parquímetros.
 
Eduardo Semir em 23/11/2013 09:07:22
Só tem um jeito: colocar pontos de filmagem, nestes pontos é aplicar a multa pelo que o motorista fizer de errado e que ficar registrado. Infelizmente minha liberdade não pode sobrepor a de meu semelhante. O ser humano em regra é hipócrita, pois, quando não sente a possibilidade de ser flagrado, sempre comete infrações, sendo, que por algumas vezes são infrações que tiram vidas humanas. Não estamos em Nova York, mas, que tal experimentarmos um trânsito com tolerância zero? Vamos começar fiscalizando as "famosas" peruas dos feirantes?Tudo "caindo" aos pedaços. Sei que são trabalhadores, mas, nem por isso podem descumprir a Lei. Por fim, o grande problema, ainda é o Ser Humano.
 
Jardelino Pereira Caetano em 23/11/2013 09:06:50
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions