A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

25/06/2014 11:48

Estudantes confirmam alta velocidade, mas negam racha na Afonso Pena

Francisco Júnior
Veículo envolvido em acidente ficou danificado. (Foto: Marcos Ermínio)Veículo envolvido em acidente ficou danificado. (Foto: Marcos Ermínio)
Delegado Luis Tomaz autuou os estudantes por dirigir embriagado e por racha. (Foto: Marcos Ermínio)Delegado Luis Tomaz autuou os estudantes por dirigir embriagado e por racha. (Foto: Marcos Ermínio)

Em depoimento na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro, os estudantes André Andrade Rosa, 18 anos e Pedro Henrique Taveira, 19 anos, presos na madrugada de hoje (25) suspeitos de estarem disputando racha na Avenida Afonso Pena, em Campo Grande, negaram que estivessem cometendo o delito.

Veja Mais
Jovem que participava de racha desviou do Samu antes de acidente
Polícia encontra bebida em carro envolvido em racha e jovens continuam presos

Segundo o delegado Luis Tomaz, plantonista da Depac, os jovens confirmaram que estavam em alta velocidade e que haviam consumido cerveja – cerca de uma latinha e meia - em uma conveniência. Disseram também que seguiam para uma lanchonete que fica na avenida. “ Um disse que estava a 70 km/h já o outro afirmou que dirigia a 80 km/h”, relatou Tomaz.

O delegado confirmou que autuou os dois estudantes por dirigir embriagado e por racha. Os dois crimes juntos tem pena acima de 5 anos, situação que cabe apenas ao judiciário arbitrar fiança e não ao delegado plantonista. Os dois permanecem presos na delegacia. Eles não têm passagem na Polícia.

O advogado Amilton Ferreira de Almeida, que representa dos os dois estudantes, disse que ainda hoje entra com o pedido liberdade de seus clientes.

Os dois foram presos depois que um médico do SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) percebeu que os estudantes estavam em alta velocidade pela avenida. Ele acionou a Polícia, que encontrou o Renault Sandero batido contra o meio-fio no cruzamento com a Rua Pedro Celestino. O carro era dirigido por André.

O outro veículo envolvido, uma Parati dirigida por Pedro Henrique, foi encontrado no estacionamento da lanchonete Burguer King. Conforme o delegado, o motorista negou que tenha fugido do local depois do acidente com a Sandero, relatou que como estava mais a frente não viu o acidente e que parou na lanchonete, pois ali seria o local onde iriam lanchar.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions