A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 19 de Janeiro de 2017

08/06/2013 13:25

Esquina é palco de dois acidentes em menos de 24 horas

Luciana Brazil e Evelyn Souza
De madrugada, Vectra derruba muro e horas depois carro de auto-escola bate em veículo estacionado. De madrugada, Vectra derruba muro e horas depois carro de auto-escola bate em veículo estacionado.
Instrutor da auto-escola diz que não conseguiu evitar a batida. (Fotos: Marcos Ermínio)Instrutor da auto-escola diz que não conseguiu evitar a batida. (Fotos: Marcos Ermínio)

Uma colisão na manhã de hoje (8), entre um veículo Fox e uma Strada, no bairro São Francisco, em Campo Grande, seria mais uma batida de carro, sem feridos e sem grande importância, se não fosse a circunstância do acidente. A batida aconteceu no mesmo local onde, horas antes, um veículo Vectra derrubou o muro de uma casa.

Veja Mais
Motociclista é atingida por ônibus ao tentar estacionar na Calógeras
Comerciantes pedem semáforo após acidente em que carro invadiu loja

No primeiro incidente, que aconteceu durante a madrugada, o motorista do Vectra disse ter perdido o freio do carro. O veículo invadiu a calçada, derrubou uma árvore e destruiu o muro de uma casa, na esquina da rua José Antonio com a rua João Pessoa, no São Francisco. A reportagem do Campo Grande News esteve no local pela manhã e registrou os estragos.

Depois do susto, o dono da casa, Valfrido Chaves, 72 anos, contratou um carpinteiro para colocar um tapume no buraco da parede.

Ao chegar à residência, o carpinteiro Edevildo Belarmin dos Santos, 38 anos, estacionou o veículo Strada próximo a calçada. Enquanto o carpinteiro avaliava o conserto, a funcionária pública Ângela Maria Pereira Alves, 41 anos, aluna da auto-escola San Marino, perdeu o controle do veículo Fox e colidiu com a Strada.

“Fui buscar o material para arrumar o muro. Cheguei aqui, estacionei e 15 minutos depois a menina bateu no meu carro”.

Condutora fazia aula de direção quando perdeu o controle do carro.Condutora fazia aula de direção quando perdeu o controle do carro.

O instrutor da auto-escola, Luiz Antonio, 42 anos, disse que não conseguiu evitar o acidente. “Ela virou normal e o volante escorregou”, lembra. Ele conta ainda que o bairro é bem sinalizado e é escolhido por muitos que dão aula de direção.

“O bairro é bom de trabalhar, bem sinalizado. Há sete anos eu trabalho com isso e nunca tinha sofrido um acidente. Sempre digo que tem que prestar a atenção porque um erro pode causar grande estrago”.

O dono do imóvel ficou incrédulo diante do novo episódio. Na hora da colisão entre os veículos, o Vectra ainda permanecia no local do acidente, com parte da dianteira dentro da residência.

Vizinhos disseram que o motorista do Vectra mora na rua João pessoa e sempre faz a curva em alta velocidade. “Ele já é conhecido aqui por virar sempre correndo nessa esquina”, disseram os moradores.

Motociclista tem pescoço cortado por linha de pipa com cerol em bairro
O motociclista Osmar Constantino da Silva, 35 anos, foi socorrido após ter o pescoço cortado por linha de pipa com cerol, no final da tarde de ontem ...
Motociclista fica ferido em colisão com carro na avenida das Bandeiras
Um motociclista ficou gravemente ferido em um acidente de trânsito na noite desta terça-feira (17) na Vila Carvalho - região sul de Campo Grande. No ...



Desculpe ai senhor instrutor Luiz Antonio, mas dessa vez a culpa foi sua. O veículo da Auto Escola não tem duplo comando? Se não tem, esta irregular. Se tem, não usou por quê?
 
Fernando Silva em 08/06/2013 15:37:25
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions